Rafael van der Vaart

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rafael van der Vaart
Rafael van der Vaart 2013 (1).jpg
Informações pessoais
Nome completo Rafael Ferdinand van der Vaart
Data de nasc. 11 de fevereiro de 1983 (31 anos)
Local de nasc. Hemmskerk,  Países Baixos
Altura 1,75 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Alemanha Hamburgo
Número 23
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
1987–1993
1993–2000
Países Baixos De Kennemers
Países Baixos Ajax
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2000–2005
2005–2008
2008–2010
2010–2012
2012–
Países Baixos Ajax
Alemanha Hamburgo
Espanha Real Madrid
Inglaterra Tottenham Hotspur
Alemanha Hamburgo
0117 000(52)
0074 000(29)
0058 000(11)
0063 000(24)
0055 000(12)
Seleção nacional3
1998–1999
1999–2000
2000–2001
2001–
Países Baixos Países Baixos Sub-17
Países Baixos Países Baixos Sub-19
Países Baixos Países Baixos Sub-21
Países Baixos Países Baixos
0013 0000(5)
0008 0000(2)
0004 0000(2)
0109 000(25)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 28 de maio de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 19 de novembro de 2013.

Rafael Ferdinand van der Vaart (Heemskerk, 11 de fevereiro de 1983) é um futebolista holandês. Atualmente joga pelo Hamburgo, da Alemanha.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Van der Vaart começou a sua formação no De Kennemers, em 1987, onde em 1993 seguiu para o Ajax.

Ajax[editar | editar código-fonte]

Rafael van der Vaart no Ajax.

Durante 1993 e 2000, atuou pelos times juniores do Ajax. Foi promovido para o time titular no ano de 2000. Conseguiu um rápido destaque, o que lhe rendeu uma convocação para a Seleção Holandesa já no segundo ano como profissional (2001).

Após mais um destaque na Seleção, na Eurocopa 2004. Chegando à semifinal com a Holanda. Começou a ser sondado por outros clubes. No ano de 2005 seguiu para a Alemanha. Onde atuaria no Hamburgo.

Hamburgo[editar | editar código-fonte]

Em 2005, seguiu para o Hamburgo, na Alemanha, onde durante as temporadas convenceu e foi nomeado capitão.

Após a Copa do Mundo de 2006, destacou-se ainda mais. Porém, Rafael van der Vaart continuou no Hamburgo na temporada 2007-08, pois o Hamburgo conseguiu um técnico holandês que o convenceu a ficar, pois já recebeu propostas de grandes clubes europeus, por ser considerado um dos melhores meias europeus e mundiais.

Devido ao sucesso no clube alemão foi cobiçado pelos maiores clubes europeus como a Juventus, Chelsea, Valencia e Internazionale. Porém, acabou indo para Madrid. Assinando com o Real Madrid.

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Na vitória da Supercopa da Espanha.

Em agosto de 2008, anunciou no seu site oficial, a sua transferência para o Real Madrid, por cerca de 13 milhões de euros. O jogador revelou que era um grande sonho jogar um dia pelo Real Madrid.

Porém, Van der Vaart não teve grande espaço para se destacar no clube merengue. No ano de 2009, com a chegada de Cristiano Ronaldo, Kaká e Xabi Alonso, perdeu ainda mais espaço na equipe. Até o fim da janela de transferência estava como transferível pelo Real Madrid. Mas com a saída dos também holandeses Arjen Robben e Wesley Sneijder, Rafael Van der Vaart continuou no clube para a temporada 2009/2010. ¹ ².

Durante a segunda metade da temporada 2009-2010. Rafael van der Vaart teve mais espaço com a lesão de Kaká (que sofria de uma lesão no púbis).

Tottenham Hotspur[editar | editar código-fonte]

Com pouco espaço no Real Madrid após a chegada de mais reforços para o setor, em 31 de agosto de 2010, foi vendido ao Tottenham, da Inglaterra, por aproximadamente 11 milhões de euros (24,7 milhões de reais).

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Atuou pela Seleção no Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 2001, jogando ao lado Klaas-Jan Huntelaar, Arjen Robben e John Heitinga.

Estreou pela seleção principal no jogo contra a Seleção de Andorra, aos 18 anos.

Seguiu na seleção, fazendo parte do elenco que disputou a Eurocopa 2004, onde chegaram até as semifinais perdendo para a Seleção Portuguesa. Iniciou a competição como titular, no jogo contra a Alemanha. No empate em 1 a 1. Porém, foi perdendo espaço na Seleção Holandesa durante a competição. Arjen Robben assumiu a titularidade e Rafael van der Vaart entrou só em mais duas ocasiões.

Também fez parte do elenco na Copa do Mundo de 2006, porém, não era titular. Não atuou no primeiro jogo. Estreando no segundo tempo do segundo jogo contra Costa do Marfim, entrando no lugar de John Heitinga. No terceiro jogo da primeira fase, no empate com a Seleção Argentina, van der Vaart atuou como titular toda a partida. Porém a Holanda foi eliminada de novo por Portugal, agora nas oitavas-de-final. Rafael van der Vaart entrou no segundo tempo, tentando dar mais força ofensiva. Mas a Seleção perdeu de 1 a 0 e foi eliminada da Copa do Mundo.

Van der Vaart atuando pela Holanda.

Van der Vaart começou como titular na Holanda que encantou na primeira fase da Eurocopa de 2008. Com vitória de 3 a 0 sobre a Itália, 4 a 1 sobre a França e, atuando com o time reserva, 2 a 0 na Romênia. Atuou também na partida contra a Rússia, pelas quartas-de-final, onde a Holanda foi eliminada de forma surpreendente, após uma campanha fantástica na primeira fase. Apesar a boa atuação, ele não marcou nenhum gol durante a competição.

Dois anos depois, na Copa do Mundo, realizada na África do Sul, foi novamente convocado, agora sob o comando do treinador Bert van Marwijk. Van der Vaart iniciou a partida de estreia no torneio como titular, uma vitória por 2-0 sobre a Dinamarca. Em seguida, participou também das vitórias sobre o Japão e Camarões, mas acabou perdendo seu lugar no time titular para Arjen Robben, que estava sendo poupado se recuperando de uma lesão durante os primeiros jogos. Com 100% de aproveitamento, a Holanda estava classificada para a segunda fase da Copa. Passou facilmente pela Eslováquia nas oitavas e eliminou um dos grandes favoritos do torneio, o Brasil, nas quartas-de-final. Com as boas atuações de Robben, Van der Vaart foi perdendo seu espaço no time titular e só veio a atuar novamente nas semi-finais, contra o Uruguai, entrando no lugar de Demy de Zeeuw no decorrer da partida. Os holandeses venceram por 3-2 e garantiram sua vaga na final contra a Espanha. Van der Vaart novamente entrou no decorrer do jogo, e a Holanda acabou derrotada por 1 a 0, com um gol de Andrés Iniesta na prorrogação.

Em 2014 aos 30 anos, Van der Vaart era nome praticamente certo para a Copa do Mundo no Brasil, uma vez que é o era o mais experiente do elenco, mas sofreu uma lesão na panturrilha e foi cortado uma vez que não teria tempo suficiente para se recuperar do problema. O meia iria disputar sua terceira Copa do Mundo, tendo participado dos mundiais de 2006 e 2010.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Países Baixos Ajax


Alemanha Hamburgo


Espanha Real Madrid


Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de Países BaixosSoccer icon Este artigo sobre futebolistas neerlandeses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.