Ryan Giggs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ryan Giggs
OBE
Ryan GiggsOBE
Informações pessoais
Nome completo Ryan Joseph Giggs
Data de nasc. 29 de novembro de 1973 (40 anos)
Local de nasc. Cardiff, Reino Unido
Altura 1,80 m[1]
Canhoto
Apelido Giggsy
The Welsh Wizard ("O Mago Galês")
The United Legend ("A Lenda do United")
Old Giggs ("Velho Giggs")
Informações profissionais
Site oficial Sítio oficial
Clubes de juventude
1985–1987
1987–1990
Inglaterra Manchester City
Inglaterra Manchester United
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos)
1990–2014 Inglaterra Manchester United 0962 00(168)
Seleção nacional3
1989
1989
1991
1991–2007
2012
Flag of Wales 2.svg País de Gales Sub-16
Flag of Wales 2.svg País de Gales Sub-18
Flag of Wales 2.svg País de Gales Sub-21
Flag of Wales 2.svg País de Gales
Flag of the United Kingdom.svg Grã-Bretanha
0001 0000(1)
0003 0000(0)
0001 0000(0)
0064 000(12)
0004 0000(1)
Times que treinou3
2014
2014–
Inglaterra Manchester United (interino)
Inglaterra Manchester United Assit.técnico
0004
Última atualização: 11 de maio de 2014

Ryan Joseph Giggs[1] [2] OBE[3] – nascido Ryan Joseph Wilson – (Cardiff, 29 de novembro de 1973) é um ex-futebolista galês que atuava como meia. Atualmente ocupa a função de auxiliar técnico do Manchester United.

Explosivo, mas disciplinado, Giggs foi jogador do Manchester United por mais de 20 anos, mais precisamente desde 1987, quando chegou às categorias de base do clube, e desde 1990 como profissional. É considerado o jogador mais premiado da história do futebol inglês, e um dos maiores jogadores da história do Manchester United.[4] [5] [6]

Foi revelado e se destacou pelo lendário time do United da década de 1990, permanecendo como jogador da equipe até hoje. Detém o recorde de partidas pelo clube e o registro de mais troféus conquistados por um único jogador. Desde que Giggs chegou ao clube, foram treze títulos da Premier League, quatro da FA Cup, quatro da Copa da Liga, atualmente conhecida como Carling Cup, oito da FA Community Shield e duas da UEFA Champions League, o principal torneio da Europa. Em 2008, conquistou ainda a Copa do Mundo de Clubes.[7] [8] [9]

Infância e juventude[editar | editar código-fonte]

Nascido Ryan Joseph Wilson – após o divórcio de seus pais, optou por adotar o sobrenome de solteira de sua mãe – no St. David's Hospital em Cardiff, no País de Gales. Giggs é de origem multirracial, filho de Danny Wilson, negro com origens em Serra Leoa e ex-jogador do Cardiff, clube de rugby union da cidade,[10] e de Lynne Giggs (agora Lynne Johnson), Ryan cresceu em Ely, bairro do subúrbio de Cardiff. Seu irmão mais novo, Rhodri, treina o Salford City, clube semi-profissional.[11] [12] [13]

Ele morou durante muito tempo com os pais de sua mãe e desde cedo demonstrava interesse por futebol. Em 1980, aos seis anos de idade, seu pai mudou-se de clube, indo jogar rugby league no Swinton, da Grande Manchester,[10] obrigando toda a família a se mudar para a cidade.[14] [15] Seu pai inclusive se tornaria o primeiro mulato na Seleção Galesa de Rugby League, na qual atuou cinco vezes, entre 1981 e 1984.[10]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Manchester United[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Após mudar-se para Manchester, Giggs atuou por um time amador local, o Deans FC, treinado por Dennis Schofield, que trabalhava também como olheiro para o Manchester City. Em seu primeiro jogo pelo Deans, o time foi derrotado por 9-0 mas, mesmo assim, muitas pessoas comentavam que Giggs havia sido o melhor jogador em campo naquele dia. Schofield então recomendou Giggs para o City, e ele foi contratado pelo clube.[16] Enquanto isso, continuava jogado por um clube amador, o Salford. Enquanto jogava entre os amadores, Giggs era observado por assistentes de muitos clubes, dentre eles Harold Wood, que trabalhava para o Manchester United. Wood falou pessoalmente a Alex Ferguson sobre o garoto.[17] Dias depois, Giggs jogou uma partida do Salford contra a equipe Sub-15 do United e marcou um hat-trick, com Ferguson observando da janela de seu escritório. Em 29 de novembro de 1987, data em que Giggs completava 14 anos, Ferguson foi até a casa da família junto a Joe Brown, olheiro do clube, e ofereceu a Giggs um contrato que lhe possibilitaria profissionalizar-se em três anos, convencendo Ryan e sua família a aceitá-lo. Giggs era agora jogador do United, e aos 16 anos, quando sua mãe se casou novamente, ele optou por mudar seu sobrenome. Seus pais haviam se separado há dois anos.[18] [19] [20]

O início como profissional[editar | editar código-fonte]

Giggs tornou-se profissional em 29 de novembro de 1990, data do seu aniversário de 17 anos, época em que ele foi descrito por várias meios como "a maior promessa do futebol inglês desde George Best (também revelado pelo United, na década de 1960)". Neste momento, o United tinha vencido recentemente a FA Cup da temporada 1989-90, o primeiro título desde que Alex Ferguson havia assumido o posto de treinador do clube. Depois de duas temporadas difíceis na liga, onde tinha terminado na metade da tabela, entre a 10ª e a 15ª posição, o United finalmente poderia ameaçar o domínio de Liverpool e Arsenal na temporada 1990-91.[21] [22]

Giggs fez sua estreia na Football League (atual Premier League) num jogo contra o Everton em Old Trafford, em 2 de março de 1991, substituindo o lesionado zagueiro Denis Irwin, onde o United foi derrotado por 2-0 dentro de sua casa. Em sua primeira partida completa, Giggs marcou também seu primeiro gol, na vitória por 1-0 sobre o Manchester City, seu clube nas categorias de base, no Dérbi de Manchester, realizado em 4 de maio de 1991, embora este tenha parecido um gol-contra de Colin Hendry. No entanto, em sua primeira temporada como profissional, Giggs não teve muitas chances como titular, e as esperanças de título do United acabaram frustradas, com o time terminando apenas na sexta colocação da liga.[23] [24] [25]

Giggs atuando pelo United.

A presença de Giggs no time titular tornou-se constante na temporada seguinte, 1991-92, embora ele ainda atuasse nos times de base, onde era o capitão. Nesta época, a equipe de base, conhecida como "Fergie's Fledglings ("calouros de Fergie", em alusão ao treinador Alex Ferguson), contava também com jogadores como David Beckham, Gary Neville, Phil Neville e Nicky Butt, também muito jovens à época e que depois viriam a ser protagonistas da equipe principal, assim como a Giggs. Nessa temporada, Giggs jogou na equipe que terminou como vice-campeã, atrás apenas do campeão Leeds United, no último ano da antiga Football League, que passava agora a se chamar Premier League.[26] Era o sinal de um bom avanço do United, que há muito tempo não conquistava tal colocação na liga. Giggs finalizou a temporada conquistando seu primeiro título no clube, a Rumbelows Cup (atual Carling Cup).[27] [28]

Até o início da temporada 1992-93, a primeira temporada da recém-formada Premier League, Giggs foi finalmente promovido a primeira opção para atuar no setor esquerdo do meio-de-campo ofensivo, quase como um ponta. Era o início da "era de ouro" do United, que havia revelado outros grandes jogadores como David Beckham e Gary Neville, que viriam a tornar-se protagonistas da Seleção Inglesa alguns anos depois, somando-se a chegada de Éric Cantona, um dos melhores jogadores franceses à época, marcava o início do domínio do United na liga.[29] [30] Nesta temporada, os Red Devils conquistaram seu primeiro título inglês em 26 anos, superando os bons times do Aston Villa e do Norwich City, que possuíam um investimento muito maior. Meses depois, em agosto de 1993, conquistaram ainda a FA Community Shield, após vitória sobre o Arsenal na disputa por pênaltis.[31] Giggs finalizou a temporada sendo eleito o Jogador Jovem do Ano pela PFA, o mais importante prêmio destinado a jovens jogadores na Inglaterra.[32] [33]

A "era de ouro" do United[editar | editar código-fonte]

Nos anos seguintes, as dúvidas que ainda restavam sobre o real potencial daquele time de jovens garotos foram aos poucos se sanando com muitos títulos. Giggs era um dos que mais se destacava individualmente na equipe, sendo eleito novamente o Jogador Jovem do Ano pela PFA em 1993-94, se tornando o primeiro jogador na história a conquistar este prêmio em duas temporadas consecutivas, feito igualado anos mais tarde por Robbie Fowler e Wayne Rooney. Nesta temporada, os Red Devils conquistaram novamente a Premier League, além da FA Cup e novamente a Community Shield.[34] [35]

Era, de fato, a "era de ouro" do United: com uma base de jogadores reveladas no clube, os títulos se somavam cada vez mais. A Premier League novamente veio em 1995-96 e 1996-97, além da FA Cup em 1995-96 e a Community Shield em 1996 e 1997. Alguns outros jogadores que mais tarde se tornariam ídolos do clube chegaram neste período, como Roy Keane, Teddy Sheringham, Ole Gunnar Solskjær e Dwight Yorke.[36] [37]

Mas o principal título desta "era" do United ainda estava por vir, o único que faltava para aquela geração do time. No último ano da década, a UEFA Champions League 1998-99 foi conquistada, e não poderia ter sido mais emocionante. Na final contra o Bayern Munique, os Red Devils perdiam até o final do tempo regulamentar, graças a um gol de Mario Basler. Já nos acréscimos do segundo tempo, aos 91 minutos de jogos, Sheringham empatou para os ingleses, em jogada iniciada por Giggs, fato que provavelmente levaria o jogo para a prorrogação.[38] Dois minutos depois, aos 93, após uma confusa jogada nas proximidades da pequena área, Solskjær concluiu com oportunismo para o fundo do gol de Oliver Kahn, goleiro do Bayern, tornando aquela uma das finais mais emocionantes da longa história do torneio. Foi apenas a segunda vez que o United conquistou o título europeu. A primeira havia sido há mais de 30 anos, na Taça dos Campeões Europeus de 1967-68, quando o torneio ainda tinha esse nome.[39] [40]

Naquela histórica temporada 1998-99, o Manchester United conquistou a "tríplice coroa", somando o título da Champions League ao da Premier League e da FA Cup. No final do ano, conquistou ainda a Copa Europeia/Sul-Americana de 1999, equivalente ao que é hoje a Copa do Mundo de Clubes da FIFA, vencendo o Palmeiras com um gol de Keane.[41]

Giggs durante partida do Manchester United, em 2006.

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Giggs tornou-se o jogador do elenco atuando há mais tempo no clube após a saída de Denis Irwin, em maio de 2002, e ficava cada vez mais marcado na história do United, apesar de ainda estar com 28 anos de idade. Os títulos continuaram nos anos seguintes ao da "tríplice coroa" de 1999. O Manchester United foi o campeão da Premier League em três das quatro temporadas seguintes (1999-00, 2000-01 e 2001-02), além de ter alcançado as quartas-de-final da UEFA Champions League três vezes (1999-00, 2000-01 e 2002-03) e e as semi-finais uma vez (2001-02).[42] [43]

Giggs comemorou dez anos no Manchester United com um jogo contra o Celtic, da Escócia, antes do início da temporada 2001-02. No entanto, esta foi uma das temporadas mais decepcionantes desde sua chegada ao clube. O United ficou apenas na 3ª colocação da Premier League, dez pontos atrás do campeão Arsenal, e foi eliminado na semi-final da UEFA Champions League contra o Bayer Leverkusen graças a regra do gol fora de casa. Ainda em 2002, marcou seu 100° gol na carreira num empate com o Chelsea em Stamford Bridge.[44] [45] [46]

Na temporada 2003-04, Giggs conquistou seu quarto troféu da FA Cup, em 22 de maio de 2004, fazendo dele um dos dois jogadores (o outro é Roy Keane) a ter vencido o torneio por quatro vezes enquanto jogava pelo Manchester United. Giggs também foi vice-campeão da FA Cup por três vezes (1994-95, 2004-05 e 2006-07).[47] [48] [49]

Durante a temporada 2004-05, em setembro de 2004, chegou ao seu 600° jogo pelo Manchester United, numa vitória sobre o Liverpool, fato que fez dele o terceiro jogador a chegar a esta marca em toda a história do clube, ao lado de Bobby Charlton e Bill Foulkes. No ano seguinte, foi selecionado para o Hall da Fama do Futebol Inglês, que destaca as personalidades que tiveram grande destaque no futebol inglês.[50] [51]

Na temporada 2006-07, após o empate de 1-1 entre os rivais Chelsea e Arsenal, em 6 de maio de 2007, o Manchester United se tornou o campeão da Premier League. Ao fazê-lo, Giggs estabeleceu um novo recorde de mais títulos conquistados por um único jogador em toda a história da liga, batendo o recorde anterior de oito, que ele compartilhava com Alan Hansen e Phil Neal (que venceu todos os seus títulos com o Liverpool). Nesta temporada, Giggs teve um importante papel na final da FA Community Shield de 2007, após marcar o único gol da equipe no empate em 1-1 com o Chelsea, que levou a uma disputa por pênaltis. A partir daí, quem teve o papel de protagonista foi o goleiro Edwin van der Sar, que defendeu todos as três cobranças do Chelsea, dando a vitória aos Red Devils.

Giggs durante o Dérbi de Manchester, em fevereiro de 2008. Neste jogo, o United homenageou as vítimas do desastre aéreo de Munique.

Na temporada 2007-08, prestes a completar 34 anos, Giggs passou a ser inserido no sistema de "rodízio" de titulares implantado por Alex Ferguson, após as chegadas de Nani e Anderson, além de Park Ji-Sung, que também atua neste setor. No entanto, Giggs permaneceu como a principal escolha dentre os três. Marcou o seu 100° gol pela liga numa partida contra o Derby County, em 8 de dezembro de 2007, quando o United venceu por 4-1.[52] Outras marcas foram alcançadas: em 20 de fevereiro, ele fez seu 100° jogo pela UEFA Champions League, numa partida contra o Lyon. Em 11 de maio, ele igualou o recorde de Bobby Charlton de 758 partidas pelo United. Dez dias depois, em 21 de maio, ele quebrou este recorde de Charlton, em plena final da Liga dos Campeões da UEFA de 2007-08 contra o Chelsea, após entrar no lugar de Paul Scholes aos 87 minutos de jogo.[53] Nesta partida, após o 1-1 no tempo normal, a partida foi para a prorrogação e, com a persistência do empate, para a disputa por pênaltis. Nela, o United derrotou o Chelsea, após John Terry e Nicolas Anelka desperdiçarem suas cobranças. Este foi o terceiro título do United na Champions League, e o segundo de Giggs. A temporada também teve o título da Premier League 2007-08 e da FA Community Shield.[54] [55]

Na temporada 2008-09, Giggs foi novamente importante em mais um título da Premier League, o 11° desde sua chegada ao clube, além de ter sido eleito o Jogador do Ano pela PFA, em 26 de abril de 2009.[56] [57] A premiação, muito prestigiada na Inglaterra e que ele jamais havia recebido, foi-lhe concedida como um reconhecimento para seu histórico vitorioso no campeonato. Em 29 de abril, Giggs fez o seu 800º jogo pelo Manchester United, na vitória por 1-0 sobre o Arsenal na UEFA Champions League. No entanto, os Red Devils perderam a final do torneio para o Barcelona, que também vinha de uma fantástica temporada.

Giggs durante uma partida contra o Everton, em 21 de novembro de 2009.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Às vésperas do início da temporada 2009-10, Giggs marcou o primeiro hat-trick de sua carreira num amistoso contra o Hangzhou Greentown, da China.[58] Nesta temporada, obteve mais algumas marcas: seu 150º gol pelo United, num jogo da UEFA Champions League 2009-10 contra o Wolfsburg, em 30 de setembro de 2009.[59] Seu 100º gol pela Premier League, em 28 de novembro, o último da vitória por 4-1 sobre o Portsmouth.[60] O 900° jogo de sua carreira, em 24 de abril de 2010, contra o Tottenham Hotspur.[61] Ainda neste ano, foi premiado com o BBC Sports Personality of the Year, que premia os principais esportistas do Reino Unido.[62] Dias depois, em 31 de dezembro, foi eleito o jogador da década do Manchester United.[63] Para Giggs, essa foi uma temporada de muitas marcas e prêmios. Para o United, entretanto, não foi das melhores: o clube acabou perdendo o título da Premier League para o Chelsea e foi eliminado da Champions League pelo Bayern Munique, nas quartas-de-finais. O título de "consolação" terminou sendo a Carling Cup, conquistada numa vitória por 2-1 sobre o Aston Villa.[64]

Na temporada 2010-11, Giggs chegou ao seu 600º jogo pela liga, num empate sem gols contra o Tottenham Hotspur, em 17 de janeiro de 2011. No mês seguinte, em 18 de fevereiro, renovou seu contrato até junho de 2012,[65] seguindo a política do clube de não assinar contratos muito longos com jogadores acima de 30 anos. Em 6 de março, superou mais uma marca de Bobby Charlton, desta vez a de mais jogos pela liga. Numa partida contra o Liverpool, chegou ao seu jogo de número 607, superando o recorde de 606 pertencente a Charlton.[53] Em 26 de abril, mais um recorde: na semi-final da UEFA Champions League, contra o Schalke 04, marcou o primeiro gol da vitória por 2-0, tornando-se o mais velho jogador a marcar um gol no torneio até hoje, aos 37 anos e 148 dias.[66] Em 14 de maio, após o empate em 1-1 frente ao Blackburn Rovers pela Premier League, o Manchester United sagrou-se pela 19ª vez campeão inglês,[67] superando o recorde de 18 títulos do Liverpool e se tornando o clube mais vezes campeão nacional. Este é também o 12º título nacional de Giggs, e o 33º no total.[68] [69] Em 23 de fevereiro de 2012, Giggs disputou o jogo de número 900 com a camisa dos Red Devils, contra o Ajax, no Estádio Old Trafford, válido pela Liga Europa.[70] [71] Marcou de pênalti o primeiro gol do United na vitória por 4-1 sobre o Fulham na Fa Cup em 26 de janeiro.[72] [73] Fez mais um gol contra o Everton em 10 de fevereiro, em uma vitória por 2-0 dentro de casa.[74] [75] Fez mais um gol contra o Queens Park Rangers e venceu o jogo por 2-0.[76] [77] Após ser especulado em vários clubes Giggs renovou seu contrato com o United em 1 de março de 2013, prolongando por mais um ano na equipe até 30 de junho de 2014.[78] [79] Fez 1000 jogos com a camisa do United em 2 de março, contra o Norwich City jogo em que sua equipe venceu por 4 a 0.[80] Conquistou seu 13º título inglês com o United em 22 de abril, após bater o Aston Villa por 3 a 0 com hat-trick de Van Persie.[81] [82] Na despedida de Alex Ferguson sua equipe empatou pelo placar de 5 a 5 com o West Bromwich em 19 de maio de 2013.[83] [84] No dia 02 de Outubro de 2013, Giggs quebrou o recorde de jogos na Liga dos Campeões com 144 jogos, Recorde feito no jogo contra o Shakhtar Donetsk, superando Raúl, que tinha 143 jogos.[85]

Treinador[editar | editar código-fonte]

Acumulou a função de treinador interino dos Diabos Vermelhos em 22 de abril de 2014, após a demissão de David Moyes pelas quatro últimas partidas da temporada 2013-14.[86] Também ao final da temporada anunciou sua aposentadoria como jogador e o início como membro da comissão técnica da equipe principal.[87]

Seleção Galesa[editar | editar código-fonte]

Giggs wales x brazil.JPG
Giggs GB Team.jpg
À esquerda, Giggs em um de seus últimos jogos pelo País de Gales, contra o Brasil, em 2006. À direita, seis anos depois, momentos antes de entrar em campo pela Grã-Bretanha, nas Olimpíadas de 2012. Foi na última partida do GB Team, na eliminação perante a Coreia do Sul, em jogo disputado em Gales, no Millenium Stadium de Cardiff

Apesar de uma carreira recheada de títulos e recordes pelo Manchester United, na Seleção Galesa, entretanto, Giggs não pôde obter tantas conquistas. Em 16 anos de Seleção Galesa, Giggs atuou em 63 partidas e marcou 12 gols, mas nunca disputou uma Copa do Mundo, Eurocopa ou outro torneio de expressão.[88]

Fez sua estreia pela seleção em 1991, quebrando o recorde de mais jovem jogador a atuar pelo País de Gales, marca que foi sua durante cerca de sete anos, quando foi quebrada por Ryan Green, em junho de 1998.[89] Em 2004, foi nomeado o capitão da equipe. Em 5 de setembro de 2006, jogou um amistoso contra a Seleção Brasileira, realizado no estádio de White Hart Lane.[90]

Giggs anunciou sua aposentadoria da seleção nacional em 30 de maio de 2007, numa coletiva de imprensa.[91] Seu último jogo pelo País de Gales aconteceu dias depois, durante as eliminatórias da Euro 2008, contra a República Tcheca, em 2 de junho.[92] [93] [94] [95]

Seleção Britânica[editar | editar código-fonte]

Cinco anos depois, ele voltou a defender uma seleção nacional, a da Grã-Bretanha, existente apenas para os Jogos Olímpicos, já que nestes todo o Reino Unido é representado por uma única delegação, ao contrário das competições organizadas pela FIFA.[96] Pela falta de oportunidades em competições de grande expressão por ter feito parte da fraca seleção galesa e em retribuição a todos os serviços que Giggs prestou, o Manchester United o liberou para participar das Olimpíadas de 2012, realizadas em Londres. Giggs, que manifestara interesse em participar dos Jogos, foi o único veterano liberado pelo United.[97] e um dos cinco galeses convocados pelo técnico Stuart Pearce.[96]

A recusa em cantar o hino[editar | editar código-fonte]

Na estreia das seleções britânicas masculina e feminina de futebol nos Jogos Olímpicos, atletas não-ingleses recusaram-se a cantar o God Save the Queen (Deus salve a Rainha, em inglês), o hino nacional britânico. Na equipe feminina, Kim Little e Ifeoma Dieke, ambas escocesas, foram as que não cantaram e, na equipe masculina, quem não cantou foram os galeses Ryan Giggs e Craig Bellamy. A atitude dos atletas foi muito criticada por torcedores do Reino Unido.[98]

Recordes[editar | editar código-fonte]

Durante sua carreira de mais de 20 anos no Manchester United, Giggs colecionou títulos e também obteve muitos recordes, abaixo estão listados alguns deles:

  • Jogador com mais títulos da Premier League;
  • Jogador com mais partidas na Premier League;
  • Jogador com mais assistências para gol na Premier League;
  • Jogador com mais partidas pelo Manchester United (tanto na Premier League, quanto na UEFA Champions League);
  • Único jogador a ter marcado gols em todas as edições da "nova" Premier League (até 1992, era chamada de Football League);
  • Único jogador da história do United a ter marcado gols em quinze edições diferentes da UEFA Champions League;
  • Segundo meia a marcar 100 gols na Premier League por um único clube (o primeiro foi Matt Le Tissier);
  • Um dos quatro jogadores do Manchester United a vencer duas vezes a UEFA Champions League (os outros são Paul Scholes, Gary Neville e Wes Brown);
  • Jogador mais velho a marcar um gol na UEFA Champions League, aos 37 anos e 148 dias.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Giggs casou-se com Stacey Cooke, em uma cerimônia privada em 7 de setembro de 2007. O casal possui dois filhos, ambos nascidos em Salford, na Grande Manchester: Liberty Beau (nascido em 2003) e Zachary Joseph (nascido em 2006).

Giggs também é um representante da UNICEF. Em 2002, lançou uma campanha para a prevenção da morte de crianças em países sub-desenvolvidos. Na época, visitou projectos da entidade na Tailândia.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 4 de setembro de 2013.

Clube[editar | editar código-fonte]

[99]

Clube Temporada Liga Copa Copa da
Liga
Competições
europeias
Outros¹ Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Inglaterra Manchester United
1990–91 2 1 0 0 0 0 0 0 0 0 2 1
1991–92 38 4 7 0 8 3 1 0 1 0 51 7
1992–93 41 9 2 2 2 0 1 0 0 0 46 11
1993–94 38 13 7 1 8 3 4 0 1 0 58 17
1994–95 29 1 7 1 0 0 3 2 1 0 40 4
1995–96 33 11 7 1 2 0 2 0 0 0 44 12
1996–97 26 3 3 0 0 0 7 2 1 0 37 5
1997–98 29 8 2 0 0 0 5 1 1 0 37 9
1998–99 24 3 6 2 1 0 9 5 1 0 41 10
1999–00 30 6 0 0 0 0 11 1 3 0 44 7
2000–01 31 5 2 0 0 0 11 2 1 0 45 7
2001–02 25 7 1 0 0 0 13 2 1 0 40 9
2002–03 36 8 3 2 5 0 15 4 0 0 59 14
2003–04 33 7 5 0 0 0 8 1 1 0 47 8
2004–05 32 5 4 0 1 1 6 2 1 0 44 8
2005–06 27 3 2 1 3 0 5 1 0 0 37 5
2006–07 30 4 6 0 0 0 8 2 0 0 44 6
2007–08 31 3 2 0 0 0 9 0 1 1 43 4
2008–09 28 2 2 0 4 1 11 1 2 0 47 4
2009–10 25 5 1 0 2 1 3 1 1 0 32 7
2010–11 25 2 3 1 1 0 8 1 1 0 38 4
2011–12 25 2 2 0 1 1 5 1 0 0 33 4
2012–13 22 2 4 1 1 2 5 0 0 0 32 5
2013-14 3 0 0 0 0 0 0 0 1 0 4 0
Total 663 114 74 12 39 12 150 29 19 1 945 168

¹Em outros, incluindo a FA Community Shield, UEFA Super Cup, Copa Europeia/Sul-Americana e Copa do Mundo de Clubes da FIFA.

Seleção Galesa[editar | editar código-fonte]

[100]

Ano
Jogos Gols
1991 2 0
1992 3 0
1993 6 2
1994 1 1
1995 3 0
1996 3 1
1997 3 1
1998 1 0
1999 3 1
2000 4 1
2001 4 0
2002 5 0
2003 7 1
2004 3 0
2005 6 3
2006 5 0
2007 4 1
Total 63 12

Gols marcados[editar | editar código-fonte]

# Data Local Adversário Placar Resultado Competição
1. 31 de março de 1993 Cardiff, País de Gales Flag of Belgium (civil).svg Bélgica 2–0 Vitória Elim. Copa do Mundo de 1994
2. 8 de setembro de 1993 Cardiff, País de Gales Flag of Czechoslovakia.svg Tchecoslováquia 2–2 Empate Elim. Copa do Mundo de 1994
3. 7 de setembro de 1994 Cardiff, País de Gales Flag of Albania.svg Albânia 2–0 Vitória Elim. Euro 1996
4. 2 de junho de 1996 Serravalle, San Marino Flag of San Marino.svg San Marino 0–5 Vitória Elim. Copa do Mundo de 1998
5. 11 de novembro de 1997 Bruxelas, Bélgica Flag of Belgium (civil).svg Bélgica 3–2 Derrota Elim. Copa do Mundo de 1998
6. 4 de setembro de 1999 Minsk, Bielorrúsia Flag of Belarus.svg Bielorrússia 1–2 Vitória Elim. Euro 2000
7. 29 de março de 2000 Cardiff, País de Gales Flag of Finland.svg Finlândia 1–2 Derrota Amistoso
8. 29 de março de 2003 Cardiff, País de Gales Flag of Azerbaijan.svg Azerbaijão 4–0 Vitória Elim. Euro 2004
9. 8 de outubro de 2005 Belfast, Irlanda do Norte Bandeira da Irlanda do Norte Irlanda do Norte 2–3 Vitória Elim. Copa do Mundo de 2006
10. 12 de outubro de 2005 Cardiff, País de Gales Flag of Azerbaijan.svg Azerbaijão 2–0 Vitória Elim. Copa do Mundo de 2006
11. 12 de outubro de 2005 Cardiff, País de Gales Flag of Azerbaijan.svg Azerbaijão 2–0 Vitória Elim. Copa do Mundo de 2006
21 de maio de 2006 Bilbao, Espanha Flag of the Basque Country.svg País Basco 1–0 Vitória Amistoso
12. 28 de março de 2007 Cardiff, País de Gales Flag of San Marino.svg San Marino 3–0 Vitória Elim. Euro 2008
Legenda
Amistoso não-oficial

Seleção Britânica[editar | editar código-fonte]

Ano
Jogos Gols
2012 5 1
Total 5 1

Gols marcados[editar | editar código-fonte]

# Data Local Adversário Placar Resultado Competição
1. 29 de julho de 2012 Londres, Inglaterra Flag of the United Arab Emirates.svg Emirados Árabes Unidos 3–1 Vitória Jogos Olímpicos de 2012

Títulos[editar | editar código-fonte]

Giggs com o troféu da Premier League. Em sua longa carreira pelo United, ele se acostumou a conquistá-lo: foram treze títulos.
Manchester United

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

* Prêmio entregue ao melhor jogador do Manchester United na temporada

Ordens e outros prêmios[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Nos Jogos Olímpicos de 2012, Giggs estabeleu dois recordes: o jogador mais velho a disputar o torneio olímpico de futebol e o mais velho a marcar um gol nessa competição - contra os Emirados Árabes, em 29 de julho de 2012[101]

Referências

  1. a b Perfil em PremierLeague.com. Página visitada em 9 de novembro de 2012.
  2. Perfil no site do Manchester United. Página visitada em 18 de maio de 2011.
  3. a b OBE honour for United hero Giggs (11 de dezembro de 2007).
  4. Ryan Giggs - Profile. Página visitada em 26 de Fevereiro de 2012.
  5. All Seasons - Top 50 (and ties) Premiership Leaders Total Assists. Página visitada em 7 de Dezembro de 2008.
  6. London 2012 Olympics: Ryan Giggs to captain Team GB football side. Página visitada em 8 de Julho de 2012.
  7. Ryan Giggs - CAREER HISTORY. Página visitada em 22 de Dezembro de 2011.
  8. Manchester United shrugged off injuries to Phil Jones and Ashley Young to thrash a lifeless Fulham side.. Página visitada em 21 de Dezembro de 2011.
  9. "Teams of the Century". Página visitada em 5 de Dezembro de 2007.
  10. a b c VENTURI, Cássio (11/10/2011). Filhos olímpicos de rugbiers famosos. Portal do Rugby. Página visitada em 21/03/2013.
  11. Ryan Giggs profile. Página visitada em 1 de Junho de 2011.
  12. Ryan Giggs: You must speak out on abusers. Página visitada em 30 de Abril de 2008.
  13. Adrian Morley inspired by Reds legends. Página visitada em 29 de Setembro de 2012.
  14. Could Ryan Giggs have played for England?. Página visitada em 23 de Agosto de 2010.
  15. Ferguson and Giggs, side by side at ManU. Página visitada em 27 de Maio de 2011.
  16. Steve McManaman Profile. Página visitada em 19 de Maio de 2010.
  17. It is 2 March 1991, and a chilly winter Saturday at Old Trafford.. Página visitada em 17 de Maio de 2009.
  18. Might of the midfielders. Página visitada em 3 de Março de 2008.
  19. Ryan Giggs is still smiling after surviving the bitter battles with Arsenal. Página visitada em 11 de Julho de 2001.
  20. How football became the new rock’n’roll. Página visitada em 20 de Dezembro de 2010.
  21. Ryan Giggs in a league of his own. Página visitada em 10 de Março de 2009.
  22. Milestone looming for Giggs. Página visitada em 11 de Março de 2009.
  23. Football Hall of Fame – Ryan Giggs. Página visitada em 10 de Março de 2008.
  24. Giggs: 'This can be the best United ever'. Página visitada em 13 de Setembro de 2008.
  25. Giggs: We can do the double. Página visitada em 19 de Dezembro de 2006.
  26. UEFA.com - UEFA Champions League. Página visitada em 20 de Fevereiro de 2008.
  27. Man Utd crowned world champions. Página visitada em 30 de Novembro de 1999.
  28. Giggs is underrated - Ferdinand. Página visitada em 29 de Janeiro de 2009.
  29. Ryan Giggs reaches Bobby Charlton mark. Página visitada em 12 de Maio de 2008.
  30. Report: MU 1 (6) Chelsea 1 (5). Página visitada em 26 de Janeiro de 2009.
  31. Giggs signs new Man Utd contract. Página visitada em 13 de Fevereiro de 2008.
  32. Ryan Giggs faces up to life after Old Trafford. Página visitada em 7 de Janeiro de 2009.
  33. Giggs to be offered new contract. Página visitada em 12 de Fevereiro de 2009.
  34. Ferguson backs Giggs to win award. Página visitada em 24 de Abril de 2009.
  35. Man Utd 1-0 Arsenal. Página visitada em 29 de Abril de 2009.
  36. Giggs' glee at first hat-trick. Página visitada em 26 de Abril de 2009.
  37. Saturday football as it happened. Página visitada em 12 de Setembro de 2011.
  38. Portsmouth 1 - 4 Man Utd. Página visitada em 28 de Novembro de 2008.
  39. Manchester United great Ryan Giggs to be offered 12 month contract extension and stay with club until 2011. Página visitada em 25 de Agosto de 2010.
  40. Ryan Giggs wins 2009 BBC Sports Personality award. Página visitada em 14 de Dezembro de 2007.
  41. Man Utd crowned world champions (30 de novembro de 1999).
  42. Ryan Giggs signs new deal at Manchester United. Página visitada em 18 de Dezembro de 2009.
  43. Players of the Decade: #1. Página visitada em 31 de Dezembro de 2009.
  44. Man Utd 3 - 1 Tottenham. Página visitada em 24 de Abril de 2010.
  45. At 36, Giggs Finally Scores His First Penalties. Página visitada em 29 de Fevereiro de 2009.
  46. Man Utd 3 - 0 Newcastle. Página visitada em 16 de Agosto de 2010.
  47. Ryan Giggs signs new Manchester United contract. Página visitada em 18 de Fevereiro de 2008.
  48. Barcelona 3-1 Man Utd. Página visitada em 13 de Junho de 2011.
  49. Ryan Giggs signs Manchester United contract extension. Página visitada em 10 de Fevereiro de 2012.
  50. Ryan Giggs marked his 900th appearance for Manchester United with a dramatic late winner as Sir Alex Ferguson's side closed the gap on leaders Manchester City to two points.. Página visitada em 26 de Fevereiro de 2012.
  51. Ryan Giggs marked his 900th appearance for Manchester United with a dramatic late winner as Sir Alex Ferguson's side closed the gap on leaders Manchester City to two points.. Página visitada em 26 de Fevereiro de 2012.
  52. Giggs is underrated - Ferdinand (8 de dezembro de 2007).
  53. a b Os maiores feitos de Giggs pelo United (6 de março de 2011).
  54. Ryan Giggs's 141 team-mates at Manchester United since 1991. Página visitada em 1 de Março de 2011.
  55. Manchester United great Ryan Giggs says managing will be the next best thing when he hangs up his boots. Página visitada em 19 de Outubro de 2012.
  56. a b Giggs earns prestigious PFA award (26 de abril de 2009).
  57. a b Como o vinho (27 de abril de 2009).
  58. Giggs' glee at first hat-trick (26 de julho de 2009).
  59. Man Utd 2-1 Wolfsburg (30 de setembro de 2009).
  60. Portsmouth 1-4 Man Utd (28 de novembro de 2009).
  61. Man Utd 3-1 Tottenham (24 de abril de 2010).
  62. a b Ryan Giggs wins 2009 BBC Sports Personality award (13 de dezembro de 2009).
  63. Players of the Decade: #1 (31 de dezembro de 2009).
  64. Football: Green the younger to eclipse Giggs' mark. Página visitada em 14 de Junho de 2009.
  65. Ryan Giggs signs new Manchester United contract (18 de fevereiro de 2011).
  66. Com gol contra o Schalke, Giggs se torna o mais velho a marcar na Champions (26 de abril de 2011).
  67. Manchester empata com Blackburn e garante 19º título da Premier League (14 de maio de 2011).
  68. Giggs se consagra como um dos maiores da história do futebol inglês (14 de Maio de 2011).
  69. Giggs confident Manchester United can end away-day Blues (27 de Outubro de 2012).
  70. Giggs é elogiado ao completar 900 jogos (23 de fevereiro de 2012).
  71. Manchester United x Newcastle - GLOBOESPORTE.com (26 de Dezembro de 2012).
  72. FA Cup: Nani titular, ManUnited arrasa Fulham (26 de Janeiro de 2013).
  73. Copa da Inglaterra: Chicharito brilha, United goleia o Fulham e avança (27 de Janeiro de 2013).
  74. Manchester United x Everton - PREMIER LEAGUE (10 de Fevereiro de 2013).
  75. Manchester United vence o Everton e abre 12 pontos sobre o City (11 de Fevereiro de 2013).
  76. Rafael e Giggs decretam a vitória do United sobre o QPR (23 de Fevereiro de 2013).
  77. Com gol brasileiro, Manchester United vence fora de casa (22 de Fevereiro de 2013).
  78. Ryan Giggs renova contrato com o Manchester United (1 de Março de 2013).
  79. Giggs renova com o Manchester United para 24ª temporada e mil jogos (2 de Março de 2013).
  80. Giggs atinge 1000 jogos com a camisa do United (2 de Março de 2013).
  81. Van Persie marca três e leva o Manchester United ao 20º título inglês (22 de Abril de 2013).
  82. Com show de Van Persie, United bate Aston Villa e leva 20º título com folga (23 de Abril de 2013).
  83. West Brom 5 - 5 Manchester United (19 de Maio de 2013).
  84. Em adeus de técnicos, Chelsea bate Everton e termina Inglês em terceiro (20 de Maio de 2013).
  85. # http://www.manutd.com/en/News-And-Features/Football-News/2013/Oct/ryan-giggs-on-verge-of-champions-league-appearances-record.aspx
  86. Giggs in temporary charge. Sítio oficial do Manchester United (22 de abril de 2014).
  87. Giggs announces retirement (em inglês). Sítio oficial Manchester United (19 de maio de 2014).
  88. The Welsh wizard who side-stepped the challenges of time as easily as opposition full-backs. Página visitada em 14 de Outubro de 2012.
  89. Football: Green the younger to eclipse Giggs' mark (3 de junho de 1998).
  90. Na volta de Ronaldinho, Brasil bate País de Gales (5 de setembro de 2006).
  91. Giggs anuncia aposentadoria da Seleção Galesa (30 de maio de 2007).
  92. Bullish Giggs primed for historic meeting with familiar faces. Página visitada em 6 de Outubro de 2004.
  93. Brazil's Dunga dazzled by Giggs. Página visitada em 21 de Maio de 2011.
  94. Beckham: Giggs needs more. Página visitada em 8 de Outubro de 2004.
  95. England 2-0 Wales. Página visitada em 9 de Outubro de 2004.
  96. a b Estrelada por Giggs, seleção britânica é convocada. Trivela.com. Página visitada em 3 de julho de 2012.
  97. United libera Giggs à seleção britânica para Olimpíadas. Trivela.com. Página visitada em 3 de julho de 2012.
  98. Recusa em cantar hino vira polêmica no Reino Unido. lancenet.com.br. Página visitada em 31 de julho de 2012.
  99. Football : Ryan Giggs (em inglês). FootballDatabase.eu. Página visitada em 12 de fevereiro de 2012.
  100. Player - Ryan Giggs (em inglês). National Football Teams. Página visitada em 12 de fevereiro de 2012.
  101. Olympics football: Ryan Giggs inspires GB win over UAE

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ryan Giggs