Isabel Amália de Hesse-Darmstadt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Isabel Amália
Eleitora do Palatinado
Condessa de Hesse-Darmstadt
Johann Spilberg 002.jpg
Isabel com a sua filha mais velha
Governo
Consorte Filipe Guilherme do Palatinado
Vida
Nascimento 20 de Março de 1635
Gießen, Alemanha
Morte 2 de Junho de 1671 (61 anos)
Neuburg an der Donau, Alemanha
Filhos Leonor Madalena do Palatinado
Maria Adelaide do Palatinado
Sofia Isabel do Palatinado
João Guilherme II do Palatinado
Wolfgang do Palatinado
Luís António do Palatinado
Carlos III Filipe do Palatinado
Alexandre Segismundo do Palatinado
Francisco Luís do Palatinado
Frederico Guilherme do Palatinado
Maria Sofia Isabel do Palatinado
Maria Ana do Palatinado
Filipe Guilherme do Palatinado
Doroteia Sofia do Palatinado
Hedvig Isabel do Palatinado
João do Palatinado
Leopoldina do Palatinado
Pai Jorge II de Hesse-Darmstadt
Mãe Sofia Leonor da Saxónia

Isabel Amália de Hesse-Darmstadt (Isabel Amália Madalena), (20 de março de 1635 - 4 de agosto de 1709) foi uma princesa-eleitora do Palatinado.

Família[editar | editar código-fonte]

Isabel Amália era a quinta dos quinze filhos do conde Jorge II de Hesse-Darmstadt e da duquesa Sofia Leonor da Saxónia. Os seus avós paternos eram o conde Luís V de Hesse-Darmstadt e a marquesa Madalena de Brandemburgo. Os seus avós maternos eram o eleitor João Jorge I da Saxónia e a duquesa Madalena Sibila da Prússia.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Isabel Amália foi criada de forma muito conservadora pela sua mãe, uma luterana devota. Era atraente, com um cabelo loiro apelativo, uma característica que conservou até à velhice e que foi herdada pelas suas filhas Leonor Madalena e Doroteia Sofia que era conhecida principalmente pelo seu cabelo.

Casamento[editar | editar código-fonte]

No dia 3 de setembro de 1653, Isabel casou-se em Langenschwalbach com o conde palatino Filipe Guilherme de Neuburgo, que se tornaria depois príncipe-eleitor do Palatinado. O seu marido era quase vinte anos mais velho do que ela e era herdeiro de um dos estados mais importantes do Sacro Império Romano-Germânico.

Apesar da sua educação fortemente luterana, Isabel converteu-se ao catolicismo no dia 1 de novembro de 1653 na presença do marido e do arcebispo de Colónia, Maximiliano Henrique da Baviera.

A união de trinta e sete anos foi vista como muito feliz, produzindo dezassete filhos, a maioria dos quais ainda possui descentes nos dias de hoje. Nos primeiros anos de casamento, o casal viveu em Düsseldorf, onde construíram muitas igrejas e mosteiros. Mais tarde mudaram-se para Neuburg, onde Isabel viria a morrer, quase vinte anos depois do marido.

Descendência[editar | editar código-fonte]

  1. Leonor Madalena do Palatinado (6 de janeiro de 1655 - 19 de Janeiro de 1720), casada com o sacro-imperador Leopoldo I; com descendência.
  2. Maria Adelaide do Palatinado (6 de janeiro de 1656 - 22 de dezembro de 1656); morreu com onze meses de idade.
  3. Sofia Isabel do Palatinado (25 de maio de 1657 - 7 de fevereiro de 1658); morreu com oito meses de idade.
  4. João Guilherme II do Palatinado (19 de abril de 1658 - 8 de junho de 1716), casado primeiro com a arquiduquesa Maria Ana Josefa da Áustria; com descendência. Casado depois com Ana Maria Luísa de Medici; sem descendência.
  5. Wolfgang do Palatinado (5 de junho de 1659 - 4 de junho de 1683); morreu aos vinte e três anos de idade; sem descendência.
  6. Luís António do Palatinado (9 de junho de 1660 - 4 de maio de 1694), morreu aos trinta e três anos de idade; sem descendência.
  7. Carlos III Filipe do Palatinado (4 de novembro de 1661 - 31 de dezembro de 1742), casado primeiro com Ludwika Karolina Radziwiłł; com descendência. Casado depois com Teresa Lubomirska; com descendência.
  8. Alexandre Segismundo do Palatinado (16 de abril de 1663 - 24 de janeiro de 1737); morreu com treze anos de idade.
  9. Francisco Luís do Palatinado (18 de julho de 1664 - 6 de abril de 1732), príncipe-eleitor do Palatinado; sem descendência.
  10. Frederico Guilherme do Palatinado (20 de julho de 1665 - 23 de julho de 1689); morreu aos vinte e quatro anos de idade; sem descendência.
  11. Maria Sofia do Palatinado (6 de agosto de 1666 - 4 de agosto de 1699), casada com o rei Pedro II de Portugal; com descendência.
  12. Maria Ana do Palatinado (28 de outubro de 1667 - 16 de julho de 1740), casada com o rei Carlos II de Espanha; sem descendência.
  13. Filipe Guilherme do Palatinado (19 de novembro de 1668 - 5 de abril de 1693), casado com a duquesa Ana Maria Francisca de Saxe-Lauenburg; com descendência.
  14. Doroteia Sofia do Palatinado (5 de julho de 1670 - 15 de setembro de 1748), casada com o príncipe-herdeiro Eduardo de Parma; com descendência.
  15. Hedvig Isabel do Palatinado (18 de julho de 1673 - 10 de agosto de 1722), casada com Jaime Luís Sobieski; com descendência.
  16. João do Palatinado (1 de fevereiro de 1675 - 2 de fevereiro de 1675)
  17. Leopoldina do Palatinado (27 de maio de 1679 - 8 de março de 1693), morreu aos treze anos de idade.

Referências