Lustre (mineralogia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Brilho ou lustre é um termo que descreve o modo como a luz é reflectida pela superfície de um mineral, ou qualquer outra superfície polida.

A reflectividade de uma substância é dada pela razão entre a quantidade de luz reflectida e a quantidade de luz incidente. Em geral, o brilho é proporcional ao índice de refracção, mas em larga medida independente da cor.

De um modo geral consideram-se três grupos principais de brilho:

  • brilho metálico: caracterizado por uma grande reflectividade da superfície (0,4 a 0,6) e por um elevado grau de absorção de luz no volume do mineral. O índice de refracção é maior ou igual a 3. Minerais opacos: metais nativos, sulfuretos e sulfossais e alguns óxidos metálicos.
  • brilho submetálico: é o brilho característico de certas espécies minerais que não reflectem a totalidade da luz incidente e em que o índice de refracção se situa entre 2,6 e 3. Exemplos: cuprite, cinábrio, hematite.
  • brilho não metálico: característico dos minerais transparentes. É subdividido em vários: