Hoplita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hoplita, impressão da coleção de costumes militares Vinkhuijzen.

Hoplita (do grego ὁπλίτης, transl. hoplítes, pelo latim hoplites) era, na Era Clássica da Grécia antiga, um soldado de infantaria pesada. Seu nome provém do grande escudo levado para as batalhas: o hóplon. O hoplita era o principal soldado grego da antigüidade. Sua armadura era composta de elmo, couraça (peito de armas), escudo e cnêmides. Carregavam uma longa lança ou pique de 2,5m geralmente, e uma espada curta para combates de curta distância.[1] [2]

Os exércitos de hoplitas lutavam corpo-a-corpo em densas colunas, formação da falange, com a ponta das lanças de várias fileiras se projetando para fora da formação golpeando na altura do peito. Apresentavam um formidável bloco de lanças sustentado acima dos ombros. Na batalha, eles avançavam sobre o inimigo como se fossem uma parede de escudos, golpeando com suas lanças sobre os escudos. Os homens posicionados na parte de trás empurravam os que estavam na frente e golpeavam sobre eles. Essas aterrorizantes batalhas corpo a corpo normalmente eram curtas, mas fatais. Lutar em curta distância nessa formação requeria treinamento e disciplina que se tornaram um estilo de vida.

Antes da ascensão dos hoplitas, a maioria das batalhas envolvendo exércitos consistia em arco e flecha e posicionamento. Os gregos tornaram a guerra pessoal e intensa e os hoplitas, então os melhores soldados de infantaria do mundo, dominaram os campos de batalha antigos durante séculos até serem suplantados pelos mais flexíveis e funcionais legionários romanos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Diodorus Siculus, 15.44.3 "hoi [men] proteron apo tôn aspidôn hoplitai kaloumenoi tote [de] apo tês peltês peltastai metônomasthêsan"
  2. Gat, Azar. War in Human Civilization. New York, NY: Oxford University Press, 2006. 295–298 pp. ISBN 978-0199236633

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Crowley, Jason. "The Psychology of the Athenian Hoplite: The Culture of Combat in Classical Athens". Cambridge: Cambridge University Press, 2012 (hardcover, ISBN 1-107-02061-1).
  • Goldsworthy, A. K. "The Othismos, Myths and Heresies: The Nature of Hoplite Battle", War in History, Vol. 4, Issue 1. (1997), pp. 1–26.
  • Hanson, Victor Davis. The Western Way of War: Infantry Battle in Classical Greece. New York: Alfred A. Knopf, 1989 (hardcover, ISBN 0-394-57188-6); New York: Oxford University Press (USA), 1990 (paperback, ISBN 0-19-506588-3); Berkeley: University of California Press, 2000 (paperback, ISBN 0-520-21911-2).
  • Hanson, Victor Davis. Warfare and Agriculture in Classical Greece (Biblioteca Di Studi Antichi; 40). Berkeley: University of California Press, 1998 (hardcover, ISBN 0-520-21025-5; paperback, ISBN 0-520-21596-6).
  • Hanson, Victor Davis. The Other Greeks: The Family Farm and the Agrarian Roots of Western Civilization. Berkeley: University of California Press, 1999 (paperback, ISBN 0-520-20935-4).
  • Krentz, Peter. "Fighting by the Rules: The Invention of the Hoplite Agôn", Hesperia, Vol. 71, No. 1. (2002), pp. 23–39.
  • O'Connell, Robert L., Soul of the Sword. Simon and Schuster, 2002, ISBN 0-684-84407-9.
  • Roisman, Joseph, and translated by J. C. Yardley, Ancient Greece from Homer to Alexander (Blackwell Publishing Ltd, 2011) ISBN 1-4051-2776-7
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hoplita
Ícone de esboço Este artigo sobre História Militar é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.