El Clásico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde outubro de 2014).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
El Clássico
Real Madrid x Barcelona
Forcejeo Real Madrid - FC Barcelona.jpg

Real x Barça no Santiago Bernabeu em 2009.
Real Madrid 92 vitória(s), 388 gol(s)
Barcelona 89 vitória(s), 372 gol(s)
Empates 48
Total de jogos 229
Total de gols 760
editar

El Clásico (em português: O Clássico) é o maior clássico de futebol de toda Espanha e também considerado por muitos o maior da Europa e do Mundo, conhecido também como "El derbi español" é como são conhecidas as partidas que envolve as grandes equipes Real Madrid Club de Fútbol e do Fútbol Club Barcelona.[1]

A rivalidade entre estes clubes transcende os campos futebolísticos, dado o Real Madrid representar psicologicamente a realeza e o poder centralizador de Madrid e o Barcelona representar a cultura, o povo catalão e o seu desejo de autodeterminação, com todas as variáveis que pode haver nesse desejo. Daí a intensidade desta rivalidade, pois diferente da maioria dos países onde os principais clássicos envolvem clubes da mesma cidade, a rivalidade deste clássico envolve filosofias de entendimento políticas distintas e contrárias, e talvez por isto, seja o clássico de maior rivalidade da Europa. Ambos os clubes se odeiam mais do que aos rivais citadinos - o Atlético de Madrid (Real Madrid) e o Espanyol (Barcelona).

Segundo algumas interpretações, o ditador Francisco Franco tolerava as manifestações pró-Catalunha nas partidas do Barcelona, onde costuma ser cantado o hino da Catalunha e desfraldadas diversas bandeiras catalãs, pois seria mais fácil controlar os manifestantes reunidos em um estádio de futebol do que espalhados pelas ruas.

As animosidades, entretanto, só se incendiaram após Alfredo di Stéfano, contratado em 1953 pelo Barcelona, assinar polemicamente com o Real, em decadência, que logo teria anos de ouro e conquistas com o jogador argentino.

A primeira partida entre FC Barcelona e Real Madrid CF, foi disputada no dia 13 de Maio de 1902 nas semi-finais da antiga Copa de la Coronación, precedente da atual Copa do Rei e o Barcelona venceu este jogo por 3 a 1.

Em 1968, após vitória do FC Barcelona por 1 a 0 no Santiago Bernabéu em uma final de Copa, tendo havido reclamações por um possível pênalti não assinalado a favor do Real Madrid CF, o público madridista atirou garrafas e diversos objetos no gramado, causando tanto tumulto que desde então foram proibidas vendas de garrafas nos estádios espanhóis.

Pouco mais de trinta anos depois, foi a vez da torcida do Barça atirar objetos para o campo; o motivo era a presença de Luís Figo no Camp Nou. O português, quando jogador do Barcelona, tornara-se um ídolo para os torcedores, que passaram a detestá-lo quando ele se transferiu para o arquirrival em 2000. Entre os objetos encontrou-se até a cabeça de um porco.

Estes são apenas alguns incidentes dos muitos registrados na intensa história deste clássico.

Luis Enrique, dos jogadores que passaram pelos dois clubes, foi quem mais jogou clássicos, com 22 partidas, sendo treze com a camisa do Barcelona e nove com a do Real Madrid. Ao todo, trinta e três futebolistas jogaram nos rivais, sendo vinte e dois deles após a "traição" de Di Stéfano. Destes 22, onze em transferências diretas.

Na temporada 1962/1963 a época de ouro do Real Madrid os merengues aplicaram 5 a 1 no Barça em pleno Camp Nou.

Em 1973/1974, o Barcelona conquistou a maior goleada no Estádio Santiago Bernabéu, por 5 a 0, com uma atuação estupenda do holandês Johan Cruijff.

Em 2003 o Real Madrid quebrou o jejum de vinte anos sem vitórias no Estádio Camp Nou.

Em 2004/2005, o brasileiro Ronaldinho Gaúcho é aplaudido de pé no Santiago Bernabéu, após o 3 a 0 que o Barcelona aplica no Real, com uma atuação magnífica deste jogador.

Em 2007/2008, o Real Madrid aplica uma goleada de 4 a 1 no Barcelona , no Santiago Bernabéu.

Em 2008/2009, o Barcelona consegue um resultado historico ao vencer o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu pelo placar de 6 a 2.

Em 2010/2011, o Barcelona consegue outro resultado historico ao vencer o Real Madrid no Camp Nou pelo placar de 5 a 0.

Em 2010/2011, o Real Madrid ganha do Barcelona no Estádio Mestalla na final da Copa do Rei por 1 a 0

Em 2010/2011, o Barcelona eliminou o Real Madrid na semi-final da Champions League, vencendo o primeiro jogo no Santiago Bernabéu por 2 a 0, com dois gols e um desempenho excelente de Lionel Messi e também empatou segundo jogo no Camp Nou. No dia 28 de maio de 2011 o Barcelona se sagrou (tetra) campeão da Liga dos Campeões ao bater o Manchester United.

Em 2011/2012, o Real Madrid vence o Barcelona no Estádio Camp Nou por 2x1 e quebra o jejum de cinco anos sem vitórias.

Em 2012/2013, o Real Madrid vence o Barcelona no Estádio Santiago Bernabeu por 2x1 e quebra o jejum de quatro anos sem vitórias como mandante. Antes disso, ocorreram oito jogos com cinco vitórias do Barcelona, uma do Real Madrid e dois empates.

Em 2013/2014, o Barcelona vence o Real Madrid no Estádio Santiago Bernabeu por 4x3 com um hat-trick de Lionel Messi.

Em 2013/2014, o Real Madrid vence o Barcelona no Estádio Mestalla na final da Copa do Rei por 2 a 1 com um gol magnifico do Gales Gareth Bale

Jogadores que passaram pelos dois clubes[editar | editar código-fonte]

O ano é referente àquele em que atuou pela primeira vez no rival.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Encontros disputados em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Clube J V E D
Taça dos Campeões Europeus / Liga dos Campeões Europeus
FC Barcelona 8 2 3 3
R. Madrid CF 8 3 3 2
Campeonato Espanhol
FC Barcelona 169 66 32 71
R. Madrid CF 169 71 32 66
Taça de Espanha
FC Barcelona 34 15 7 12
R. Madrid CF 34 12 7 15
Taça da Liga Espanhola
FC Barcelona 6 2 4 0
R. Madrid CF 6 0 4 2
Supertaça de Espanha
FC Barcelona 12 4 2 6
R. Madrid CF 12 6 2 4
Total
FC Barcelona 229 89 48 92
R. Madrid CF 229 92 48 89

Encontros disputados em carácter amistoso[editar | editar código-fonte]

Clube J V E D
Total
FC Barcelona 32 18 10 4
R. Madrid CF 32 4 10 18

Goleadas[editar | editar código-fonte]

Maiores goleadas do Real Madrid[editar | editar código-fonte]

  • No Santiago Bernabéu: 8 a 2 na temporada 1934/1935
  • No Santiago Bernabéu: 11 a 1 na Copa 1942/1943
  • No Santiago Bernabéu: 6 a 1 na Temporada 1949/1950
  • No Camp Nou: 6 a 2 na temporada 1950/1951
  • No Camp Nou: 9 a 0 na temporada 1951/1952
  • No Santiago Bernabéu: 7 a 1 na copa 1951/1952
  • No Camp Nou: 6 a 1 na temporada 1952/1953
  • No Camp Nou: 8 a 3 na copa 1952/1953
  • No Santiago Bernabéu: 5 a 0 na temporada 1953/1954

Maiores goleadas do Barcelona[editar | editar código-fonte]

  • No Camp Nou: 5 a 0 na temporada 1934/1935
  • No Camp Nou: 5 a 0 na temporada 1944/1945
  • No Camp Nou: 7 a 2 na temporada 1950/1951
  • No Camp Nou: 6 a 1 na Copa 1956/1957
  • No Santiago Bernabéu: 5 a 0 na temporada 1973/1974
  • No Camp Nou: 5 a 0 na temporada 1993/1994
  • No Camp Nou: 5 a 0 na temporada 2010/2011

Maior artilheiro[editar | editar código-fonte]

Maior empate[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Listagem de competições oficiais, nos âmbitos nacional e internacional, e respectivo número de títulos conquistados por FC Barcelona e Real Madrid CF.

Competições Internacionais FC Barcelona Real Madrid CF
Taça Intercontinental / Mundial de Clubes 2 3
Taça dos Campeões Europeus / Liga dos Campeões 4 10
Taça UEFA / Liga Europa - 2
Taça das Taças 4 -
Supertaça Europeia 4 2
Pequena Taça do Mundo 1 2
Total Internacional 15 19
Competições Nacionais FC Barcelona Real Madrid CF
Campeonato Espanhol 22 32
Copa do Rei 26 19
Copa da Liga Espanhola 2 1
Supertaça Espanhola 11 9
Copa Eva Duarte 4 1
Total Nacional 65 62
TOTAL GERAL 80 81

Referências

  1. The Guardian (28 de Agosto de 2002). The bitterest rivalry in world football (em Inglês).