Ivica Osim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ivica Osim
Informações pessoais
Nome completo Ivan "Ivica" Osim
Data de nasc.
Local de nasc. Sarajevo,  Bósnia e Herzegovina
Apelido Ivica
Informações profissionais
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1959–1968
1968
1969–1970
1970–1972
1972–1975
1975–1976
1976–1978
Bósnia e Herzegovina Željezničar
Países Baixos Zwolle
Bósnia e Herzegovina Željezničar
França Strasbourg
França Sedan
França Valenciennes
França Strasbourg
Total
166 (56)
2 (0)
54 (9)
58 (16)
105 (16)
30 (1)
32 (4)
447 (102)
Seleção nacional
1964–1969 Flag of SFR Yugoslavia.svg Iugoslávia 16 (8)
Times que treinou
1978–1986
1986–1992
1991–1992
1992–1994
1994–2002
2003–2006
2006–2007
Bósnia e Herzegovina Željezničar
Flag of SFR Yugoslavia.svg Iugoslávia
Sérvia Partizan
Grécia Panathinaikos
Áustria Sturm Graz
Japão JEF United
Flag of Japan.svg Japão

Ivan "Ivica" Osim (Sarajevo, 6 de maio de 1941) é um ex-futebolista e técnico de futebol bosníaco.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Destacou-se mais na função de técnico, comandando a Seleção Iugoslava na Copa do Mundo de 1990. Seria também o treinador do país na Eurocopa 1992, mas a seleção acabou punida pela FIFA em virtude das guerras civis internas e desclassificada antes da competição, para a qual estava classificada. O próprio Osim afirmou que a Iugoslávia, que possuía grandes jogadores na época, não merecia jogar o torneio[1] - do qual o campeão foi justamente a seleção que a substituiu, a Dinamarca.

Como jogador, aconteceu-lhe o inverso: não esteve presente em Copas, jogando apenas uma Euro, a de 1968, da qual foi vice-campeão. Tanto como jogador como treinador, participou de Olimpíadas pela Iugoslávia, figurando nos jogos de 1964 e 1988.

Em clubes, está mais ligado ao Željezničar Sarajevo, onde passou dez anos como jogador e oito como treinador - foi a primeira equipe em que começou na nova função; e ao SK Sturm Graz, onde ganhou mais troféus: também passando oito anos treinando a equipe austríaca, ganhou duas vezes a Bundesliga Austríaca, duas Copas da Áustria e duas Supercopas da Áustria. Também ganhou duas vezes o campeonato nacionais do Panathinaikos nas duas temporadas em que ficou na equipe da Grécia.

Seu trabalho mais recente foi como técnico da Seleção Japonesa, do qual retirou-se em 2007 em virtude de um ataque cardíaco.

Referências