Roy Keane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roy Keane
Roy Keane cropped.jpg
Informações pessoais
Nome completo Roy Maurice Keane
Data de nasc. 10 de Agosto de 1971 (43 anos)
Local de nasc. Cork,  Irlanda
Altura 1,78 m
Informações profissionais
Clube atual Sem clube
Posição Treinador
Clubes de juventude
1979-1989 República da Irlanda Rockmount A.F.C.
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1989–1990
1990–1993
1993–2005
2005–2006
República da Irlanda Cobh Ramblers
Inglaterra Nottingham Forest
Inglaterra Manchester United
Escócia Celtic
12 (1)
114 (22)
480 (51)
10 (1)
Seleção nacional
1991-2005 República da Irlanda Irlanda 66 (9)
Times que treinou
2006–2008
2009–2011
Inglaterra Sunderland
Inglaterra Ipswich Town

Roy Maurice Keane (Cork, 10 de agosto de 1971) é um ex-jogador de futebol da Irlanda, tendo jogado em times como Manchester United, Nottingham Forest e Celtic Glasgow. Atualmente, ele é auxiliar técnico do Aston Villa.

Foi capitão do Manchester United entre 1997 e 2005 e é um dos jogadores que ganhou mais títulos na história no futebol inglês. Foi dele o gol do primeiro título mundial do Manchester, na Copa Intercontinental de 1999, contra o Palmeiras.

Todavia, era considerado por vezes violento. Em 2001, no clássico do United contra o Manchester City, realizou uma das jogadas mais sujas já vistas no futebol inglês,[1] ao entrar violentamente no capitão da equipe rival, o norueguês Alf-Inge Håland, que teve de encerrar a carreira devido às conseqüências da lesão.[1] Roy Keane afirmou depois que não estava arrependido, justificando-se como sua vingança por ter lesionado-se em choque com o mesmo Håland na temporada 1997/98.[1] Na época, este jogava no Leeds United e a lesão de Keane, recém-promovido a capitão do Manchester, fez-o perder o resto da temporada - e os Red Devils perderiam o título da Liga Premier para o Arsenal.

Foi capitão da Seleção Irlandesa, pela qual foi convocado para duas Copas do Mundo: a de 1994 e a de 2002. No mundial da Coreia e Japão, entretanto, pediu dispensa da equipe antes da competição. O Keane que comandou a Irlanda foi outro - Robbie Keane, que, ao contrário do que se possa imaginar, não tem parentesco com Roy.

Seu nome, na língua gaélica irlandesa, seria Roy Muirís O'Catháin.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Manchester United

Celtic

Bandeira de República da IrlandaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas irlandeses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. a b c "Reflexão pós-trauma", Carlos Eduardo Freitas e Ubiratan Leal, Trivela número 25, março de 2008, Trivela Comunicações, págs. 30-35

Ligações externas[editar | editar código-fonte]