Luca Toni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luca Toni
Luca Toni.jpg
Informações pessoais
Nome completo Luca Toni
Data de nasc. 26 de maio de 1977 (36 anos)
Local de nasc. Pavullo nel Frignano,  Itália
Altura 1,93 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Itália Verona
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
19901994 Itália Modena
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19941996
19961997
19971998
19981999
19992000
20002001
20012003
20032005
20052007
20072010
2010
20102011
20112012
2012
20122013
2013-
Itália Modena
Itália Empoli
Itália Fiorenzuola
Itália Lodigiani
Itália Treviso
Itália Vicenza
Itália Brescia
Itália Palermo
Itália Fiorentina
Alemanha Bayern de Munique
Itália Roma (emp.)
Itália Genoa
Itália Juventus
=Emirados Árabes Unidos Al-Nasr
Itália Fiorentina
Itália Verona
032 0000(7)
003 0000(1)
026 0000(2)
031 000(15)
039 000(16)
033 0000(9)
050 000(16)
083 000(51)
071 000(49)
081 000(57)
017 0000(5)
018 0000(7)
015 0000(2)
014 0000(7)
028 0000(8)
025 000(14)
Seleção nacional3
20042009 Flag of Italy.svg Itália 047 000(16)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 2 de março de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 16 de setembro de 2012.

Luca Toni (Pavullo nel Frignano, 26 de maio de 1977) é um futebolista italiano que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Verona.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi revelado pelo Modena, em 1994, e após passar por diversos clubes italianos, chegou ao auge de sua carreira na Fiorentina, entre 2005 e 2007. Em 2006, durante sua passagem pelo clube, Toni se tornou o primeiro italiano a conquistar a Chuteira de Ouro, prêmio entregue ao maior artilheiro dentre todos os campeonatos europeus da temporada.

Após a fantástica passagem pela Fiorentina, em 30 de maio de 2007, Luca Toni se transferiu para o seu primeiro clube fora da Itália, o Bayern de Munique, da Alemanha, por aproximadamente 11 milhões e meio de euros. Foi apresentado em 7 de junho, numa coletiva de imprensa junto a Franck Ribéry, outra contratação do clube. Em sua primeira temporada no Bayern, foi artilheiro da Bundesliga 2007–08, e se tornou o terceiro jogador italiano artilheiro em um campeonato estrangeiro. Antes, apenas Marco Negri (com o Rangers, na temporada 199798) e Christian Vieri (com o Atlético de Madrid, na mesma temporada) conseguiram tal feito.

Com problemas de ralacionamento com o treinador Louis van Gaal, ficando boa parte da primeira metade da temporada na reserva, ou nem sendo relacionado para as partidas, Toni acabou conseguindo sua liberação para assinar por empréstimo com a Roma, em 31 de dezembro de 2009, até o fim da temporada, tendo também, como objetivo voltar a seleção para a disputa do Mundial na África do Sul, sendo que acabou perdendo espaço na equipe após a vergonhosa campanha na Copa das Confederações um ano antes.[1] Estreou pela equipe em 2 de janeiro de 2010, numa partida beneficente.[2]

Em junho de 2010, após ser dispensado pelo Bayern acertou por 2 anos com o Genoa.[3]

Com a lesão de Quagliarella em jogo contra o Parma, a Juventus foi atrás de sua contratação e o anunciou no dia 7 de janeiro de 2011.[4]

Em 30 de janeiro de 2012, acertou sua transferência para o Al-Nasr, dos Emirados Árabes.[5]

Em 31 de agosto de 2012 acertou a sua volta a Fiorentina, clube onde teve seu auge na carreira.

Em julho de 2013 Toni assinou com o Verona, por um ano. Já nos dois primeiros amistosos o craque mostrou que ainda tem muito a dar ao futebol marcando 2 gols em 2 amistosos - Verona 2 vs 1 Sudtirol (01 gol Luca Toni) e Verona 1 vs 0 Feyenoord (01 gol de Luca Toni).

[6]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palermo
Bayern de Munique
Seleção Italiana

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Luca Toni
Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências