It's a Beautiful Day

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
It's a Beautiful Day
Informação geral
Origem São Francisco
País  Estados Unidos
Gênero(s) rock psicodélico, folk music, rock progressivo, jazz, heavy rock
Período em atividade 19671974
1997 – presente
Gravadora(s) CBS, Columbia

It's a Beautiful Day foi uma banda formada em São Francisco, Califórnia, em 1967, por ideia do violinista David LaFlamme.

LaFlamme, um ex-solista da Utah Symphony Orchestra, já havia feito parte da banda Orkustra e tocava um incomum violino de cinco cordas. Os outros membros eram sua esposa Linda (teclados), Pattie Santos (vocais), Hal Wagenet (guitarra), Mitchell Holman (baixo) e Val Fuentes (bateria). Apesar de eles terem sido uma das primeiras e mais importantes bandas de São Francisco a surgirem no Verão do Amor, o It’s a Beautiful Day nunca alcançou o mesmo sucesso de seus contemporâneos Grateful Dead, Jefferson Airplane e Santana, com os quais eles tinham conexões. O It’s A Beautiful Day criou uma mistura única de rock, jazz, folk, clássico e worldbeat durante os sete anos em que a banda oficialmente esteve ativa.

Primórdios: 1967–1969[editar | editar código-fonte]

O empresário original do grupo, Matthew Katz, havia anteriormente trabalhado com o Jefferson Airplane e o Moby Grape. Os membros do It's a Beautiful Day não estavam cientes de que os outros dois grupos já haviam tentado terminar as suas parcerias comerciais com Katz. Durante 1967 e começo de 1968, Katz impediu o It's a Beautiful Day de se apresentar em São Francisco, sob a justificativa de que eles ainda não estavam preparados. Ele agendou a primeira apresentação da banda em um clube que ele controlava em Seattle, Washington, anteriormente conhecido como Encore Ballroom. Katz renomeou o clube como "San Francisco Sound". Enquanto esteve em Seattle, o grupo viveu no sótão de uma antiga casa de propriedade de Katz enquanto escrevia e ensaiava novas canções entre as performances em clubes. Poucos clientes foram ao clube durante o tempo em que o It's a Beautiful Day esteve em Seattle, em dezembro de 1967.

A canção assinatura do grupo, "White Bird", foi inspirada nas experiências que David e Linda LaFlamme tiveram enquanto viviam em Seattle. Em uma irônica relação de antonímia ao nome da banda (que em português significa "é um lindo dia"), a triste canção foi parcialmente inspirada no clima chuvoso de inverno de Seattle. Em uma entrevista posterior, David LaFlamme disse:

"De onde a coisa 'white bird' veio ... Nós éramos como pássaros engaiolados naquele sótão. Nós não tínhamos dinheiro, não tínhamos transporte, o clima era ruim. Nós mal estávamos sobrevivendo com uma quantidade muito pequena de comida que nos era fornecida. Foi uma experiência incomum, mas foi muito criativa de certo modo."[1]

Na época em que os membros do grupo retornaram a São Francisco, eles estavam quebrados e frustrados com as tentativas de Katz manipular a carreira da banda. No desespero, eles começaram a tocar em alguns clubes sem a aprovação de Katz. A banda gradualmente começou a ganhar algum reconhecimento e a lucrar. O It's a Beautiful Day obteve a sua primeira grande oportunidade quando foi oferecida uma chance para abrir para o Cream no Oakland Coliseum em 4 de outubro de 1968. Acerca do mesmo período, o grupo começou um longo processo de tentar desvincular-se de Katz.

O álbum de estreia da banda, It's a Beautiful Day, foi produzido por David LaFlamme em Los Angeles e lançado pela Columbia Records em 1969. Ele continha canções como "White Bird", "Hot Summer Day" e "Time Is". O tema da canção "Bombay Calling" foi mais tarde utilizado, em um tempo mais lento, pelo Deep Purple em "Child in Time" no álbum Deep Purple in Rock.[2] Os vocais e violinos de David LaFlamme e os vocais de Pattie Santos chamaram atenção, incluindo execução nas rádios FM, e nacionalmente "White Bird" alcançou a posição #118 da Bubbling Under Hot 100 Singles.

Década de 1970 e retorno[editar | editar código-fonte]

Por volta de 1970, a formação original da banda já havia mudado um tanto; os LaFlammes haviam se separado e Linda deixou a banda, sendo substituída por Fred Webb. O álbum seguinte, Marrying Maiden, lançado em 1970, incluía canções memoráveis e também teve sucesso nas paradas. Naquele ano, a banda também tocou no Holland Pop Festival no Kralingse Bos em Roterdã, Países Baixos, e no UK Bath Festival. Tom Fowler (que depois foi baixista da banda de Frank Zappa) e Bill Gregory entraram na banda em março de 1971, com a primeira performance ao vivo de ambos na banda sendo na famosa rádio de São Francisco KSAN, com o apresentador Tom Donahue os apresentando como os dois novos membros da banda.

A banda continuou a gravar com o álbum Choice Quality Stuff/Anytime em 1971 e o álbum ao vivo Live At Carnegie Hall em 1972, excursionando até 1974 quando eles terminaram. Em 1976, a versão solo de LaFlamme de "White Bird" finalmente alcançou a Billboard Hot 100, atingindo a posição #89. Pattie Santos foi morta em um acidente de carro em 14 de dezembro de 1989.

O It's a Beautiful Day reuniu-se em 1997 sob o nome de "David LaFlamme Band" bem como o de "It's a Beautiful Day" por algum tempo, pois Katz brevemente ficou sem renovar os seus direitos autorais de uso do nome. A banda apresenta o fundador David LaFlamme e o baterista original Val Fuentes. Os outros membros da banda são a atual esposa de LaFlamme, Linda Baker LaFlamme (vocais), Toby Gray (baixo e produção), Gary Thomas (teclados e produção), Rob Espinosa (guitarras) e Michael Prichard (percussão). Eles continuam a tocar atualmente (2009), tendo excursionado com o Jefferson Starship em 2007, e LaFlamme fez contribuições para o álbum do Jefferson Starship de 2008, Jefferson's Tree of Liberty. Essa formação é a versão de maior continuidade da banda a já tocar o material do IABD.

Uma versão de "White Bird" feita pela violinista Vanessa-Mae foi lançada em 2001 e alcançou o número 66 na UK Singles Chart.[3] A canção também foi gravada pelo virtuoso do bluegrass Sam Bush, bem como por incontáveis outros artistas regionais através dos anos.

Músicos[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • It's a Beautiful Day (1969) No. 47 na US Albums Chart/No. 58 na UK Albums Chart, 1970
  • Marrying Maiden (1970) No. 28 na US Albums Chart/No. 45 na UK Albums Chart, 1970
  • Choice Quality Stuff/Anytime (1971) No. 130 na US Albums Chart
  • Live At Carnegie Hall (1972) No. 144 na US Albums Chart
  • It's a Beautiful Day...Today (1972) No. 114 na US Albums Chart
  • 1001 Nights (Compilation) (1974)
  • White Bird Amherst Records (1977)
  • Inside Out Amherst Records (1978)
  • It's A Beautiful Day / Marrying Maiden (Relançamento) (1998)
  • Beyond Dreams (2003)
  • David LaFlamme - Live in Seattle (2003)
  • David LaFlamme - Misery Loves Company (2005)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "Bulgaria" / "Aquarian Dream" (1968) San Francisco Sound 7
  • "White Bird" / "Wasted Union Blues" (1969) Columbia 44928
  • "Soapstone Mountain" / "Good Lovin'" (1970) Columbia 45152
  • "The Dolphins" / "Do You Remember The Sun" (1970) Columbia 45309
  • "Anytime" / "Oranges and Apples" (1972) Columbia 45536
  • "White Bird" (live) / "Wasted Union Blues" (live) (1973) Columbia 45788
  • "Ain't That Lovin' You Baby" / "Time" (1973) Columbia 45853

Referências

  1. "It's A Beautiful Day", pnwbands.com. Página visitada em 2009-09-07.
  2. Ian Gillan interview
  3. Predefinição:UKChartHits Vanessa Mae UK charts

Ligações externas[editar | editar código-fonte]