IPTV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O IPTV ou TVIP é um novo método de transmissão de sinais televisivos. Assim como o VOIP (Voz sobre IP), o IPTV usa o protocolo IP Internet Protocol como meio de transporte do conteúdo. O fato do IP significar Internet Protocol não quer dizer que os conteúdos de televisão sejam distribuídos via streaming na internet. A IPTV não é, portanto, uma Web TV.

IPTV vs WEBTV[editar | editar código-fonte]

IPTV[editar | editar código-fonte]

Na IPTV o conteúdo é enviado apenas em streaming, porém com garantia de qualidade na entrega. O receptor é um aparelho set-top box ligado à televisão (semelhante ao aparelho da televisão a cabo ou DTH), ou até mesmo um videogame como o Xbox 360 e o PlayStation 3.

Permite entrega de áudio e vídeo com alta qualidade, e depende de uma conexão Banda Larga (normalmente vendida junto com o serviço como parte integrante) de, no mínimo, 4 Mbps. A banda destinada ao IPTV não interfere na banda de internet. Por exemplo, na compra de uma velocidade de 6 Mbps de Internet mais um pacote de IPTV, a companhia telefônica disponibiliza, no mínimo, 10Mbps para o cliente, dos quais 4Mbps são exclusivos para o IPTV.

O conceito de IPTV (internet protocol television), nada mais é do que a conectividade da TV com a internet usando, porém, uma infraestrutura dedicada, paralela à da "internet selvagem", justamente para garantir a qualidade e velocidade do serviço.

WebTV[editar | editar código-fonte]

Já na Televisão na Internet ou WEBTV, além do conteúdo ser visto principalmente no computador, pode-se montar uma programação para ser enviada por download. Entretanto, se o sistema escolhido for streaming, não há garantia de qualidade, podendo haver pausas ou interrupções no envio do conteúdo (por se tratar da rede pública). O dispositivo receptor usualmente é o computador. Além disso, espera-se com a IPTV um conteúdo de maior visibilidade, com canais como: FOX, Warner, entre outros já disponibilizados por companhias de TV a Cabo e DTH. Já existem algumas opções bastante conhecidas deste tipo de modelo, tais quais o Joost, que distribui vídeos através de uma rede P2P, e o TVU Player, um player gratuito que exibe principalmente canais chineses e americanos.

Outro fator importante de diferenciação: a rede de distribuição do conteúdo (canais de TV, vídeo sob demanda, jogos, menssagens, etc) do IPTV é fechada, se assemelhando a uma intranet corporativa, contra a WEBTV que é transmitida via internet, uma rede de acesso livre.

Benefícios da Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Para as empresas de telecomunicações[editar | editar código-fonte]

Na prática, as empresas de telecomunicações poderão entrar no negócio de TV por Assinatura, oferencendo assim um pacote completo (4Play: Telefonia, Banda Larga, Telefonia Móvel e TV por Assinatura.

Nas Redes convencionais todos os canais são enviados para o consumidor, estando presentes à entrada do receptor. No IPTV os canais são disponibilizados a pedido. Em situações mais favoráveis de compreensão estarão presentes dois canais, o que permite a visualização de um e a gravação de outro, limitando-se apenas a banda disponível do usuário.

O IPTV é a oportunidade das operadoras de telecomunicação de definitivamente se tornarem Triple Players, ou seja, provedoras de telefonia, internet e televisão, assim como já são muitas das Operadoras de TV a cabo no país.

Para os telespectadores[editar | editar código-fonte]

Além de beneficiar as empresas de telecomunicações, esta tecnologia permite maior interação dos usuários com a TV, trazendo a escolha de conteúdo para suas mãos, além de poder significar uma redução significativa no valor do pacote fechado, em uma única conta.

O IPTV opera portanto de forma diferente dos sistemas tradicionais de televisão (cabo, satélite e terrestre), dado que só os programas selecionados e os conteúdos "On-Demand" (Vídeo sob demanda) são distribuídos ao consumidor. O IPTV dispõe sempre de duas vias de comunicação, oferecendo uma verdadeira interactividade entre o utilizador e o sistema.

Com a IPTV é possível, por exemplo, atender a uma chamada telefónica na televisão e ver, em uma janela Picture-in-Picture, a imagem da pessoa com quem se está falando. É possível, também, comprar imediatamente um produto que esteja sendo anunciado, ou que seja exibido em uma novela.

Para se ter um serviço de IPTV de alta qualidade, nível Brodcasting é necessário uma banda larga de pelo menos 4 megas totalmente exclusivos para o serviço, isto é, é necessário separar a banda de Internet normal da banda do IPTV.

Cenário Actual[editar | editar código-fonte]

Mapa dos países do mundo com o IPTV.
  Países onde o IPTV está disponível em pelo menos partes do país

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, o IPTV já é disponibilizado pela Clix que usa uma plataforma de IPTV própria desde Abril de 2006 e pela PT Comunicações, que utiliza plataforma da Microsoft, desde Junho de 2007.

Clix[editar | editar código-fonte]

O serviço do Clix (Clix SmarTV) inclui serviço fixo de telefone sem assinatura, chamadas ilimitadas, internet de banda larga a 12 Mb ou a 24 Mb e serviço de TV com possibilidade de personalizar canais (pacotes base: Clix SmarTV Free, Clix SmarTV Best of 45, Clix SmarTV Best of 65 e Clix SmarTV Total; número total de canais: >100) e alugar vídeos

PT Comunicações[editar | editar código-fonte]

O serviço da PT Comunicações (MEO) inclui serviço fixo de telefone sem assinatura, chamadas ilimitadas dentro da rede PT, internet de banda larga com tráfego ilimitado e serviço de TV com possibilidade de personalizar canais (pacotes base: MEO 50 e MEO 50+10; número total de canais: 110), alugar videos e gravar conteúdos. Para mais informações, [1].

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil a NET oferece o pacote 3Play com TV, acesso à internet e telefonia (utilizando a tecnologia VOIP da Embratel).

Sabe-se que as seguintes operadoras de telefonia já estão em fase de testes para prestação do serviço IPTV em suas redes IP :

  • GVT: Lançou em 2011 o seu serviço de TV por assinatura, que de forma híbrida, abarca DTH + IPTV com suporte a VOD (Video On Demand).
  • Brasil Telecom: A Brt já lançou seu primeiro serviço de video, o Videon, como estratégia para entrar no mercado de IPTV.
  • Oi: A oi lançou seu serviço de 3Play via Fibra com internet a 200mb, telefone e IPTV.
  • Vivo/Telefonica: Com uma rede nova de fibra optica, disponibilizando internet de ate 200Mbps, o serviço de IPTV também está disponível em alguns bairros da cidade de São Paulo e em 15 cidades do estado.
  • CTBC
  • COPEL Telecom: A COPEL Telecom está lançando seu serviço de internet de 100Mbps, serviços de VOIP com parceria com a SERCOMTEL, e futuramente IPTV, serviço 3Play sobre infra-estrutura de fibras ópticas e GPON.

Outros Paises[editar | editar código-fonte]

Hoje, esta tendência mundial já conta com mais de 13,3 milhões de usuários em todo o mundo (base: ano 2007). Estimativas apontam para 36,9 milhões de usuários em 2009. Os paises que largaram na frente, são respectivamente, China, com a empresa PCCW's - 440 mil usuários - nov/06; Espanha, com a Telefonica - 350 mil usuários - jul/06 e a Bélgica, com a empresa Belgacom, contando com 102 mil usuários - set/06.

Na Internet[editar | editar código-fonte]

Alguns programas foram lançados com o intuito de usar a internet como plataforma de transmissão para IPTV, sendo assistida directamente no ecrã do computador, mas apenas dois tiveram real relevância para o desenvolvimento desta tecnologia. O Joost criado pela mesma equipe do Skype, e o Livestation, desenvolvido pela companhia inglesa Skinkers em parceria com a Microsoft.

Deve acontecer até o final do ano o lançamento comercial da solução de algumas destas companhias, no entanto o serviço deve-se limitar a VOD (aluguel de vídeos), já que ainda existem alguns empecilhos regulatórios para que as operadoras possam oferecer o serviço de TV por assinatura no Brasil.

Algumas das empresas que já implantaram o serviço no exterior[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Exemplos de sites WebTV são:

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.