Luíza Curvo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Luíza Curvo
Nome completo Luíza Tuche de Almeida
Nascimento 3 de junho de 1985 (29 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade  brasileira
Ocupação Atriz
IMDb: (inglês)

Luíza Curvo (nome artístico de Luíza Tuche de Almeida,[1] Rio de Janeiro, 3 de junho de 1984 ) é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou muito cedo na televisão, aos oito anos de idade, na telenovela Sonho Meu, na Rede Globo. Em 1995 viveu a Belinha, de Cara e Coroa; deu vida a Jade Siqueira no seriado teen Malhação em 1996, no ano de 1998 viveu Glorinha na telenovela Era uma vez..., ao lado de Herson Capri, Andréa Beltrão e Drica Moraes.

Em 2001 fez a estréia no teatro, na peça Frisson, e participou do primeiro filme, Avassaladoras, ao lado de Giovanna Antonelli. Por problemas técnicos, suas cenas foram cortadas do filme, mas podem ser vistas no DVD. No mesmo ano fez Cecília em Porto dos Milagres.

Em 2002, na telenovela Sabor da Paixão, Luiza foi Kátia, uma jovem sensual e fogosa. Em 2003, foi a vez de Cássia, de Chocolate com Pimenta, que apaixonou-se por Bernardo, personagem de Kayky Brito. Em 2005, atuou como uma das protagonistas e par romântico de Danton Mello no filme Ouro Negro - A Saga do Petróleo Brasileiro, mas até hoje o filme não chegou aos cinemas, tendo previsão de estréia para meados de 2009.

Posou para revista VIP, de Portugal, em 2004; na ocasião, passava Chocolate com Pimenta por lá.

Após treze anos de Rede Globo, saiu do Rio de Janeiro, onde morava com os pais, o nutrólogo João Curvo e a homeopata Lucia Almeida, e mudou-se para São Paulo, para viver a Lívia em Cidadão Brasileiro, na Rede Record. No mesmo ano participou, ao lado de Fábio Assunção e Marília Gabriela, do filme Bellini e o Demônio.

Luiza também é formada em Cinema pela Universidade Estácio de Sá, passou uma temporada em Cuba em um curso de Construção Dramática, na "Escola Internacional de Cinema e Televisão". Além de seu diploma do curso de Cinema ela também tem formação em Direção Teatral na "Universidade Federal do Rio de Janeiro". Participou também de cursos especializantes na área de Cinema como de Roteiro, de Assistente de direção, de Moviola, Técnica de Direção e Desenho de Figurino.

É casada com o ator e diretor José Roberto Jardim; integrante do grupo de teatro "Os Fofos Encenam" de São Paulo.

Em 2009, participou das gravações do longa-metragem Uma Mulher, com Paloma Duarte e José Roberto Jardim, que atua e dirige.

Recentemente esteve no elenco da novela Máscaras na Rede Record.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel
1993 Sonho Meu Aninha
1994 A Viagem Thaís
Quatro por Quatro Renata
1995 Engraçadinha Letícia (criança)
Cara e Coroa Belinha
1996 Caso Especial
Malhação Jade Siqueira
1997 O Amor Está no Ar Tatiana
1998 Corpo Dourado Clara (criança)
Era Uma Vez Gloria Giombini
1999 Você Decide
Caso Verdade
2001 Porto dos Milagres Cecília Palmeirão
A Turma do Didi Maria / Laura
2002 Desejos de Mulher Juliette de Gog
Sabor da Paixão Kátia Reis
2003 Sitio do Picapau Amarelo Marcela
Chocolate com Pimenta Cássia Gonçalves Lima
2005 Retrato Falado Giovanna
2006 Cidadão Brasileiro Lívia Pereira
2007 Luz do Sol Priscila
2008 Chamas da Vida Michele Cavalcanti Gomes
2011 Sansão e Dalila Myra
2012 Máscaras Laís Neves
2014 Milagres de Jesus Jéssica
Conselho Tutelar Rosângela
Histórias de Verão[2] Raquel

Cinema[editar | editar código-fonte]

Longa-metragens
Ano Título Papel
2002 Avassaladoras Priscila
2007 Mundo Animal
2008 Bellini e o Demônio Clarisse
2009 Ouro Negro - A Saga do Petróleo Brasileiro Luísa
Uma Mulher
Curta-metragens
Ano Título
2002 I Love You
2003 Vivendo Shakeaspeare
Dia do Amante
2004 Estranho Inimigo
Nunca Houve uma Mulher como Gilda
2006 O Bem Aventurado
2009 O Artista da Triste Figura

Teatro[editar | editar código-fonte]

Curta-metragens
Ano Título & Autor
2000 Cenas de uma execução de Howard Baker
2001 Frisson de Marcelo Saback
2009 O Lugar do Outro de Jean-Luc Lagarce

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]