História de Guadalupe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mulher arawak usando kweyou, espécie de tanga tecida com sementes, adornos, destacando-se uma placa de prata no nariz (gravura de 1839, por P.J. Benoît). O povo Aruaque é amplamente considerado o antepassado indígena do Guadalupe, antes das expedições marítimas de Cristóvão Colombo.

A História de Guadalupe é uma série da estudos que compreende as origens de Guadalupe.

O povo guadalupense moderno é descendente direto dos povos Aruaques, datados do século XV a.C.. Época em que os primeiro colonos se estabeleceram na atual região do arquipélago francês. A ilha foi chamado de "Karukera" (A ilha de belas águas) pelos Aruaques. Arqueólogos sugerem que entre 800 e 1000 d.C. a desertificação e a seca expansão de dunas de areia em Guadalupe levou a um período sem habitação activa baseada na escassez de restos do período; este período coincide historicamente com as secas e o subseqüente colapso das civilizações maias na Mesoamérica.[1]

Durante o século XVII os caraíbas lutaram contra os colonizadores espanhóis e os repeliram.

Guadalupe foi descoberta por Cristóvão Colombo, em sua segunda viagem a região do Caribe em 14 de Novembro de 1493.

A Revolução Francesa também causou tumulto político e o controle de Guadalupe mudou de mãos algumas vezes, incluindo 1789 e 1792. A escravidão foi abolida pelo governador Victor Hughes durante este tempo tumultuado. Guadalupe experimentou os efeitos do Reino do Terror 1794-1798.

Tornou-se colónia francesa em 1635. É um departamento ultramarino francês desde 1946.

Em 15 de Julho 2007, a ilha comunas de São Martinho e São Bartolomeu foram oficialmente separada do Guadalupe e tornaram-se duas comunas francesas oficiais com sua própria administração local.[2] A população total foi 35.930 e sua área de terra combinado foi de 74,2 km² no censo de 1999. Guadalupe, assim, perdeu 8,5 por cento de sua população e de 4,4 por cento de sua área terrestre.

Referências

  1. C. J. Beets. (2006). "Climate and Pre-Columbian Settlement at Anse à la Gourde, Guadeloupe, Northeastern Caribbean" (em inglês). Geoarchaeology: An International Journal 21: 271–280. DOI:10.1002/gea.20096.
  2. The French law was passed in February 2007, but the new status came in force once the local assemblies elected, with second leg of the vote on 15 July 2007. See J. P. Thiellay, Droit des outre-mers, Paris:Dalloz, 2007.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.