Landsberg am Lech

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Landsberg
HauptplatzLandsbergAmLech.JPG
Brasão Mapa
Brasão de Landsberg
Landsberg está localizado em: Alemanha
Landsberg
Mapa da Alemanha, posição de Landsberg acentuada
Administração
País  Alemanha
Estado Baviera
Região administrativa Alta Baviera
Distrito Landsberg
Prefeito Ingo Lehmann
Partido no poder SPD
Estatística
Coordenadas geográficas 48° 02' N 10° 53' E48° 02' N 10° 53' E
Área 57,89 km²
Altitude 585–630 m
População 28.000 (30/11/2007)
Densidade populacional 483,68 hab./km²
Outras Informações
Placa de veículo LL
Código postal 86899
Código telefônico 08191 08246 (Ellighofen)
Endereço da prefeitura Katharinenstr. 1
Website sítio oficial
Localização de Landsberg
no distrito de Landsberg
Landsberg am Lech in LL.svg
Prisão de Landsberg, onde Adolf Hitler esteve preso e escreveu o livro Mein Kampf.

Landsberg é uma cidade da Alemanha capital no distrito de Landsberg, região administrativa de Alta Baviera, estado da Baviera. Está situada no sudoeste da Baviera, a 65 quilômetros a oeste de Munique e 35 quilômetros ao sul de Augsburgo.[1] [2]

A cidade é famosa por sua prisão, onde Adolf Hitler esteve preso em 1924 e escreveu seu livro Mein Kampf (Minha Luta), junto com Rudolf Hess. A cela ocupada por ele, de nº 7, tornou-se objeto de culto, visitada por grande número de simpatizantes do nazismo durante o seu período como Führer da Alemanha, entre 1933 e 1945.

Landsberg também é o berço da Juventude Hitlerista e foi um dos maiores campos de refugiados judeus após a II Guerra Mundial. Na prisão onde Hitler cumpriu pena, mais de 150 criminosos de guerra nazistas foram executados após 1945.

O campo de refugiados foi criado dentro de um campo de concentração militar existente em Landsberg durante a guerra, que em outubro de 1944 comportava mais de 5000 internos, a maioria deles vindos da União Soviética e dos Estados Bálticos.

O campo foi libertado em 28 de abril de 1945 por tropas do Exército dos EUA e por ordem do comandante, general Taylor, as tropas ocupantes permitiram que a imprensa mundial tivesse acesso ao local e mostrasse ao mundo as atrocidades ali cometidas aos prisioneiros; o comandante também obrigou os alemães da cidade, civis e militares, a refletir sobre os crimes cometidos e enterrarem os corpos encontrados com as próprias mãos nuas. Num episódio bastante divulgado na época, duas jovens alemãs que se retiraram do local rindo foram obrigadas a passar a noite no campo com os mortos e a assistir a seu enterro nos dias seguintes.

Após a guerra, transformado por algum tempo em campo de refugiados, tornou-se de grande influência entre a colônia judia sem-teto da Europa, divulgando sua cultura, criando escolas religiosas, imprimindo jornais e administrando organizações para divulgação das observâncias religiosas judaicas. Foi finalmente fechado em outubro de 1950.

Na TV[editar | editar código-fonte]

A dramatização da descoberta e da liberação do campo de Landsberg pode ser vista na minissérie de tv Band of Brothers, de 2003.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da Alemanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.