José Nasazzi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Nasazzi
{{{nome}}}
Informações pessoais
Nome completo José Yarza Nasazzi
Data de nasc. 24 de maio de 1901
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Falecido em 17 de junho de 1968 (67 anos)
Local da morte Montevidéu, Uruguai
Informações profissionais
Posição Ex-Jogador e Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1922–1932
1933–1937
Uruguai Bella Vista
Uruguai Nacional
Seleção nacional
1923–1937 Flag of Uruguay.svg Uruguai
Times que treinou
1942–1945 Flag of Uruguay.svg Uruguai

José Yarza Nasazzi (Montevidéu, 24 de maio de 1901 - Montevidéu, 17 de junho de 1968) foi um futebolista e treinador uruguaio.

Zagueiro central de grande força física, e que muitas vezes chegava a ser violento, mas que se tornou um dos mais laureados atletas da história futebolística, sendo o único juntamente com Pedro Cea , Héctor Scarone e José Leandro Andrade a ser titular em todas as conquistas da Seleção Uruguaia nos anos 1920.

Começou em pequenos quadros como Lito e Roland Moor, mas chega em 1921 ao recém fundado Bella Vista, onde cumpre uma destacada década,sendo emprestado ao poderoso Nacional numa excursão que este fez a Europa em 1925, e que pelo qual atuaria definitivamente a partir de 1932, defendendo as suas cores até o fim da carreira em 1936,ganhando os campeonatos uruguaios de 1933 e 1934. Fez em 1933 uma inesquecível parceria com Domingos da Guia na zaga dos bolsos.

Cortador de mármore na época que o futebol era amador em quase todo o mundo, Nasazzi teve reconhecimento internacional em Paris,em 1924 e em Amsterdã,em 1928, quando os uruguaios encantaram os europeus nas competições de futebol nos Jogos Olímpicos, e na já citada excursão do Nacional. Na primeira Copa do Mundo FIFA ocorrida em 1930 em Montevidéu foi uma uma vez o capitão celeste ; as supostas ameaças feitas por ele ao capitão argentino Luis Monti e a outros integrantes do time argentino entraram para o anedotário dos mundiais de futebol. Atuou 39 vezes pela Celeste Olímpica. Chegou a jogar como atacante na histórica excursão de 38 partidas que o Nacional fez na Europa, marcando em 10 ocasiões.

Como prêmio pelas conquistas com a seleção o governo uruguaio concedeu-lhe um emprego público nos cassinos estatais da municipalidade montevideana.

Seu estilo de jogo e sua liderança sobre os companheiros lhe renderam os cognomes de El Mariscal e El Terrible, dados pela imprensa de Montevidéu. Depois de findada sua trajetória desporiva foi líder sindical.É ainda lembrado com muito carinho pelos seus compatriotas.

Nasazzi foi, ainda, o treinador da Seleção Uruguaia no campeonato sul-americano (atual Copa América) de 1945.

O estádio do Club Atlético Bella Vista leva o seu nome.

À esquerda, com o trio de arbitragem e o capitão argentino Luis Monti, antes da final olímpica de 1928
Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre futebolistas uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.