Iguatama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Iguatama
[[Ficheiro:
Iguatama
|280px|none|centro|]]
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 15 de Agosto
Fundação 1 de janeiro de 1944
Gentílico iguatamense
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Abadia
CEP 38.910-000
Prefeito(a) Leonardo Carvalho Muniz
(2009–2012)
Localização
Localização de Iguatama
Localização de Iguatama em Minas Gerais
Iguatama está localizado em: Brasil
Iguatama
Localização de Iguatama no Brasil
20° 10' 26" S 45° 42' 39" O20° 10' 26" S 45° 42' 39" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Oeste de Minas IBGE/2008 [1]
Microrregião Piuí IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Luz, Arcos, Doresópolis, Bambuí, Pains
Distância até a capital 258 km
Características geográficas
Área 627,819 km² [2]
População 8 031 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 12,79 hab./km²
Altitude 664 m
Clima Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,786 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 214 172,183 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 27 514,41 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.iguatama.mg.gov.br/
Câmara http://www.iguatama.cam.mg.gov.br/Principal

Iguatama é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

Iguatama é um nome indígena, tupi-guarani, Yguaterama e Igua-terrama. Este nome foi sugerido pelo farmacêutico Albertino Ferreira de Oliveira, que quer dizer "lugar onde o rio se abre em curvas", ou "enseada de minha terra" ou ainda "lugar onde o rio se abre em lagamar", uma clara alusão às curvas do Rio São Francisco que fica defronte da cidade. O povoado surgiu com as Entradas e Bandeiras de São Paulo para Goiás. Os bandeirantes pernoitavam às margens do Rio onde a travessia era feita em barco. Este local da travessia começou a ser habitado, onde muitos se entregavam á caça, pesca e ao aproveitamento das terras férteis. Os pesquisadores apontam que os primeiros moradores desta região foram os familiares de Faustino Lopes Camargos, que era um desgarrado de bandeirantes paulistas, cujos descendentes existem em São Paulo e Minas Gerais. Em Iguatama os descendentes deste barqueiro residem no bairro Perdizes. Em função da grande circulação e de ser o ponto mais favorável surgiu o Porto Real do São Francisco. Posteriormente passa a ser: Distrito de Nossa Senhora da Abadia de São Francisco,terras doadas por Dona Bernardina Corrêa Pamplona à Paróquia Nossa Senhora da Abadia, criada pela Câmara Municipal de Formiga. O antigo arraial se ergueu em terrenos do patrimônio de Nossa Senhora da Abadia, doados por Dona Bernardina na data de 041826. A paróquia era mitra do Bispado sediada na vizinha cidade de Luz, como ainda é até hoje.

Geografia[editar | editar código-fonte]

População estimada em 2010 era de 8029 habitantes. Fonte: IBGE

Economia[editar | editar código-fonte]

Iguatama é uma típica cidade mineira do interior. Uma das características econômicas principais é a agropecuária, com destaque para as atividades de bovinocultura de leite empreendidas pelas Fazendas Reunidas Xanadú, além de lavouras de milho e cana-de-açúcar. Há ainda no município indústrias que produzem queijos, doces, iogurte. Outros tipos de produtos feitos na cidade são o calcário, biodiesel, carbureto de cálcio e adubos.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A principal atração é o rio São Francisco, que corta seu território. Entretanto, o município é rico em lagoas que contribuem para a preservação de espécie de peixes que sobrevivem no Rio São Francisco. Uma destas lagoas de grande representação para a manutenção dessa biodiversidade é a Lagoa da Inhuma. Cercada por lendas e mitos, a Lagoa da Inhuma é uma área de preservação permanente, tombada pelo patrimônio natural do município através da Lei 913/93. A cidade ainda possui outros atrativos turísticos como as Pontes Gêmeas, a Estação Ferroviária no bairro de Garças de Minas, a Igreja Nossa Senhora da Abadia, os casarões antigos.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.