Jerônimo Garcia de Santana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jerônimo Santana
Deputado federal  Rondônia
Mandato 1971-1983
Prefeito Porto VelhoPorto Velho
Mandato 1986 (Jan-Mai)
Antecessor(a) José Guedes
Sucessor(a) Tomaz Correia
Governador  Rondônia
Mandato 1987-1991
Antecessor(a) Ângelo Angelim
Sucessor(a) Osvaldo Piana
Vida
Nascimento 29 de outubro de 1934
Jataí, GO
Morte 11 de setembro de 2014 (79 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Dados pessoais
Alma mater Universidade Federal de Minas Gerais
Cônjuge Palmira dos Santos
Partido MDB, PMDB, PPR, PFL
Profissão advogado

Jerônimo Garcia de Santana (Jataí, 29 de outubro de 1934 - Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2014) foi um advogado e político brasileiro natural do estado de Goiás que milita na política rondoniense há mais de trinta anos tendo sido eleito prefeito de Porto Velho em 1985 e governador de Rondônia em 1986.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Lúcio Garcia Santana e Julieta Vilela Veloso, é advogado formado pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1963. Após militar no Movimento Revolucionário Oito de Outubro ingressou no MDB sendo eleito deputado federal em 1970, 1974 e 1978. Com a reforma partidária efetuada no governo João Figueiredo ingressou no PMDB e foi candidato a senador em 1982 sendo derrotado, porém, pela votação maciça dos nomes do PDS.[1] Eleito prefeito de Porto Velho em 15 de novembro de 1985 e empossado no primeiro dia do ano seguinte, renunciou ao cargo em maio de 1986 a fim de disputar as eleições de novembro nas quais foi eleito governador de Rondônia. Tendo cumprido integralmente o seu mandato tentou retornar à política como candidato a governador pelo PPR em 1994 e deputado federal pelo PFL em 1998, porém não obteve êxito.

Contexto político[editar | editar código-fonte]

Em 1943[2] o presidente Getúlio Vargas desmembrou partes do Amazonas e de Mato Grosso[3] para criar o Território Federal do Guaporé, renomeado Rondônia[4] em homenagem ao Marechal Cândido Rondon, pioneiro no desbravamento da região. Os governadores do território continuavam a ser nomeados por Brasília, circunstância que perdurou até mesmo quando o Governo Figueiredo elevou Rondônia ao patamar de estado,[5] situação que seria confirmada em 1982 quando os brasileiros voltaram a escolher seus governadores pelo voto direto, prerrogativa negada ao rondoniense por um casuísmo da lei.[6]

O Coronel Jorge Teixeira foi mantido no governo[7] e em sua gestão houve eleições para a escolha de três senadores, oito deputados federais e vinte e quatro deputados estaduais. Abertas as urnas o PDS conquistou as vagas em disputa para o Senado Federal, cinco cadeiras na Câmara dos Deputados e quinze assentos na Assembleia Legislativa. O PMDB por sua vez elegeu três deputados federais e nove deputados estaduais.

Em 13 de maio de 1985 o presidente José Sarney nomeou Ângelo Angelim para governar o estado e em 15 de novembro de 1986 Jerônimo Santana tornou-se o primeiro governador de Rondônia eleito pelo voto direto sendo empossado em 15 de março de 1987 para um mandato de quatro anos.

Morte[editar | editar código-fonte]

Jerônimo Santana faleceu aos 79 anos no Rio de Janeiro aos 79 anos de insuficiência respiratória.[8] Seu corpo foi velado e sepultado no Cemitério Campo da Esperança em Brasília.[9]

Referências

  1. Odacir Soares, Claudionor Roriz e Galvão Modesto.
  2. Por meio do Decreto-lei nº 5.812, de 13 de setembro de 1943,
  3. Ainda não sujeito à divisão originou o Mato Grosso do Sul.
  4. Em face da Lei 2.731 sancionada pelo presidente Juscelino Kubitschek em 17 de fevereiro de 1956.
  5. Presidência da República, Lei Complementar 41 de 22/12/1981: Governo João Figueiredo. Página visitada em 26 de janeiro de 2012.
  6. Especificamente o Art. 5º da referida lei.
  7. Foi nomeado governador do Território Federal de Rondônia em 20 de abril de 1979.
  8. Morre Jerônimo Santana, o primeiro governador de Rondônia. Página visitada em 11 de setembro de 2014.
  9. Jerônimo Santana será enterrado em Brasília na tarde desta sexta-feira, 12. Página visitada em 12 de setembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.