Louis van Gaal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Louis van Gaal
Louis van Gaal
Louis van Gaal em 2013
Informações pessoais
Nome completo Aloysius Paulus Maria van Gaal
Data de nasc. 8 de agosto de 1951 (63 anos)
Local de nasc. Amsterdã, Países Baixos
Nacionalidade Países Baixos neerlandês
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Manchester United
Posição Treinador (Ex-Meia)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1972–1973
1973–1977
1977–1978
1978–1986
1986–1987
Países Baixos Ajax
Bélgica Royal Antwerp
Países Baixos Telstar
Países Baixos Sparta Roterdã
Países Baixos AZ Alkmaar
0000 000(0)
0043 000(7)
0025 000(1)
0248 00(26)
0017 000(0)
Times que treinou
1991–1997
1997–2000
2000–2002
2002–2003
2005–2009
2009–2011
2012–2014
2014–
Países Baixos Ajax
Espanha Barcelona
Países Baixos Países Baixos
Espanha Barcelona
Países Baixos AZ Alkmaar
Alemanha Bayern de Munique
Países Baixos Países Baixos
Inglaterra Manchester United
0285
0171
0015
0030
0176
0096
0028
0036

Aloysius Paulus Maria van Gaal, mais conhecido como Louis van Gaal (Amsterdã, 8 de agosto de 1951) é um treinador e ex-futebolista neerlandês que atuava como meio-campo. Atualmente comanda o Manchester United.[1]

Ele que se declara aprendiz de Rinus Michels (o pai do "Futebol Total"), como jogador, sempre atuou no futebol neerlandês e nunca obteve grande destaque, mas como treinador, dirigindo o Ajax, Barcelona, AZ Alkmaar e a Seleção Neerlandesa, obteve reconhecimento e projeção internacional. Em 2009 lançou o livro autobiográfico "Louis van Gaal, biografie & visie".[2]

Seleção Neerlandesa[editar | editar código-fonte]

Comandou a Seleção Neerlandesa entre 2000 e 2002 e novamente entre agosto de 2012 a julho de 2014. A seleção obteve com facilidade o primeiro lugar do Grupo D das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 - Europa.[3] Em maio de 2013 anunciou que deixa a seleção após a Copa do Mundo FIFA de 2014.[4]

Copa do Mundo de 2014[editar | editar código-fonte]

Em algumas entrevistas durante a Copa de 2014, van Gaal teceu críticas a FIFA por obrigar jogador a comparecer nas coletivas de imprensa, ao favorecimento a Seleção Brasileira de jogar após sua seleção na última partida da primeira fase, e a arbitragem. Também criticou a mídia neerlandesa por espionar o treinamento da equipe.[5] Na partida Países Baixos 0–0 Costa Rica pelas quartas-de-final, minutos antes do fim da prorrogação, surpreendeu substituindo o goleiro Jasper Cillessen por Tim Krul visando a iminente cobrança de penalidades, e apenas o último sabia da possibilidade.[6] Krul defendeu três cobranças e os neerlandeses avançaram as semifinais. Entretanto, foram derrotados pela Argentina, porém venceram o Brasil por 3-0 na decisão do terceiro lugar. Apesar disso, defende que esta disputa não deveria ocorrer, pois: só há um prêmio, a taça.[7] Também neste último jogo, tornou a Seleção Neerlandesa a primeira a utilizar todos os vinte e três jogadores da delegação em uma edição de Copa, quando substituiu os goleiros Cillessen por Michel Vorm.[8]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Ajax
Barcelona
AZ Alkmaar
Bayern de Munique

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Frank Rijkaard
Bert van Marwijk
Treinador da Seleção Neerlandesa
2000–2002
2012–2014
Sucedido por
Dick Advocaat
Guus Hiddink