Juan Francisco Ordóñez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Juan Francisco Ordóñez González (Santo Domingo, 4 de outubro de 1961) é um guitarrista, e compositor dominicano. É considerado como um dos guitarristas mais influentes do som da guitarra de bachata, por meio da fusão de rock, blues e jazz com seu estilo musical particular.

Juan Francisco Ordóñez
Juan Francisco Ordoñez live 2009.jpg
Informação geral
Nome completo Juan Francisco Ordóñez González
Nascimento 4 de outubro de 1961 (52 anos)
Origem Santo Domingo, República Dominicana
País República Dominicana
Gênero(s) Rock, Bachata, Son, New Age, Jazz,
Instrumento(s) guitarra, guitarra acústica, guitarra midi, guitarra clássica, guitarra slide
Período em atividade 1978 – atualmente
Afiliação(ões) Luis Dias y Transporte Urbano, Victor Victor, Patricia Pereira,
Página oficial [2]

Infância e início da carreira[editar | editar código-fonte]

Ordóñez nasceu em Santo Domingo, na Republica Dominicana. Fez seus estudos preliminares e secundários na escola Colégio Dominicano de la Salle e obteve um grau na economia na Universidade Autónoma de Santo Domingo. Começou seus estudos musicais da guitarra com o professor Blas Carrasco e aprendeu a leitura musical com Sonia de Piña.

Em 1976-1977 foi membro de Convite, grupo de referência do salvamento e transformação do folclore dominicano nos anos 70.

No começo dos anos 80 funda com Luis Días el grupo Transporte Urbano, primeiro grupo en fazer autentico rock dominicano.[1] Ordóñez foi guitarra líder de T.U. por mais de 25 anos. Em 1985, Ordóñez viajou até Moscovo, onde fez diversas apresentações ao lado de Patricia Pereira e Luis Dias.

Por esse tempo, Ordóñez começou a pensar em projetos da fusão tais como OFS, trio conformado com Guy Frómeta (bateria) e Héctor Santana (baixo). Em 1986, este grupo viajou até ao Peru, onde fez concertos diversos ao lado de Sonia Silvestre, uma cantora dominicana, no "Festival de la Nueva Canción Latinoamericana".[2]

Nos anos 90 criou a "Trilogía", um trio da fusão do jazz latino, ao lado de Héctor Santana e ao percussionista Chichí Peralta[3] .

É o diretor do grupo "La Vellonera" que acompanha ao cantautor Víctor Víctor em suas apresentações.[4]

Trabalho profissional[editar | editar código-fonte]

Ordóñez desenvolveu uma carreira como o solista[5] e arreglista dos jingles comercial, de artistas particulares e de trilhas sadias das películas, como no corto Frente al mar (homónimo na história do escritora Dominican Hilma Contreras) e do Bitter Sugar de León Ichaso.[6]

Trabalhou como o guitarrista do estudo e nas apresentações para diferentes artistas e grupos da República Dominicana, Ibero-América e Espanha[7]

Participou em jam sessions com músicos de jazz como Don Chery, Charlie Haden e Paquito D'Rivera. Foi também professor de diversas gerações de guitarristas.

Discografía[editar | editar código-fonte]

  • Trilogía publicado à cassete em 1988 e reeditado como CD pela Patín Bigote Music em 2004 .[8]
  • Cabaret Azul co-produzido com Patricia Pereyra em 1989 e republicado por TEREKE[9]
  • Radio Recuerdo publicado em 2001 pela fundação de Madora[10]

Em 2005 participou como co-produtor, arranjador e guitarrista do disco a duetos Bachata entre amigos de Víctor Víctor onde participam aos cantautores Joaquín Sabina, Joan Manuel Serrat, Pedro Guerra, Silvio Rodriguez, Pablo Milanés, Fito Páez e o Victor Manuel, entre outros.[11]

Referências

  1. >{http://galipote.mx.tripod.com/luisterrordias/id1.html
  2. *Revista " Arte y Artistas " . periodico Listín Diario| 9 /4/ 1986| autor = Puello, Zoila | Pais = República Dominicana| Pagina = 14B
  3. * publicación = Ventana-Listín Diario | Pagina 6 | autor = Mena, Miguel| título = Juan Francisco Ordóñez o una buena apuesta de jazz | 10/4/ 1994 | Pais = República Dominicana
  4. Víctor Victor Explota su lado revolucionario (em español). Página visitada em 30agosto de 2008.
  5. Juan Fco. Ordóñez:Suculencias del Jazz Dominicano.
  6. Azúcar amarga (1996) - Full cast and crew
  7. Vivirá, homenaje a Juan Bosch.
  8. Concursos - Patín Bigote
  9. [1] Título ainda não informado (favor adicionar)
  10. Miguel D. Mena: Juan Francisco Ordóñez.
  11. Bachata entre Amigos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Arvelo Caamaño, Mario . La primera tierra, 1ra ediçao maio 2000. pags. 51-54 ISBN 0-615-11428-8

Ligações externas[editar | editar código-fonte]