Guilty Gear

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guilty Gear: The Missing Link
Capa da versão norte-americana.
Desenvolvedora Arc System Works
AtlusAN
Virgin InteractiveEU
Publicadora(s) Arc System Works
Designer Daisuke Ishiwatari
Compositor(es) Daisuke Ishiwatari
Plataforma(s) PlayStation, PlayStation Network
Série Guilty Gear
Data(s) de lançamento PlayStation:

PlayStation Network:
Gênero(s) Luta
Modos de jogo Single player, multiplayer
Número de jogadores 1 a 2 jogadores
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 15 anos i OFLCA (Austrália)
Permitido para maiores de 15 anos, especialmente a faixa de 15-17 anos ELSPA (Reino Unido)
Mídia CD-Rom
Controles Gamepad
Último
Último
Guilty Gear X
Guilty Gear 2: Overture
Próximo
Próximo
Nota: Se você procura pela série em si, veja Guilty Gear (série).

Guilty Gear (ギルティギア, Giruti Gia?), legendado The Missing Link (A Ligação Perdida), é o primeiro jogo da série Guilty Gear desenvolvido pela Arc System Works. foi primeiramente lançado no PlayStation em 1998. Ele segue a história de dez combatentes que entram no Second Sacred Order Tournament (Segundo Torneio Sagrado da Ordem) por razões próprias, estabelecido no futuro deserto no qual o seu tempo presente acaba de se recuperar de uma guerra de 100 anos contra armas orgânicas bio artificiais feitas por seres humanos, chamadas Gears.[1] Apesar de ser o primeiro lançamento da franquia Guilty Gear, o próprio jogo revela um pouco do seu lance do enredo passado; não antes dos lançamentos posteriores dos drama CDs do jogo, e romances da franquia que a sua história é completamente explicada.[2]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Guilty Gear é um jogo de luta em 2D, similar a jogos do gênero,como Street Fighter e The King of Fighters,mas é muito mais rápido e incide mais sobre o uso de técnicas de combinação de golpes.O jogo apresenta 10 personagens,mais três outros ocultos. Ele usa um esquema de seis botões: soco, chute,Slash,H-Slash e Respeito.O combate é um conjunto de melhores de dois ou três rodadas.

Existe uma barra chamada de "tension",semelhante à de Super Street Fighter Alpha, aplicando certos comandos,a barra enche,quando ela chega no máximo,é possivel ativar movimentos especiais chamados "Chaos".Existe também um sistema de combos aéreos,comparável ao "Aerial Rave" de Marvel vs Capcom.

Guilty Gear tem um comando que causa morte instantânea no adversário,são os chamados "Destroyers",que podem ser ativados após um ataque utilizando os botões de soco e chute simutâneamente próximo ao adversário.

O jogo também possui um recurso chamado de "Chaos Mode",que é ativado quando a saúde de um personagem se encontra inteiramente na segunda barra(amarela).Uma aura vermelha circundará o personagem e ele ou ela será capaz de realizar ataques do tipo "Chaos",ilimitados.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Chefes/Personagens Secretos[editar | editar código-fonte]

Soundtrack[editar | editar código-fonte]

Guilty Gear contém faixas do mais puro e pesado heavy metal,todas compostas pelo criador da série Daisuke Ishiwatari.

  1. "Prologue (Shout & Burning)"
  2. "Keep Yourself Alive"
  3. "Holy Orders (Be Just or Be Dead)"
  4. "Black Soul"
  5. "Unidentified Child"
  6. "Suck a Sage"
  7. "In Slave's Glory"
  8. "The March of the Wicked King"
  9. "Writhe in Pain"
  10. "Suspicious Cook"
  11. "Pride and Glory"
  12. "A Fixed Idea"
  13. "Meet Again"
  14. "Momentary Life"
  15. "Conclusion"
  16. "Prickle Man"
  17. "Mince"
  18. "I'm Oldman!"
  19. "Come On!"
  20. "Metal"
  21. "Death and Republic"
  22. "Deadend"
  23. "Way"
  24. "Play It High"
  25. "Love Letter From..."
  26. "Epilogue (The Missing Link)"
  27. "S.E."


Recepção[editar | editar código-fonte]

Os comentários para o jogo foram postivos.A IGN deu ao jogo um 8,0,elogiando gráficos e jogabilidade,mas criticando como o AI torna o jogo difícil.A Gamespot deu-lhe um 7,9,elogiando-o pela jogabilidade,soundtrack e arte. Mas também criticou o jogo pela falta de modos.A Game Informer considerou um dos jogos mais estranhos dos dez melhores de todos os tempos.Guilty Gear no geral manteve-se um clássico entre os fãs hardcore do jogo,e passou a ter duas principais sequências, spin-off e um jogo em 3D híbrido de ação,aventura e estratégia conhecido como Guilty Gear 2: Overture.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]