Gianluigi Buffon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gianluigi Buffon
Super Gigi Buffon (Juventus).jpg
Informações pessoais
Nome completo Gianluigi Buffon
Data de nasc. 28 de Janeiro de 1978 (36 anos)
Local de nasc. Carrara,  Itália
Altura 1,91 m[1]
Destro
Apelido Gigi, Superman, Supergigi
Informações profissionais
Clube atual Itália Juventus
Número 1
Posição Goleiro
Site oficial http://www.gianluigibuffon.it/
Clubes de juventude
1984–1986
1986–1990
1990–1991
1991–1995
Itália Canaletto
Itália Perticata
Itália Bonascola
Itália Parma
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1995–2001
2001–
Itália Parma
Itália Juventus
0225 0000(0)
0482 0000(0)
Seleção nacional3
1993–1994
1995
1994–1995
1995–1997
1997
1997–
Flag of Italy.svg Itália Sub-16
Flag of Italy.svg Itália Sub-17
Flag of Italy.svg Itália Sub-18
Flag of Italy.svg Itália Sub-21
Flag of Italy.svg Itália Olímpica
Flag of Italy.svg Itália
0003 0000(0)
0003 0000(0)
0003 0000(0)
0011 0000(0)
0004 0000(0)
0139 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 5 de março de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 5 de março de 2014.

Gianluigi Buffon (Carrara, 28 de janeiro de 1978), é um futebolista italiano que atua como goleiro. Atualmente, joga pela Juventus.

Também conhecido como Gigi ou Superman, o atleta fez parte do elenco titular da Seleção Italiana, campeã da Copa do Mundo de 2006. Nesta competição, Buffon denunciou ao árbitro a cabeçada de Zinédine Zidane em seu companheiro Marco Materazzi, o que acarretou a expulsão do então meio-campista da França. Após a denúncia, pediu desculpas a Zidane, mas lhe explicou que aquela cabeçada merecia um cartão vermelho. Os dois amigos se conheceram na passagem do francês pela Juventus.[2]

Foi considerado pela FIFA, em 2013, o maior goleiro de todos os tempos.

Ídolo da torcida da Juventus, ele mostrou amor eterno ao time da Vecchia Signora. A sua maior virtude fora dos campos é o carisma, sendo muito querido por todos os jogadores adversários. "Salta con noi Gigi Buffon" é o grito da torcida da Juventus.[3]

Foi envolvido, em dezembro de 2011, em escândalo de manipulação de jogos na Itália.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Parma[editar | editar código-fonte]

Buffon começou sua carreira com nas categorias de base do Parma em 1991com apenas 13 anos de idade. Graduou-se nos juniores do Parma em 1995 e na idade jovem de apenas 17 anos, Buffon fez sua estréia na Serie A na equipe do Parma, em um empate em casa 0-0 contra a equipe do AC Milan em 19 de Novembro de 1995. Ele passou a fazer 8 mais aparições primeiro time nessa temporada. Em 1996, sua segunda temporada completa com o clube, Buffon foi nomeado como o goleiro partida e iria fazer bem mais de 200 partidas por seu clube em todas as competições. Em sua quarta temporada com o clube, ele conquistou a Taça UEFA. Foi por esta altura, já considerado uma perspectiva importante e no verão de 2001, foi anunciado pela Juventus de Turim um recorde mundial para uma transferência de um goleiro por uma quantia de cerca de 45 milhões de euros.[5]

Juventus[editar | editar código-fonte]

Buffon transferido do Parma para a Juventus de Turim, no verão de 2001, e nunca olhou para trás. Dizia-se que Buffon quase assinou com AS Roma em 2001 após sua saída do Parma, mas então presidente do clube, Franco Sensi, em vez optou pelo Atalanta BC goleiro Ivan Pelizzoli. Buffon depois comentou:[6]

Cquote1.svg Isso nunca foi uma possibilidade realmente... Eu não acho que a Roma tinha as finanças para fazer um investimento dessa natureza Cquote2.svg

Em sua primeira temporada com a Juventus, Buffon foi imediatamente inserido no onze inicial e apareceu em 45 jogos oficiais, ajudando sua equipe para a Série A do título. Ele jogou em 47 jogos na temporada seguinte, também ajudando a Juventus para a UEFA Champions League, apenas para a sua equipa a perder em uma disputa de pênaltis para o AC Milan, apesar de terem celebrar o scudetto nessa temporada, mais uma vez. Em 2003, ele recebeu a UEFA Most Valuable Player e prêmios de Melhor Goleiro, e foi nomeado por Pelé como um dos 125 maiores jogadores em 2004.[7] Em sua terceira temporada com o clube, Buffon foi novamente tomada indiscutível starter 38 jogos, e em sua quarta temporada na Juventus, ele atingiu mais de 48 jogos, bem como o seu terceiro scudetto em quatro anos com os gigantes de Turim. Em agosto de 2005, durante o Luigi Berlusconi correspondem Titulo contra o AC Milan, Buffon colidiu com o Milan, o meia Kaká, enquanto perseguia uma bola perdida, e sofreu uma luxação no ombro que a cirurgia necessária. Sua operação foi bem sucedida e ele retornou aos gramados em novembro, mas jogou apenas uma vez, outra lesão voltou-lhe à margem até janeiro. Christian Abbiati foi transferido para o clube, para o preenchimento de Buffon sofreu uma lesão, porém ele se recuperou a tempo de ajudar a levar a Juventus seu segundo scudetto consecutivo em sua carreira pelo clube.[8]

Buffon atuando na Juventus pela temporada de 2012-13.

Durante 2011-12, Buffon fez uma boa temporada na Juventus. Buffon fez importante inumeras defesas incluindo uma cobrança de pênalti de Francesco Totti.[9] Buffon terminou bem a sua temporada que até foi eleito pelos fãs o melhor jogador do mês da Juventus.[10] [11] Após a partida, ele foi descrito como "o melhor guarda-redes na Itália".[12] A Juventus acabou a temporada invicta, ganhando seu primeiro scudetto desde o escândalo Calciopoli permitindo-lhes participar mais uma vez em a UEFA Champions League na temporada seguinte, depois de uma ausência de dois anos. Buffon descreveu-o como o segundo ponto mais alto de sua carreira, após a conquista da Copa do Mundo de 2006.[13] Ele obteve 21 partidas sem sofrer gols[14] e apenas sofreu 16 gols em 35 partidas com isso a Juventus tornou-se o time europeu com a segunda melhor defesa da temporada, depois do Porto.[15] Buffon foi incluído no 2011-12 Serie A equipe A da temporada para suas performances.[16] Juventus também fez a Coppa Italia final daquela temporada, embora Buffon não jogar nesta competição, permitindo segunda goleiro Marco Storari para concorrer ao troféu. Mas a Juventus foi vice-campeã e o Napoli campeão na final.

Buffon com a equipe da Juventus na temporada 2012–13.

Em 11 de agosto de 2012, Buffon levantou seu primeiro troféu como o novo capitão da Juventus, após Alessandro Del Piero. Juventus derrotou o Napoli por 4 a 2 no tempo extra no 2012 Supercoppa Italiana final em Pequim. Buffon sofreu uma pequena lesão e não foi capaz de participar da primeira partida da Serie A da temporada 2012-13 contra o Parma em 25 de agosto de 2012.[17] Ele foi substituído de Marco Storari e a Juventus venceu a partida por 2-0.[18] Ele voltou para a partida line-up para a próxima partida contra a Udinese, em Udine, em 2 de setembro, usando a braçadeira de capitão.[19] Juventus venceu a partida por 4 a 1.[20] Em 20 de setembro, a primeira partida da Juventus na UEFA Champions League jogo da temporada contra o atual campeão Chelsea, em Londres, Buffon fez a sua aparição Clube 400 para a Juventus em todas as competições. A partida terminou com um empate 2 a 2.[21] [22] Buffon obteve sua primeira partida sem sofrer gols da temporada com uma vitória por 2 a 0 sobre o Chievo, no dia 22 de setembro.[23]

Em 23 de janeiro de 2013, Buffon renovou seu contrato com a Juventus, mantendo-o no clube até 2015.[24] Em 27 de janeiro de 2013, Buffon foi premiado com o goleiro Serie A da concessão do ano pela nona vez em sua carreira, por sua performances durante a temporada 2011-12.[25] No segundo clássico contra a Internazionale sua equipe venceu por 2 a 1 fora de casa em 30 de março.[26] Conquistou o título de campeão italiano pela 29ª vez após vencer o Palermo por 1 a 0 em 5 de maio de 2013, com gol de Arturo Vidal.[27]

Seleção Italiana[editar | editar código-fonte]

Buffon em um jogo contra a Eslovênia.

Buffon recebeu o seu primeiro titulo na Seleção Italiana em 29 de outubro de 1997, com apenas 19 anos de idade, como uma substituição de lesão por Gianluca Pagliuca, para uma partida das eliminatórias para a Copa do Mundo de 1998 contra a Rússia.[28] [29]

Ele foi convocado para a Copa do Mundo de 1998, mas não jogou um único jogo como Pagliuca permaneceu primeira escolha. Ele era um membro da Seleção Italiana nos Jogos Olímpicos de Verão de 1996, a Copa do Mundo de 2002 e Euro 2004. Buffon também foi o goleiro titular para a Itália na Euro 2000, mas quebrou a mão em um amistoso contra a Noruega, oito dias antes do início do torneio, e teve seu ponto de partida tomado por Francesco Toldo.[30]

Durante a Copa do Mundo de 2006, Buffon foi em forma impressionante, como ele sofreu apenas dois gols e manteve cinco jogos sem , tomar gols Buffon teve a marca de 453 minutos sem tomar gols. Os objetivos eram apenas admitiu um gol de seu companheiro Cristian Zaccardo contra os Estados Unidos e Zinedine Zidane penalidade na final contra a França, que terminou 1-1 no tempo extra e levou a uma disputa de pênaltis em que nem Buffon nem Fabien Barthez salvou um pênalti. O único erro era o esforço de David Trezeguet, que chutou a bola no travessão e não conseguiu cruzar a linha, o que permitiu italiano Fabio Grosso para selar a vitória para o Azzuri. Buffon recebeu o Prêmio Lev Yashin para suas defesas ao longo da competição. Buffon tomou dois gols na Copa do de 2006 e tem um total de seis carreiras.[31]

Buffon com Seleção Italiana em 2006.

Buffon foi nomeado capitão da Itália para a Euro 2008 após Fabio Cannavaro ser ortado da competiçao apos uma lesão no jelho. No segundo jogo da fase de grupos contra a Romênia em 13 de junho, ele salvou um penalti aos 81 minutos cobrado por Adrian Mutu como o jogo terminou 1-1 para manter vivas as esperanças da Itália. Buffon manteve uma jogo contra a França no jogo final do grupo. A Itália foi eliminada nas quartas-de-final nove dias depois, após uma perda tiroteio 4 a 2 nos pênaltis contra a Espanha, em que Buffon salvou um pênalti.[32]

Copa do Mundo FIFA de 2010[editar | editar código-fonte]

Em 14 de junho de 2010, Buffon foi substituído ao intervalo no empate da Itália contra o Paraguai em sua estréia do Grupo F da Copa, depois que ele teve um problema com o nervo ciático, e não voltar a jogar no torneio.[33] [34]

Euro 2012[editar | editar código-fonte]

Em 6 de junho de 2012, Buffon foi convocado para jogar pela Itália na UEFA Euro 2012.[35] [36] Durante a final da EURO 2012 contra a Espanha, ele fez grandes defesas mais não conseguiu evitar a derrota por 4 a 0 e o vice-campeonato da Eurocopa.[37] [38] [39] Mas sua seleção conseguiu uma vaga na Copa das Confederações de 2013 no Brasil.[40] Onde a Itália caiu no mesmo grupo do país sede.

Estatísticas da carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Até 5 de junho de 2013

Clube Temporada Liga Copa UEFA Outros1 Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Parma 1995–96 9 0 1 0 0 0 10 0
1996–97 27 0 1 0 1 0 0 0 29 0
1997–98 32 0 6 0 8 0 46 0
1998–99 34 0 10 0 11 0 55 0
1999–00 32 0 0 0 8 0 1 0 42 0
2000–01 34 0 2 0 7 0 43 0
Total 168 0 20 0 36 0 1 0 225 0
Juventus 2001–02 34 0 1 0 10 0 45 0
2002–03 32 0 0 0 15 0 1 0 48 0
2003–04 32 0 0 0 6 0 1 0 39 0
2004–05 37 0 0 0 11 0 48 0
2005–06 18 0 2 0 4 0 0 0 24 0
2006–07 37 0 3 0 40 0
2007–08 34 0 1 0 35 0
2008–09 23 0 2 0 5 0 30 0
2009–10 27 0 1 0 7 0 35 0
2010–11 16 0 1 0 17 0
2011–12 35 0 0 0 35 0
2012–13 32 0 1 0 10 0 1 0 40 0
Total 357 0 12 0 68 0 3 0 436 0
Total na carreira 521 0 32 0 104 0 4 0 661 0

Seleção[editar | editar código-fonte]

Itália
Ano Jogos Gols
1997 1 0
1998 3 0
1999 8 0
2000 4 0
2001 7 0
2002 12 0
2003 7 0
2004 12 0
2005 3 0
2006 15 0
2007 8 0
2008 9 0
2009 11 0
2010 2 0
2011 10 0
2012 12 0
2013 6 0
Total 129 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Buffon na partida contra a Inglaterra na Euro 2012.
Parma
Juventus
Seleção Italiana

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gianluigi Buffon - Juventus.com. Página visitada em 1 de fevereiro de 2009.
  2. Juventus’ Buffon best goalkeeper in history. Página visitada em 13 de junho de 2010.
  3. Italy penpix. Página visitada em 1 de julho de 2012.
  4. http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/12/28/buffon-cannavaro-e-gattuso-sao-citados-em-escutas-sobre-manipulacao-de-jogos-na-italia.htm
  5. BBC SPORT EUROPE. Página visitada em 6 de abril de 2010.
  6. Roma nearly signed Buffon. Página visitada em 2 de maio de 2008.
  7. Kaka hails AC Milan fans. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  8. The Times. Página visitada em 16 de maio de 2006.
  9. Juventus' Gianluigi Buffon: Saving Francesco Totti's penalty against Roma was down to hard work in training. Página visitada em 14 de dezembro de 2006.
  10. Buffon voted player of the month for December. Página visitada em 17 de janeiro de 2012.
  11. Juventus vs. Inter Milan: 5 Lessons Learned from Derby D'Italia. Página visitada em 25 de março de 2012.
  12. Juventus vs. Inter Milan: 5 Lessons Learned from Derby D'Italia. Página visitada em 27 de março de 2012.
  13. Juventus 2-0 Inter – Post Mortem: Del Piero’s Goal And Conte’s Formation Bury The Nerazzurri. Página visitada em 30 de março de 2012.
  14. TheHardTackle Award #1: Goalkeeper Of The Season – Petr Cech, Gianluigi Buffon, Joe Hart, Marc-André ter Stegen, Manuel Neuer. Página visitada em 21 de maio de 2012.
  15. Moment of the Season. Página visitada em 18 de maio de 2012.
  16. The All-Serie A Team, '11-12. Página visitada em 19 de maio de 2012.
  17. TEAM NEWS: Buffon out of Serie A curtain-raiser for champions Juventus. Página visitada em 26 de maio de 2012.
  18. Juventus 2 vs 0 Parma - SERIE A. Página visitada em 25 de agosto de 2012.
  19. TEAM NEWS: Buffon returns to action for Juventus' clash with Udinese. Página visitada em 29 de agosto de 2012.
  20. Udinese 1-4 Juventus: Giovinco double helps sink 10-man hosts. Página visitada em 2 de agosto de 2012.
  21. Buffon admires Oscar, salutes Juve display. Página visitada em 27 de Agosto de 2012.
  22. Chelsea 2 - 2 Juventus - BBC SPORT. Página visitada em 29 de agosto de 2012.
  23. ESPN FC - JUVENTUS. Página visitada em 4 de Outubro de 2012.
  24. Agnelli: «Buffon, un uomo leale». Página visitada em 23 de Janeiro de 2013.
  25. Gran Gala Del Calcio 2012 – Winners. Página visitada em 28 de Janeiro de 2013.
  26. Italiano: Juventus vence clássico diante da Inter e caminha rumo ao título. Página visitada em 30 de Março de 2013.
  27. Juventus vence Palermo e conquista Campeonato Italiano pela 29ª vez. Página visitada em 5 de Maio de 2013.
  28. Toldo makes his mark. Página visitada em 30 de junho de 2000.
  29. Pearce is prepared to learn but he needs to teach England that winning habit. Página visitada em 3 de junho de 2009.
  30. Italy's number one priority. Página visitada em 12 de abril de 2002.
  31. FIFA World Cup Fair Play Award. Página visitada em 15 de outubro de 2004.
  32. World Cup 2010: Injured Buffon to miss New Zealand game. Página visitada em 17 de outubro de 2004.
  33. Ufficiale Ordine al Merito della Repubblica Italiana. Página visitada em 18 de agosto de 2009.
  34. Gianluigi Buffon: Italy star player at World Cup 2010. Página visitada em 23 de setembro de 2010.
  35. BUFFON DEFUSES NAZI ROW. Página visitada em 4 de novembro de 2005.
  36. 88 cioe' 4 palle. Página visitada em 19 de julho de 2012.
  37. UEFA EURO 2012. Página visitada em 22 de julho de 2012.
  38. Espanha 4 x 0 Itália. Mas a sua seleção conseguiu uma vaga para a Copa das Confederações no Brasil já que a Espanha estava classificada por já ter ganhando a Copa do Mundo de 2010 - UEFA EURO 2012. Página visitada em 23 de julho de 2012.
  39. Espanha x Itália - TEMPO REAL - Globoesporte.com. Página visitada em 25 de Julho de 2012.
  40. Itália cai no mesmo grupo do Brasil. Página visitada em 1 de Dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gianluigi Buffon
Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.