Taça Intertoto da UEFA

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Copa Intertoto da UEFA)
Ir para: navegação, pesquisa
Taça Intertoto da UEFA
Taça Intertoto
Logo Taça Intertoto.png
Dados gerais
Organização UEFA
Edições 48
Local de disputa Europa
Sistema Eliminatórias
editar

A Copa Intertoto da UEFA ou Taça Intertoto da UEFA foi uma competição de futebol entre clubes europeus.

Participaram da disputa equipas que não alcançavam a classificação para as principais competições da UEFA, ou seja a Liga dos Campeões da UEFA e Copa da UEFA.

Apesar de criada originalmente em 1961-62, apenas a partir de 1995 seria organizada pela UEFA. A última edição ocorreu em 2008.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Taça Intertoto foi idealizada pelo austríaco Karl Rappan e pelo suíço Ernst Thommen. Karl Rappan foi jogador de futebol na década de 1920, passando por Admira Wacker, Rapid Viena, Áustria Viena, Servette e Grasshoppers. Depois, foi um técnico de destaque, levando a Suíça aos quartos-de-final do Mundial de 1938 e do Mundial de 1954| (melhores colocações do país na história). Para muitos, a Suíça de Rappan foi a primeira equipa a utilizar um jogador atrás da linha da defesa, papel que os italianos desenvolveram e chamaram de líbero.

Com a grande projecção que Karl Rappan granjeou no futebol suíço e europeu, idealizou a criação de uma competição entre clubes de diversos países europeus, à semelhança da já existente Taça Mitropa.

A sua ideia foi acolhida por Ernst Thommem, ex-funcionário da Federação Suíça de Futebol e, na segunda metade da década de 1950, responsável pela loteria desportiva do país.

1961 - 1994: As primeiras edições[editar | editar código-fonte]

O período do Verão é tradicionalmente uma época com pouca atividade futebolística, pois os principais campeonatos europeus estavam na sua pausa para descanso, com a consequência de menor atividade no setor das apostas desportivas. Disputando-se esta nova competição no Verão, esperava-se dar mais fôlego às lotarias desportivas da Suíça, e como consequência do resto do continente também. Parte das receitas da lotaria desportiva seria destinada a cobrir os custos de organização e premiar as equipas participantes. Estava assim criada a Taça Intertoto, nome que une “internacional” com o sufixo “toto”, comum em lotarias desportivas na Europa (por exemplo, o Totobola, a lotaria portuguesa).

A competição foi submetida para aprovação da UEFA, que se recusou a organizá-la. A UEFA viria mais tarde a autorizar a competição, com a condição de que esta seria organizada pelos seus criadores, Karl Rappan e Ernst Thommen, sendo que este último fora entretanto nomeado vice-presidente da FIFA.[2]

Assim, em 1961, foi disputada a primeira edição, sendo campeões os holandeses do Ajax Amsterdam. No início, a Taça Intertoto era disputada numa primeira fase em vários grupos, com os vencedores a disputarem eliminatórias sucessivas para definir o campeão. Assim foi até 1966.

Entre 1967 e 1994, a gradual sobrelotação do calendário europeu dificultou o estabelecimento de datas para a fase final, fazendo com que o torneio tivesse vários campeões (os vencedores de cada grupo) por ano. Durante este período, os clubes em competição era maioritariamente originários da Europa Central e da Escandinávia. Em 1968, o Sporting CP foi o primeiro participante português, vindo a ser secundado anos mais tarde pelo Vitória S.C.

1995 - 2008: Era UEFA[editar | editar código-fonte]

Na década entidade percebeu que poderia usar a Taça Intertoto como uma prova de qualificação para a Taça UEFA, disponibilizando assim uma nova oportunidade para as equipas que não se tinham qualificado para nenhuma competição europeia. Para se participar na Taça Intertoto, os clubes tinham de fazer uma pré inscrição, sendo que destes, eram apurados os mais bem classificados.

Assim, em 1995 realizou-se a Taça Intertoto sob organização da UEFA[3] , participando 60 equipas distribuídas por 12 grupos, apurando-se 16 equipas para a fase a eliminar, terminando em 2 duas finais distintas, havendo portanto 2 campeões, que se apuraram para a Taça UEFA. Um dos campeões, o Bordéus viria a disputar a final Taça UEFA de 1995-96, eliminando o AC Milan de Roberto Baggio sendo derrotados na final pelo Bayern de Munique de Oliver Kahn. Jogadores como Zinédine Zidane, Bixente Lizarazu e Christophe Dugarry brilhavam no Bordéus e viriam a protagonizar grandes transferências para Itália e Espanha. Estava relançada a Taça Intertoto.

Na época seguinte, a UEFA decidiu acrescentar uma 3ª final e consequente vaga na Taça UEFA. Era o reinado das equipas francesas. Após as vitórias de Bordéus e Estrasburgo em 1995 e Guingamp em 1996, em 1997 as quatro equipas francesas apuraram-se para as finais com Auxerre, Bastia e Olympique de Lyon a vencerem a competição e a assegurar o apuramento. Clubes como Bolonha, Juventus, VfB Stuttgart, Paris Saint-Germain ou Villarreal sagrar-se-iam campeões com Bolonha e Villarreal a atingirem as meias finais da Taça UEFA.

Este formato viria a manter-se até 2006, época em que a UEFA decidiu alterar novamente o formato, consistindo em 3 eliminatórias, apurando-se os 11 vencedores da 3ª eliminatória. O clube que atingisse o patamar mais elevado na Taça UEFA seguinte seria designado o vencedor dessa edição da Intertoto.

O SC Braga viria a sagrar-se o último vencedor da Taça Intertoto[4] , na época 2008-09, ao atingir os Oitavos de Final (melhor classificação do clube na época), após a decisão da UEFA de extinguir a competição, no âmbito da reformulação das competições europeias.[1] Esta reformulação, entre outras alterações, incluía a realização de pré-eliminatórias da Liga dos Campeões da UEFA e da Taça UEFA no período compreendido entre os meses de Junho e Agosto, ocupando o espaço da Taça Intertoto.

Campeões e classificados para a Taça da UEFA[editar | editar código-fonte]

2006 - 2008[editar | editar código-fonte]

Obs: No período de 2006 a 2008 - quando passaram a classificar-se 11 equipas para a 2ª pré-eliminatória da Taça da UEFA, através da Intertoto - o título de campeão da Intertoto passou a ser concedido apenas aos clubes com melhor campanha na Taça da UEFA. Estes clubes constam na lista destacados à esquerda.[5]

Época Campeão Restantes apurados para a Taça UEFA
2008 Portugal SC Braga Inglaterra Aston Villa Espanha Deportivo La Coruña Alemanha Estugarda Noruega Rosenborg Itália Nápoles
França Rennes Roménia Vaslui Suécia Elfsborg Suíça Grasshopper Áustria Sturm Graz
2007 Alemanha Hamburger SV Espanha Atlético Madrid Dinamarca Aalborg BK Itália Sampdoria Inglaterra Blackburn Rovers França Lens
Portugal U. Leiria Áustria Rapid Wien Suécia Hammarby Roménia Oţelul Galaţi Cazaquistão Tobol
2006 Inglaterra Newcastle United França Auxerre Suíça Grasshopper Dinamarca OB França Marselha Alemanha Hertha BSC
Turquia Kayserispor Chipre Ethnikos Achna Países Baixos Twente Áustria Ried Eslovénia Maribor

1995–2005[editar | editar código-fonte]

Resultado agregado das 2 mãos. Listadas todas as finais (2 ou 3 consoante a época) cujos vencedores se apuraram para a Taça UEFA.

Ano Campeões Vice-Campeões Resultado agreg.
2005 Alemanha Hamburg Espanha Valência 1 – 0
França Lens Roménia CFR Cluj 4 – 2
França Marselha Espanha Deportivo La Coruña 5 – 3
2004 França Lille Portugal U. Leiria 2 – 0 a.p.
Alemanha Schalke 04 República Checa Slovan Liberec 3 – 1
Espanha Villarreal Espanha Atlético Madrid 2 – 2 (3 – 1 g.p.)
2003 Alemanha Schalke 04 Áustria Pasching 2 – 0
Espanha Villarreal Países Baixos Heerenveen 2 – 1
Itália Perugia Alemanha Wolfsburg 3 – 0
2002 Espanha Málaga Espanha Villarreal 2 – 1
Inglaterra Fulham Itália Bolonha 5 – 3
Alemanha Estugarda França Lille 2 – 1
2001 Inglaterra Aston Villa Suíça Basileia 5 – 2
França Paris Saint-Germain Itália Brescia 1 – 1 (golos fora)
França Troyes Inglaterra Newcastle United 4 – 4 (golos fora)
2000 Itália Udinese República Checa Sigma Olomouc 6 – 4
Espanha Celta de Vigo Rússia Zenit St. Petersburgo 4 – 3
Alemanha Estugarda França Auxerre 3 – 1
1999 França Montpellier Alemanha Hamburgo 2 – 2 (3 – 0 g.p.)
Itália Juventus França Rennes 4 – 2
Inglaterra West Ham United França Metz 3 – 2
1998 Espanha Valência Áustria Salzburgo 4 – 1
Alemanha Werder Bremen Jugoslávia Vojvodina 2 – 1
Itália Bolonha Polónia Ruch Chorzów 3 – 0
1997 França Bastia Suécia Halmstad 2 – 1
França Lyon França Montpellier 4 – 2
França Auxerre Alemanha Duisburgo 2 – 0
1996 Alemanha Karlsruhe Bélgica Standard Liège 3 – 2
França Guingamp Rússia Rotor Volgogrado 2 – 2 (golos fora)
Dinamarca Silkeborg Croácia Segesta 2 – 2 (golos fora)
1995 França Estrasburgo Áustria Tirol Innsbruck 7 – 2
França Bordéus Alemanha Karlsruhe 4 – 2

1967–94[editar | editar código-fonte]

Neste período apenas foram disputadas as fases de grupos, cujos vencedores foram considerados os vencedores da prova.[6]

Agrupamento não-regional (1969 1971-94)[editar | editar código-fonte]

Época Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3 Grupo 4 Grupo 5 Grupo 6 Grupo 7 Grupo 8 Grupo 9 Grupo 10 Grupo 11 Grupo 12
1994 Suécia Halmstads Suíça Young Boys Suécia AIK Alemanha Hamburg Hungria Békéscsaba Eslováquia Slovan Bratislava Suíça Grasshopper Áustria Austria Wien
1993 Áustria Rapid Wien Suécia Trelleborgs Suécia Norrköping Suécia Malmö Tchecoslováquia Slavia Praga Suíça Zürich Suíça Young Boys Alemanha Dynamo Dresden
1992 Dinamarca FC Copenhaga Hungria Siófok Alemanha Bayer Uerdingen Alemanha Karlsruher SC Áustria Rapid Wien Dinamarca Lyngby Tchecoslováquia Slovan Bratislava Dinamarca Aalborg Tchecoslováquia Slavia Praga Bulgária Lokomotiv Gorna Oryahovitsa
1991 Suíça Neuchâtel Xamax Suíça Lausanne-Sports Áustria Austria Salzburg Tchecoslováquia Dukla Banská Bystrica Dinamarca Boldklubben 1903 Suíça Grasshopper Alemanha Bayer Uerdingen Tchecoslováquia Dunajská Streda Áustria Tirol Innsbruck Suécia Örebro
1990 Suíça Neuchâtel Xamax Áustria Tirol Innsbruck Polónia Lech Poznań Tchecoslováquia Slovan Bratislava Suécia Malmö Suécia GAIS Suíça Luzern Áustria First Vienna Alemanha Oriental Chemnitz Alemanha Ocidental Bayer Uerdingen Dinamarca Odense
1989 Suíça Luzern Dinamarca Boldklubben 1903 Áustria Tirol Innsbruck Suíça Grasshopper Hungria Tatabánya Dinamarca Næstved Suécia Örebro Tchecoslováquia Sparta Praga Tchecoslováquia Baník Ostrava Suécia Örgryte Alemanha Ocidental Kaiserslautern
1988 Suécia Malmö Suécia Gothenburg Tchecoslováquia Baník Ostrava Áustria Austria Wien Suíça Young Boys Alemanha Ocidental Kaiserslautern Dinamarca Ikast FS Alemanha Oriental Carl Zeiss Jena Suíça Grasshopper Alemanha Ocidental Karlsruher SC Alemanha Ocidental Bayer Uerdingen
1987 Alemanha Oriental Carl Zeiss Jena Polónia Pogoń Szczecin Alemanha Oriental Wismut Aue Hungria Tatabánya Suécia Malmö Suécia AIK Bulgária Etar Veliko Tarnovo Dinamarca Brøndby
1986 Alemanha Ocidental Fortuna Düsseldorf Alemanha Oriental Union Berlin Suécia Malmö Alemanha Oriental Rot-Weiss Erfurt Tchecoslováquia Sigma Olomouc Hungria Újpesti Dózsa Dinamarca Brøndby Dinamarca Lyngby Polónia Lech Poznań Suécia Gothenburg Tchecoslováquia Slavia Praga Alemanha Oriental Carl Zeiss Jena
1985 Alemanha Ocidental Werder Bremen Alemanha Oriental Rot-Weiss Erfurt Suécia Gothenburg Suécia AIK Alemanha Oriental Wismut Aue Tchecoslováquia Sparta Praga Polónia Górnik Zabrze Israel Maccabi Haifa Tchecoslováquia Baník Ostrava Hungria Újpesti Dózsa Hungria MTK Hungária
1984 Tchecoslováquia Bohemians Praga Dinamarca AGF Alemanha Ocidental Fortuna Düsseldorf Bélgica Standard Liège Suécia AIK Suécia Malmö Hungria Videoton Israel Maccabi Netanya Suíça Zürich Polónia GKS Katowice
1983 Países Baixos Twente Suíça Young Boys Polónia Pogoń Szczecin Israel Maccabi Netanya Jugoslávia Sloboda Tuzla Tchecoslováquia Bohemians Praga Suécia Gothenburg Suécia Hammarby Hungria Fehérvár Tchecoslováquia Vítkovice
1982 Bélgica Standard Liège Polónia Widzew Łódź Dinamarca AGF Dinamarca Lyngby Áustria Admira Wacker Mödling Tchecoslováquia Bohemians Praga Suécia Brage Suécia Öster Suécia Gothenburg
1981 Áustria Wiener Sportclub Bélgica Standard Liège Alemanha Ocidental Werder Bremen Jugoslávia Budućnost Dinamarca AGF Bélgica RWD Molenbeek Suécia Gothenburg Alemanha Ocidental Stuttgarter Kickers Tchecoslováquia Cheb
1980 Bélgica Standard Liège Tchecoslováquia Bohemians Praga Israel Maccabi Netanya Tchecoslováquia Sparta Praga Tchecoslováquia Nitra Suécia Halmstad Suécia Malmö FF Suécia Gothenburg Suécia Elfsborg
1979 Alemanha Ocidental Werder Bremen Suíça Grasshopper Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Tchecoslováquia Bohemians Praga Tchecoslováquia Spartak Trnava Tchecoslováquia Zbrojovka Brno Bulgária Pirin Blagoevgrad Tchecoslováquia Baník Ostrava
1978 Alemanha Ocidental Duisburg Tchecoslováquia Slavia Praga Alemanha Ocidental Hertha Berlin Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Suécia Malmö FF Tchecoslováquia Lokomotiva Košice Tchecoslováquia Tatran Prešov Israel Maccabi Netanya Áustria Grazer AK
1977 Suécia Halmstad Alemanha Ocidental Duisburg Tchecoslováquia Internacionál Bratislava Bulgária Slavia Sofia Tchecoslováquia Slavia Praga Dinamarca Frem Tchecoslováquia Jednota Trenčín Tchecoslováquia Slovan Bratislava Suécia Öster Polónia Pogoń Szczecin
1976 Suíça Young Boys Alemanha Ocidental Hertha Berlin Tchecoslováquia Union Teplice Tchecoslováquia Baník Ostrava Tchecoslováquia Zbrojovka Brno Tchecoslováquia Spartak Trnava Tchecoslováquia Internacionál Bratislava Suécia Öster Suécia Djurgården Jugoslávia Vojvodina Polónia Widzew Łódź
1975 Áustria Tirol Innsbruck Áustria VÖEST Linz Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Polónia Zagłębie Sosnowiec Tchecoslováquia Zbrojovka Brno Polónia Rybnik Suécia Åtvidaberg Alemanha Ocidental Kaiserslautern Portugal Belenenses Jugoslávia Čelik Zenica
1974 Suíça Zürich Alemanha Ocidental Hamburg Suécia Malmö FF Bélgica Standard Liège Tchecoslováquia Slovan Bratislava Tchecoslováquia Spartak Trnava Alemanha Ocidental Duisburg Tchecoslováquia Baník Ostrava Tchecoslováquia Košice Portugal G.D. CUF
1973 Alemanha Ocidental Hannover Tchecoslováquia Slovan Bratislava Alemanha Ocidental Hertha Berlin Suíça Zürich Polónia Rybnik Tchecoslováquia Union Teplice Países Baixos Feyenoord Polónia Wisła Kraków Tchecoslováquia Nitra Suécia Öster
1972 Tchecoslováquia Nitra Suécia Norrköping França Saint-Étienne Tchecoslováquia Slavia Praga Tchecoslováquia Slovan Bratislava Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Alemanha Ocidental Hannover Áustria VÖEST Linz
1971 Alemanha Ocidental Hertha Berlin Polónia Stal Mielec Suíça Servette Tchecoslováquia Třinec Suécia Åtvidaberg Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Áustria Austria Salzburg
1969 Suécia Malmö FF Polónia Szombierki Bytom Alemanha Ocidental SpVgg Fürth Tchecoslováquia Žilina Suécia Norrköping Tchecoslováquia Jednota Trenčín Dinamarca Frem Polónia Wisła Kraków Polónia Odra Opole

Agrupamento Regional (1967-68, 1970)[editar | editar código-fonte]

Época Grupo A1 Grupo A2 Grupo A3 Grupo A4 Grupo A5 Grupo A6 Grupo B1 Grupo B2 Grupo B3 Grupo B4 Grupo B5 Grupo B6 Grupo B7 Grupo B8
1970 Tchecoslováquia Slovan Bratislava Alemanha Ocidental Hamburg Tchecoslováquia Union Teplice Países Baixos MVV Tchecoslováquia Košice Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Tchecoslováquia Slavia Prague França Marseille Suécia Öster Polónia Wisła Kraków Áustria Austria Salzburg Tchecoslováquia Baník Ostrava Polónia Polonia Bytom
1968 Alemanha Ocidental Nuremberg Países Baixos Ajax Portugal Sporting Países Baixos Feyenoord Espanha Español Países Baixos ADO Den Haag Alemanha Oriental Karl-Marx-Stadt Alemanha Oriental Empor Rostock Tchecoslováquia Slovan Bratislava Tchecoslováquia Košice Tchecoslováquia Lokomotíva Košice Polónia Odra Opole Alemanha Ocidental Eintracht Braunschweig Polónia Legia Warsaw
1967 Suíça Lugano Países Baixos Feyenoord França Lille Bélgica Lierse Alemanha Ocidental Hannover Polónia Zagłębie Sosnowiec Polónia Polonia Bytom Suécia Gothenburg Polónia Ruch Chorzów Tchecoslováquia Košice Dinamarca KB Alemanha Ocidental Fortuna Düsseldorf

1961–67[editar | editar código-fonte]

Resultado agregado das 2 mãos, excepto nos casos devidamente assinalados.[6]

Época Campeões Vice-Campeões Resultados
1966–67 Alemanha Ocidental Eintracht Frankfurt Tchecoslováquia Inter Bratislava 4 – 3
1965–66 Alemanha Oriental Lokomotive Leipzig Suécia IFK Norrköping 4 – 1
1964–65 Polónia Polonia Bytom Alemanha Oriental SC Leipzig 5 – 4
1963–64 Tchecoslováquia Inter Bratislava Polónia Polonia Bytom 1 – 0*
1962–63 Tchecoslováquia Inter Bratislava Itália Padova 1 – 0*
1961–62 Países Baixos Ajax Países Baixos Feyenoord 4 – 2*
* - Final disputada a 1 só mão.

Vencedores por País[editar | editar código-fonte]

Após 2006, a eliminatória final deixou de ser designada de "Final", mas sim "Terceira Eliminatória". Adicionalmente passaram a existir 11 apurados para a Taça UEFA em vez dos 3 anteriormente. Passou a ser designado como campeão o clube com melhor desempenho na Taça UEFA, tendo direito a receber o troféu.

País Vencedores Vice-Campeões Clubes Vencedores Clubes Vice-Campeões
Tchecoslováquia Checoslováquia 62 34 Slovan Bratislava (8), Banik Ostrava (7), Bohemnians Prague (6), Slavia Prague (6), Inter Bratislava (4), Košice (4), Nitra (3), Sparta Prague (3), Spartak Trnava (3), Union Teplice (3), Zbrojovka Brno (3), Jednota Trencin (2), Lokomotiva Kosice (2), DAC Dunajská Streda, Dukla Banská Bystrica, Cheb, Sigma Olomouc, Tatran Prešov, Třinec, Vítkovice, Zilina Slavia Prague (5), Bohemnians Prague (3), Cheb (3), Inter Bratislava (3), Nitra (2), Sigma Olomouc (2), Sparta Prague (2), Spartak Trnava (2), Zbrojovka Brno (2), Zilina (2), DAC Dunajská Streda, Dukla Prague, Jednota Trencin, Košice, Slovan Bratislava, Tatran Prešov, Union Teplice, Vítkovice
Alemanha Ocidental Alemanha Ocidental 50 46 Eintracht Braunschweig (7), Hamburg (5), Hertha Berlin (5), Bayer Uerdingen (4), Werder Bremen (4), Duisburg (3), Fortuna Düsseldorf (3), Hannover 96 (3), Kaiserslautern (3), Karlsruhe (3), Stuttgart (3), Schalke 04 (2), Dynamo Dresden, Eintracht Frankfurt, Nuremberg, SpVgg Fürth, Stuttgarter Kickers Duisburg (5), Kaiserslautern (5), Werder Bremen (5), Arminia Bielefeld (3), Bayer Leverkusen (3), Hertha Berlin (3), Bochum (2), Fortuna Düsseldorf (2), Hannover 96 (2), Karlsruhe (2), Saarbrücken (2), 1860 Münich, Bayer Uerdingen, Borussia Dortmund, Eintracht Braunschweig, Eintracht Frankfurt, Hallescher, Hamburg, Kickers Offenbach, Lokomotive Leipzig, Schalke 04, Stuttgarter Kickers, Wolfsburg
 Suécia 46 28 Malmö FF (10), IFK Göteborg (8), Öster (5), AIK (4), Halmstad (3) IFK Norrköping (3), Atvidaberg (2), Elfsborg (2), Hammarby (2), Örebro (2), Brage, Djurgarden, GAIS, Örgryte, Trelleborg Malmö FF (8), Atvidaberg (2), IFK Göteborg (2), IFK Norrköping (2), Kalmar (2), Örgryte (2), Öster (2), Djurgarden, Häcken, Halmstad, Hammarby, Helsingborg, Landskrona, Örebro, Trelleborg
 Polónia 25 27 Pogoń Szczecin (3), Polonia Bytom (3), Wisla Kraków (3), Lech Poznań (2), Odra Opole (2), ROW Rybnik (2), Widzew Łódź (2), Zaglebie Sosnowiec (2), Górnik Zabrze, Katowice, Legia Warsaw, Ruch Chorzów, Szombierki Bytom Zaglebie Sosnowiec (4), Górnik Zabrze (2), Gwardia Warsaw (2), Katowice (2), Legia Warsaw (2), Polonia Bytom (2), Ruch Chorzów (2), Szombierki Bytom (2), Wisla Kraków (2), Lech Poznań, LKS Łódź, Odra Opole, Pogoń Szczecin, ROW Rybnik, Widzew Łódź, Zawisza Bydgoszcz
Suíça 22 15 Grasshopper (6), Young Boys (5), Zürich (4), Luzern (2), Neuchâtel Xamax (2), Lausanne Sports, Lugano, Servette Grasshopper (4), Lausanne Sports (2), Zürich (2), Aarau, Basel, Grenchen, Lugano, Sion, St. Gallen, Young Boys
 Dinamarca 21 30 AGF (3), Lyngby (3), Aalborg (2), B 1903 (2), Brøndby (2), Frem (2), Odense (2), Copenhagen, Ikast, KB, Næstved, Silkeborg Odense (7), AGF (4), KB (4), Vejle (4), Brøndby (2), Esbjerg (2), Lyngby (2), Næstved (2), Frem, Hvidovre, Silkeborg
 Áustria 20 32 Wacker/Tirol Innsbruck (4), Rapid Vienna (3), Salzburg (3), Ried, Sturm Graz, Austria Vienna (2), VÖEST Linz (2), Admira, First Vienna, Grazer AK, Ried, Sturm Graz, Wiener Sportclub Sturm Graz (5), Wacker/Tirol Innsbruck (5), LASK Linz (4), Admira (3), Austria Vienna (3), First Vienna (3), Salzburg (3), VÖEST Linz (2), Austria Klagenfurt, Pasching, Rapid Vienna, Wiener Sportclub
 França 19 9 Marseille (3), Auxerre (2), Lens (2), Lille (2), Bastia, Bordeaux, Guingamp, Lyon, Montpellier, Paris Saint-Germain, Rennes, Saint-Étienne, Strasbourg, Troyes Auxerre, Bordeaux, Caen, Lille, Metz, Montpellier, RCF Paris, Rennes, Saint-Étienne
 Alemanha Oriental 12 9 Carl Zeiss Jena (3), Chemnitz/Karl-Marx-Stadt (2), Rot-Weiss Erfurt (2), Wismut Aue (2), Empor Rostock, Lokomotive Leipzig, Union Berlin Lokomotive Leipzig (3), Carl Zeiss Jena (2), Chemnitz/Karl-Marx-Stadt (2), Dynamo Dresden, Magdeburg
 Hungria 9 12 Tatabánya (2), Újpest (2), Videoton (2), Békéscsaba, MTK, Siófok Vác (3), Honvéd (2), Videoton (2), Győr, MTK, Pécsi, Siófok, Zalaegerszegi
Países Baixos Holanda 9 11 Feyenoord (3), Ajax (2), Twente (2), ADO Den Haag, MVV ADO Den Haag (3), Armsterdam, Feyenoord, Groningen, Heerenveen, NAC Breda, PSV, Twente, Utrecht
 Espanha 8 5 Villarreal (2), Atlético Madrid, Celta de Vigo, Deportivo La Coruña, Español, Málaga, Valencia Villarreal (2), Atlético Madrid, Deportivo La Coruña, Valencia
 Bélgica 7 15 Standard Liège (5), Lierse, Molenbeek Standard Liège (8), Gent (2), Anderlecht, Beveren, Liège, Molenbeek, Royal Antwerp
 Itália 6 4 Bologna, Juventus, Napoli, Perugia, Sampdoria, Udinese Bologna, Brescia, Padova, Torino
 Inglaterra 6 1 Aston Villa (2), Blackburn Rovers, Fulham, Newcastle United, West Ham United Newcastle United
 Israel 5 6 Maccabi Netanya (4), Maccabi Haifa (1) Maccabi Haifa (2), Bnei Sakhnin, Hapoel Be’er Sheva, Hapoel Tel Aviv, Maccabi Petah Tikva
 Portugal 5 6 Belenenses, Braga, CUF, Leiria, Sporting Vitória Guimarães (2), Belenenses, CUF, Leiria, Vitória Setúbal
 Bulgária 4 13 Etar Veliko Tarnovo, Lokomotiv Gorna Oryahovitsa, Pirin Blagoevgrad, Slavia Sofia Pirin Blagoevgrad (3), Slavia Sofia (3), Chernomorets Burgas (2), Lokomotiv Sofia (2), Cherno More Varna, Marek Dupnitsa, Spartak Varna
Jugoslávia Jugoslávia 4 6 Budućnost, Čelik Zenica, Sloboda Tuzla, Vojvodina Vojvodina (3), Olimpija Ljubljana, Rad, Sloboda Tuzla
 Roménia 2 5 Oţelul Galaţi, Vaslui Rapid Bucureşti (2), Cluj, Farul Constanţa, Gloria Bistriţa
 Noruega 1 7 Rosenborg Bryne (2), Lillestrøm (2), Vålerenga (2), Viking
República Checa República Checa 1 4 Slavia Praga Sigma Olomouc (2), Slavia Praga, Slovan Liberec
 Turquia 1 2 Kayserispor Sivasspor, Trabzonspor
 Eslováquia 1 1 Slovan Bratislava Slovan Bratislava
 Chipre 1 Ethnikos Achna
Cazaquistão 1 Tobol Kostanay
 Eslovênia 1 Maribor
 Rússia 5 FC Moscovo, Rotor Volgograd, Rubin Kazan, Saturn, Zenit St. Petersburgo
 Grécia 3 Larissa, OFI Creta, Panionios
 Ucrânia 3 Chornomorets Odessa, Dnipro Dnipropetrovsk, Tavriya Simferopol
 Moldávia 2 Dacia Chişinău, Tiraspol
 Azerbaijão 1 Neftchi Baku
 Croácia 1 Segesta
Flag of FR Yugoslavia.svg RF Jugoslávia 1 Vojvodina
 Letônia 1 Riga
 Lituânia 1 Vėtra
Escócia 1 Hibernian
 Sérvia 1 Hajduk Kula

Participação clubes portugueses[editar | editar código-fonte]

Clube UEFA Pré-UEFA
P. V. P. V.G.
SC Braga 1 1 0 0
UD Leiria 5 1 0 0
Os Belenenses 1 0 2 1
CD Santa Clara 1 0 0 0
Estrela da Amadora 1 0 0 0
G.D. CUF 0 0 2 1
Sporting CP 0 0 1 1
Vitória Guimarães 0 0 2 0
Vitória Setúbal 0 0 1 0
Lista Edições
Clube Vencedor Finalista Outros
SC Braga Campeão (2008) - -
UD Leiria Vencedor (2007) Finalista (2004) 1995, 2002, 2005
Os Belenenses V. Grupo (1975) 2º Grupo (1976) 2002
CD Santa Clara - - 2002
Estrela da Amadora - - 1998
G.D. CUF V. Grupo (1974) 2º Grupo (1973) -
Sporting CP V. Grupo (1968) - -
Vitória Guimarães - 2º Grupo (1974, 1976) -
Vitória Setúbal - 2º Grupo (1975) -

Referências

  1. a b uefa.com - UEFA Executive Comittee aproves changes to UEFA club competitions (em inglês) uefa.com. Página visitada em 2009-04-29.
  2. Background on the Intertoto Cup (em inglês) Elbech, Søren Florin. Página visitada em 2013-08-25.
  3. uefa.com. Intertoto Cup History. Cópia arquivada em 2006-05-03.
  4. Braga é o campeão da Taça Intertoto (em português) Jornal de Notícias. Página visitada em 2013-08-25.
  5. uefa.com - Taça Intertoto: Edições anteriores / Vencedores pt.uefa.com. Página visitada em 2009-04-29.
  6. a b http://www.mogiel.net/EC/intertoto-history/intertoto-history.php Histórico de todas edições

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.