Eulogio Martínez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eulogio Martínez
Informações pessoais
Nome completo Eulogio Martínez Ramiro
Data de nasc. 22 de outubro de 1929
Local de nasc. Assunção, Flag of Paraguay (1842-1954).svg Paraguai
Falecido em 30 de setembro de 1984 (49 anos)
Local da morte Barcelona,  Espanha
Altura 1,78 m
Destro
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1953-1956
1956-1962
1962-1964
1964-1965
1965-1966
Flag of Paraguay (1954-1988).svg Libertad
Flag of Spain (1945 - 1977).svg Barcelona
Flag of Spain (1945 - 1977).svg Elche
Flag of Spain (1945 - 1977).svg Atlético de Madrid
Flag of Spain (1945 - 1977).svg Europa

11100 (62)
390000 (7)
200000 (0)
Seleção nacional
1954-1955
1956
1959-1962
Flag of Paraguay (1954-1988).svg Paraguai
Flag of Catalonia.svg Catalunha
Flag of Spain (1945 - 1977).svg Espanha
900000 (4)
100000 (0)
800000 (6)

Eulogio Martínez Ramiro (Assunção, 11 de junho de 1935 - Barcelona, 30 de setembro de 1984) foi um futebolista paraguaio naturalizado espanhol.

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

Debutou em 1953, no tradicional Libertad. No ano seguinte, já estava na Seleção Paraguaia,[1] e, outro ano depois, faturou o campeonato paraguaio. Em 1956, foi jogar na Europa, contratado pelo Barcelona.

Na Catalunha, passou a ser mais reconhecido pelo prenome e fez sucesso: jogou seis anos no Barça, marcando 62 vezes em 111 partidas, além de faturar seis torneios oficiais: foi campeão do campeonato espanhol, da Copa do Rei (então Copa do Generalíssimo) e da Copa das Feiras duas vezes em cada um, além de passar a defender a própria Seleção Espanhola no período.[1]

Em 1962, após ter disputado a Copa do Mundo do ano pela Espanha, Eulogio foi jogar no pequeno Elche, onde ficou dois anos. Voltou a uma equipe grande em 1964, contratado pelo Atlético de Madrid. A equipe da capital faturou a Copa do Generalíssimo, mas, fora do time titular, o paraguaio regressou à Barcelona, mas como jogador do minúsculo Europa, onde aposentou-se em 1966. E na cidade onde se consagrara ele veio a falecer, em 1984.

Seleção(ões)[editar | editar código-fonte]

Martínez debutou pelo Seleçao Paraguaia em 1954, estreando contra o Brasil, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 1954. Ele acabou marcando o único gol paraguaio nos dois confrontos, ambos vencidos pelos brasileiros, que assim ficaram com a vaga no mundial. No ano seguinte, disputou o Sul-Americano pela Albirroja. Sua ida para a Europa significou o fim de suas convocações pelo Paraguai, pelo qual fez 4 gols em 9 partidas.[1]

Em 1959, após três anos destacando-se no Barcelona, fez seu primeiro jogo pela Seleção Espanhola, jogando uma série de amistosos entre aquele ano e o seguinte. Em 1962, foi lembrado na convocação para a Copa do Mundo do Chile mesmo sem ter participado das eliminatórias. Jogou apenas a partida inicial, na derrota para a Tchecoslováquia, no que foi seu último jogo pela Espanha.[1] Não jogaria mais pela Furia (pelo qual marcara 6 vezes em apenas 8 partidas) por imposição da FIFA, que determinara que aquela Copa seria a última vez que permitiria a jogadores atuarem por outro país que não o primeira pelo qual já jogara.[2]

Pelo mesmo motivo, outros participantes daquele mundial também deixaram de atuar por suas segundas seleções: da Itália, o brasileiro José João Altafini e os argentinos Humberto Maschio e Omar Sívori. Da Espanha, ele, o magiar Ferenc Puskás e outros dois sul-americanos, o argentino Alfredo Di Stéfano (que, lesionado, nem sequer pôde disputar o torneio) e o uruguaio Santamaría.[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Libertad
Barcelona
Atlético de Madrid

Referências

  1. a b c d MAMRUD, Roberto (20/08/2003). The Eulogio Martínez - International Appearances. RSSSF. Página visitada em 01/08/2011.
  2. a b GEHRINGER, Max (março de 2006). Bolas e bolinhas. Placar: A Saga da Jules Rimet, fascículo 7 - 1962 Chile. Editora Abril, pp. 22-23