Material de laboratório

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Instrumento de laboratório)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Chama-se material de laboratório os instrumentos e equipamentos utilizados pelos cientistas para manipulação específica em química, física e bioquímica para realizar uma experiência, efetuar medições ou reunir dados.

Relação de materiais[editar | editar código-fonte]

Bico de Bunsen.
  • Agitador Magnético: Utilizado no preparo de soluções e em reações químicas quando se faz necessário uma agitação constante ou aquecimento;
  • Balança Analítica: É usada para se obter massas com alta exatidão. Balanças semi-analíticas são também usadas para medidas nas quais a necessidade de resultados confiáveis não é crítica;
  • Bastão de Vidro: Serve para agitar ou transferir líquidos de um recipiente a outro. Ela é feita de vidro para não causar uma reação química na substância em questão;
  • Pompete: é usada para auxiliar nos procedimentos de pipetagem;
  • Microscópio: aparelho óptico utilizado para visualizar estruturas minúsculas, que não é possível enxergar a olho nu;
  • Bico de gás: um dos aparelhos mais frequentemente usados em laboratório é o bico de gás, que pode receber várias designações de acordo com o seu aspecto, sendo o mais comum o Bico de Bunsen;
  • Bico de Bunsen: funciona a gás e serve para o aquecimento de materiais não-inflamáveis;
  • Tela ou Rede de amianto: É um trançado de fios de ferro, tendo no centro um disco de amianto que recebe calor do bico de Bunsen e distribui o calor uniformemente para todos os recipientes sobre ela;
  • Tripé de ferro: serve como apoio para a tela de amianto e para equipamentos que são colocados sobre ela;
  • Suporte Universal: Um tipo de suporte que sustenta todos os tipos de materiais de laboratório, composto por uma placa de ferro, e uma barra de ferro onde se colocam garras, prendedores e argolas para segurar os equipamentos[1] ;
  • Suportes, garras e argolas de ferro: servem para a montagem e a sustentação dos aparelhos de laboratório;
  • Tubo de ensaio: usado para testar reações com pequenas quantidades de reagentes;
  • Vidro de relógio: usado para pesar pequenas quantidades de substâncias, para evaporar pequenas quantidades de soluções e para cobrir béqueres e outros recipientes;
  • Erlenmeyer: Muito utilizado em preparações de soluções químicas, devido o formato afunilado de seu bico, que não deixa a solução respingar;
  • Balão de fundo chato: usado para aquecer e preparar soluções e realizar reações com desprendimento de gases;
  • Balão de fundo redondo: de uso semelhante ao balão de fundo chato, mas mais apropriado a aquecimentos sob refluxo;
  • Proveta ou cilindro graduado: para medir e transferir volumes de líquidos e solução (não é muito preciso);
  • Balão volumétrico: para preparar volumes precisos de soluções;
  • Pipeta graduada: para medir e transferir volumes variáveis de líquidos ou soluções, sem muita precisão;
  • Pipeta volumétrica: para medir e transferir um líquido ou solução, porém mais preciso que a pipeta graduada;
  • Bureta: para medir volume de líquidos ou soluções por escoamento;
  • Trompa de vácuo: aproveita-se de uma corrente de água para aspirar o ar, por uma abertura lateral; é usada para as "filtrações a vácuo";
  • Cadinho ou porcelana (ou metal): usado para aquecimento e fusão de sólidos a altas temperaturas;
  • Triângulo de porcelana: serve de suporte para cadinhos, quando aquecedidos directamente na chama de gás;
  • Cápsula de porcelana (ou de metal): usada para a concentração e secagem de soluções[2] ;
  • Almofariz e pistilo: usado para a trituração e pulverização de sólidos;
  • Centrífuga: É um aparelho que acelera o processo de decantação. Devido ao movimento de rotação, as partículas de maior densidade, por inércia, são arremessadas para o fundo do tubo;
  • Estufa: Aparelho elétrico utilizado para dessecação ou secagem de substâncias sólidas, evaporações lentas de líquidos, etc;
  • Capela: Local fechado, dotado de um exaustor onde se realizam as reações que liberam gases tóxicos num laboratório;
  • Banho Maria: É um dispositivo que permite aquecer substâncias de forma indireta(banho-maria), ou seja, que não podem ser expostas a fogo direto;
  • Frasco lavador ou pisseta: É empregada na lavagem de recipientes por meio de jactos de água ou de outros solventes. O mais utilizado é o de plástico pois é prático e seguro;
  • Colher de deflagração: Utiliza-se para realizar pequenas combustões de substâncias ou observar o tipo de chama, reação, etc;
  • Condensador: É empregado nos processos de destilação. Sua finalidade é condensar os vapores do líquido. É refrigerado a água;
  • Funil de separação ou decantação: Recipiente de vidro em forma de pêra, que possui uma torneira. É Utilizado para separar líquidos imiscíveis. Deixa-se decantar a mistura; a seguir abre-se a torneira deixando escoar a fase mais densa;
  • Funil de haste longa: Confeccionado em vidro, é utilizado na retenção de partículas sólidas, além da filtração. Mesmo sendo uma vidraria de laboratório, o funil de haste longa não deve ser aquecido[3] ;
  • Tubos em U: Tubo recurvado em forma de U, quando preenchido com uma solução especial funciona como ponte salina permitindo a passagem de íons na montagem de uma pilha de Daniell;
  • Cristalizador: São de vidro, possuem grande superfície que faz com que o solvente evapore com maior rapidez;
  • Dessecador ou Exsicador: É usado para guardar substâncias em ambiente com pouco teor de umidade;
  • Papel de filtro: Papel poroso, que retém as partículas sólidas, deixando passar apenas a fase líquida;
  • Mufla: tipo de estufa para altas temperaturas usada em laboratórios, principalmente de química. Consiste basicamente de uma câmara metálica com revestimento interno feito de material refractário e equipada com resistências capazes de elevar a temperatura interior a valores acima de 1000°C. As muflas mais comuns possuem faixas de trabalho que variam de 200°C a 1400°C;
  • Colorímetro: instrumento que utiliza amostras de substâncias desconhecidas para determiná-las, através do nível de absorção, que modifica sua coloração;
  • Gobelé: Copo de vidro de tamanho variado utilizado para aquecer e cristalizar substâncias, recolher filtrados, fazer decantações, misturar reagentes, preparar soluções, transferir soluções e pesar substâncias;
  • Pinças: Madeira e Metálica: Instrumentos simples, destinado a manipular objetos aquecidos[4] [5] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Material de laboratório

Referências