Dino Zoff

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dino Zoff
Italia82.JPG
A Seleção Italiana na vitoriosa Copa do Mundo de 1982.
Zoff, o goleiro, é o primeiro em pé, da esquerda para a direita.
Informações pessoais
Nome completo Dino Zoff
Data de nasc. 28 de fevereiro de 1942 (72 anos)
Local de nasc. Mariano del Friuli, Flag of Italy (1861-1946).svg Itália
Altura 1,82 m
Informações profissionais
Posição Treinador
Clubes de juventude
Itália Udinese
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19611963
19631967
19671972
19721983
Total
Itália Udinese
Itália Mantova
Itália Napoli
Itália Juventus
038 0 (0)
131 0(0)
143 0(0)
479 0(0)
791 (0)
Seleção nacional
19681983 Flag of Italy.svg Itália 112 00 (0)
Times que treinou
19861988
19881990
19901994
19961997
19982000
2001
2005
Flag of Italy.svg Itália Olímpica
Itália Juventus
Itália Lazio
Itália Lazio
Flag of Italy.svg Itália
Itália Lazio
Itália Fiorentina

Dino Zoff (Mariano del Friuli, 28 de Fevereiro de 1942) é um ex-futebolista italiano.

Zoff entrou para a história como o jogador de futebol mais velho a ser campeão de uma Copa do Mundo FIFA, feito acontecido em 1982, em que Zoff tinha quarenta anos e, era o capitão da seleção italiana. Ainda nessa copa, Zoff se tornou o segundo goleiro a levantar a taça de campeão mundial; o primeiro foi outro goleiro italiano, Giampiero Combi, na Copa do Mundo de 1934.

Goleiro de grande técnica e habilidade, Zoff é considerado um dos melhores de sua posição. Disputou 112 partidas com a seleção italiana (59 partidas como capitão), sendo o quarto jogador que mais atuou pela Azzurra, atrás apenas de Gianluigi Buffon, Paolo Maldini e Fabio Cannavaro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira de Zoff começou em 24 de setembro de 1961, quando tinha apenas dezenove anos, estreando na Serie A pela Udinese, em um jogo contra a Fiorentina. Duas temporadas depois, em 1963, transferiu-se para a equipe do Mantova, na qual ficou por quatro temporadas, até 1967, quando foi contratado pelo Napoli e estreou na seleção italiana.

Em 1968, esteve entre os jogadores da seleção italiana que conquistou a Eurocopa de 1968, disputada na Itália, faturando o seu primeiro título como jogador e, durante as quartas-de-final, Zoff fez a sua estréia como goleiro da seleção, na partida contra a Bulgária.

Zoff estreou em Copas do Mundo em 1970, no México como reserva do goleiro titular naquela copa, Enrico Albertosi, e com a qual revezou várias vezes o posto de goleiro titular da seleção, até o ano de 1972, quando Albertosi decidiu parar de jogar pela seleção, fazendo com que o posto de goleiro titular passasse definitivamente a Zoff, na qual ficou por onze anos. No mesmo ano, Zoff foi contratado pela Juventus. Foi a partir desse ano que Zoff se consagrou, conquistando praticamente todos os títulos de sua carreira.

Em seu primeiro ano na Juventus, Zoff ficou sem tomar gols por 903 minutos (entre 3 de dezembro de 1972 e 18 de fevereiro de 1973). Em 1974, Zoff estrearia como titular em uma Copa do Mundo, mas a Itália cumpriria fraca campanha sendo eliminada na primeira fase.

Depois da boa campanha da seleção italiana (quarto lugar) na Copa do Mundo de 1978, disputada na Argentina, Zoff voltaria a defender o gol italiano na Copa do Mundo de 1982, na Espanha. Depois de um difícil começo na primeira fase daquele mundial, onde obteve três empates seguidos, a Azzurra realizou uma reação, passando seguidamente por cima dos maiores favoritos ao título. Com perfeitas atuações, Zoff, como capitão da equipe, levantou a taça no jogo final contra a Alemanha Ocidental.

Zoff encerrou sua carreira como jogador em 2 de junho de 1983, pela Juventus, passando a ocupar no mesmo ano a vaga de treinador de goleiros e em 1988 iniciou a sua carreira como treinador na mesma equipe, conquistando a Copa da UEFA e a Copa da Itália em 1990, além de uma terceira colocação no campeonato nacional. O capitão do tri italiano acabou eleito o melhor jogador do país nos cinquenta anos da UEFA, nos Prêmios do Jubileu da entidade.

Em 1988, Zoff assumiu o comando da seleção olímpica italiana, classificando-a para a disputa dos Jogos Olímpicos de Seul.

Zoff, mais à esquerda, no voo que levou os campeões de 1982 de volta à Itália. Na foto, está jogando cartas com o atacante Franco Causio (no banco ao seu lado), o presidente da Itália, Sandro Pertini (de óculos) e o técnico Enzo Bearzot, com a taça FIFA na mesa.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

  • Durante sua carreira como jogador, Zoff fez 570 partidas na Série A, sendo ultrapassado apenas por Maldini e Gianluca Pagliuca.
  • Zoff detem o recorde de maior invencibilidade em jogos internacionais: 1143 minutos sem tomar gol, entre 20 de setembro de 1972 e 15 de junho de 1974 (a série foi quebrada na Copa do Mundo de 1974 no jogo contra o Haiti, que a Itália venceu por 3 a 1. O gol haitiano foi marcado por Emmanuel Sanon).
  • Maior quantidade de jogos consecutivos disputados na série A: 332 partidas (dois pelo Napoli e 330 pela Juventus).
  • Dino comentou em várias entrevistas que "nasceu para ser goleiro" e que seus maiores ídolos no esporte eram Giovanni Viola e Gordon Banks.
  • Zoff ficou 903 minutos sem levar gol na Serie A. A marca só é menor que a de Sebastiano Rossi, que, entre dezembro de 1993 e fevereiro de 1994, ficou 929 minutos sem sofrer gol. O recorde mundial pertence ao goleiro do Vasco da Gama da década de 1970, Mazarópi, que ficou 1816 minutos sem sofrer qualquer gol.
  • Ao todo, Dino Zoff disputou 112 partidas pela seleção do seu país, tendo sofrido 81 gols (média de 0,72 por jogo).

Títulos[editar | editar código-fonte]

Quatorze anos antes de ser campeão mundial, Zoff venceu também a Eurocopa 1968. Na imagem, é o segundo em pé, da esquerda para a direita.

Como Jogador[editar | editar código-fonte]

Juventus
Itália

Como Treinador[editar | editar código-fonte]

Juventus

Ligações externas[editar | editar código-fonte]