Ignacy Jan Paderewski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Ignacy Jan Paderewski
Ignacy Jan Paderewski
Primeiro ministro da  Polónia
Período de governo 17 de janeiro de 1919 - 27 de novembro de 1919
Antecessor(a) Jędrzej Moraczewski
Sucessor(a) Leopold Skulski
Vida
Nascimento 18 de novembro de 1860
Kurylovka, Podólia, Império Russo (atualmente na Ucrânia)
Morte 29 de junho de 1941
Nova Iorque, Estados Unidos
Dados pessoais
Primeira-dama Antonina Korsakówna<>Helena Gorska
Profissão compositor, pianista, diplomata e político

Ignacy Jan Paderewski (Kurylovka, 18 de novembro de 1860Nova Iorque, 29 de junho de 1941) foi um pianista, compositor, político e diplomata polaco, incansável defensor da causa nacionalista de seu país.

Em 1872, ingressou no Conservatório de Varsóvia. De 1884 a 1887, estuda em Viena sob a orientação de Theodor Leschetizky.

A partir de 1887, apresenta-se em Viena, Paris, Londres e Nova Iorque.Seu sucesso foi enorme, e, por onde fosse, era seguido por legiões de admiradores. Em 1898 passou a morar na Suíça. Ensinou piano no Conservatório de Estrasburgo.

Tornou-se um dos pianistas mais famosos de sua época. Durante a primeira guerra mundial, torna-se membro do Comitê Nacional Polaco, que lutava pela formação de um Estado polaco. Em 1921, apresentou vários concertos beneficentes nos Estados Unidos, em favor dos parentes de vítimas da guerra.

Após o início da Segunda Guerra Mundial, assumiu em Paris a liderança do Movimento Nacionalista Polaco. Com a ocupação da França, em 1940, Paderewski emigra para os Estados Unidos.

Ignacy Jan Paderewski

Sempre admirado como concertista, procurou, na política, uma maneira de extravassar seu patriotismo obstinado. Chegou a ocupar, entre 17 de janeiro e 27 de novembro de 1919 o cargo de primeiro-ministro da Polônia. Seu sonho de ser presidente da República, porém, jamais se realizou por falta de apoio político.

Voltou para o piano, e conquistou novamente o público. Reconhecido como um grande intérprete de Chopin, empreendeu, por conta própria, uma edição completa das obras de Chopin.

Suas composições incluem a ópera Manru (1901), uma sinfonia intitulada Polônia (1909), um concerto para piano e orquestra, uma sonata para piano, uma sonata para violino e piano e várias outras peças para piano.

Precedido por
Jędrzej Moraczewski
Primeiro-ministro da Polônia
1919
Sucedido por
Leopold Skulski


Ícone de esboço Este artigo sobre um compositor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.