Packie Bonner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Packie Bonner
Informações pessoais
Nome completo Patrick Joseph Gary Bonner
Data de nasc. 24 de Maio de 1960 (54 anos)
Local de nasc. Cloughglass,  Irlanda
Altura 1,88
Apelido El abuelo, Packie, Patt
Informações profissionais
Posição Goleiro (aposentado)
Clubes de juventude
1975 República da Irlanda Keadue Rovers
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1975-1978
1978-1995
1997-1998
1998-1999
Inglaterra Leicester City
Escócia Celtic
Escócia Kilmarnock
Inglaterra Reading
 ? (?)
483 (0)
? (?)
? (?)
Seleção nacional
1981-1996 Flag of Ireland.svg Irlanda 80 (0)
Times que treinou
{{{treinadoranos}}} {{{treinadorclubes}}} {{{treinadorjogos}}}

Patrick "Packie" Joseph Gary Bonner (Cloughglass, 24 de maio de 1960) é um ex-goleiro irlandês.

Nascido em parte do Ulster que permaneceu em território da República da Irlanda, também era conhecido como Pat Bonner, tendo provavelmente adotado também o apelido Packie para diferenciar-se de Pat Jennings, também goleiro e astro da Irlanda do Norte.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Bonner deu os primeiros passos no futebol aos 15 anos, no Keadue Rovers, um clube amador que atua na Liga Sênior Irlandesa.

17 anos de Celtic[editar | editar código-fonte]

Bonner começou nas divisões de base do Leicester City, assinando com o Celtic quando tinha 18 anos, sendo a última contratação supervisionada pelo mítico Jock Stein no clube de Glasgow. Nos Bhoyz, jogaria por 17 anos, em um total de 642 jogos, 483 deles na Liga Escocesa, que venceria quatro vezes.

Adeus ao Celtic e fim da carreira[editar | editar código-fonte]

Saiu em 1995 após vencer pela terceira vez uma Copa da Escócia, indo jogar por três anos no Kilmarnock. Saiu deste em 1998 para jogar sua última temporada, no Reading, se aposentando aos 39 anos.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Eurocopa de 1988[editar | editar código-fonte]

Packie Bonner defendia a Irlanda desde 1981, sendo um dos mais veteranos dos elencos que classificaram-se para os três primeiros torneios disputados pela Seleção Irlandesa: a Eurocopa 1988 e as Copas de 1990 e a 1994. Bonner foi o goleiro titular nas três competições. Na Euro 1988, venceram a Inglaterra, empataram com a URSS, mas acabaram sendo eliminads pela Holanda. Mesmo com a eliminação, os verdes foram recebidos com festa no país.

Copa de 1990: heroi irlandês contra os romenos[editar | editar código-fonte]

No mundial de 1990 - em que a Irlanda conseguiu a façanha de se classificar sem nenhuma vitória e tendo marcado apenas dois gols -, virou herói nacional ao defender a cobrança de pênalti do romeno Daniel Timofte nas oitavas-de-final, classificando seu país para as quartas-de-final (onde seriam eliminados pela Itália, gol de Salvatore Schillaci), logo em sua primeira Copa.

Copa de 1994: vilão contra os holandeses[editar | editar código-fonte]

Já na Copa de 1994, Bonner, após se classificar com seus companheiros de time novamente para as oitavas-de-final do torneio (vitória sobre a Itália - gol marcado por Ray Houghton -, derrota para o México e empate com a Noruega), teve a oportunidade de se vingar da derrota na Euro 1988 para os holandeses. Entretanto, o experiente goleiro virou vilão ao cometer uma das falhas mais bizarras de um goleiro em Copas ("frango", em expressão brasileira), ao espalmar para as próprias redes um chute defensável do holandês Wim Jonk. Foi o golpe fatal na carreira de Bonner na seleção, que não se classificou para a Eurocopa de 1996. Ele se despediu dos verdes nesse mesmo ano.

Novos ares[editar | editar código-fonte]

Após um tempo afastado da mídia, Bonner foi nomeado diretor técnico e treinador de goleiros pela Associação de Futebol da Irlanda. Também exerce a função de comentarista no canal irlandês TV3.