Journaling

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um sistema de arquivos com journaling dá permissão ao Sistema Operacional de manter um log (journal), de todas as mudanças no sistema de arquivos antes de escrever os dados no disco. Normalmente este log é um log circular alocado em uma área especial do sistema de arquivos.

Este tipo de sistema de arquivos tem a oferecer uma melhor probabilidade de não sofrer corrupção de dados no caso de o sistema travar ou faltar energia, e uma recuperação mais rápida, pois não necessita verificar todo o disco, somente aqueles que pertenciam a um log que não fora fechado devidamente.

Exemplos de sistemas de arquivos que suportam journaling, HFS+, Ext3, Ext4, JFS, JFFS, JFFS2, LogFS, NTFS, Reiser4, ReiserFS e XFS.

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Análise[editar | editar código-fonte]

Atualizar o sistema de arquivos para refletir as mudanças de arquivos e diretórios geralmente requer várias operações de escrita. Isto permite que seja possível que uma interrupção (como uma queda de força ou crash do sistema) entre as operações crie invalides nas estruturas de dado.

Por exemplo, a deletação de um arquivo em um sistema de arquivos Unix envolve dois passos:

  1. Removendo o seu registro.
  2. Marcando o espaço do arquivo e de seu inode como espaço livre no mapa de espaços livres.

Ver também[editar | editar código-fonte]