Mãe Dináh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mãe Dináh
Nome completo Benedicta Finazza[1] [2]
Nascimento 5 de dezembro de 1930[3]
São Paulo  São Paulo
Morte 2 de maio de 2014 (83 anos)[4] [5]
São Paulo
Residência São Paulo, SP
Nacionalidade  brasileira
Ocupação terapeuta holística e sensitiva (vidente)[1]
Página oficial
http://www.maedinah.com.br/

Benedicta Finazza, mais conhecida como Mãe Dináh (São Paulo, 5 de dezembro de 1930[3]São Paulo, 2 de maio de 2014) foi casada com Matheus Dottes. Era uma vidente brasileira.[1] [2] [6] [nota 1] Após adquirir fama com suas previsões na década de 90, teve uma passagem-relâmpago pela TV Gazeta e foi candidata a vereadora pela cidade de São Paulo em 1996 pelo PFL.[7] [8] Era convidada frequente de programas de variedades, como Superpop, Pânico e Mulheres, entre outros.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Nascida em São Paulo, no bairro do Paraíso,[2] [5] Benedicta era filha de pai italiano e tinha ascendência indígena por parte da mãe.[1]

Ela declarava que desde muito pequena, com seus três anos de idade já aparentava ser uma sensitiva, pois contava suas visões de fatos que iriam acontecer com seus familiares ou com amigos.

Aos sete anos previu a morte da própria avó.[1] [2] Aos treze anos, ela começou a fazer suas primeiras sessões para colegas de escola e vizinhos.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Auto-intitulada «terapeuta holística, sensitiva e intuitiva com percepção extrassensorial»,[5] a vidente possuía registro de terapeuta holística[1] pelo Sindicato dos Terapeutas Holísticos (Sinte), e era devotada à Umbanda , sua religião desde jovem.

Tornou-se nacionalmente famosa ao aparecer em público no início dos anos de 1990 revelando várias previsões e por ter sido apontada pela mídia como vidente pessoal do presidente Fernando Collor de Mello, para quem previu que «faria um ótimo governo».[5] [9] Após isso, em 1996, ela teve muita exposição em programas de televisão, supostamente por ter previsto o acidente fatal dos Mamonas Assassinas.[2] [4] [5] Também ficou conhecida por errar a previsão de Ayrton Senna, que, segundo ela, iria ganhar a corrida, mas acabou morrendo.[6] [4] Por causa do erro dessa previsão, foi estrela de um comercial da MTV, no qual ironizava seus próprios dons mediúnicos.[6] [2]

Vários programas humorísticos, como Pânico na TV, costumavam usar a imagem da Mãe Dináh em suas blagues.[2] Um deles chegou a lançar a candidatura da «mãe da Mãe Dináh».[carece de fontes?]

Em 1996 Mãe Dinah ganha um programa diário de três minutos na CNT/Gazeta, o qual era exibido pela manhã e fazia consultas e previsões.[10] A atração ficou apenas uma semana no ar, já que coincidiu com a época de sua candidatura a vereadora de São Paulo pelo Partido da Frente Liberal (PFL).[7]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Matriarca de uma pequena família, Mãe Dináh era viúva e teve uma única filha, também vidente, a qual lhe deu duas netas.[5]

Falecimento[editar | editar código-fonte]

A vidente morreu no dia 2 de maio de 2014 vítima de falência múltipla de órgãos e sistemas, além de choque séptico gastrointestinal, no hospital da Luz na Vila Mariana em São Paulo.[6] [2] O hospital, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que Mãe Dináh tinha uma doença neuromuscular chamada miastenia e, por isso, usava medicações que diminuem a imunidade e fragilizam o organismo.[1]

Na nota de falecimento do Hospital da Luz se lia:

«O Hospital da Luz informa que a Sra. Benedicta Finazzi (conhecida como Mãe Dinah), de 83 anos, faleceu na madrugada deste sábado (3 maio). A paciente, que deu entrada no Pronto-Socorro no último dia 30 e foi imediatamente internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), era portadora de miastenia grave, doença neuromuscular, e por este motivo usava medicações imunossupressoras, que diminuem a imunidade e fragilizam o organismo. Em função desse quadro de saúde delicado, desenvolveu problemas no trato urinário e gastrointestinal e, apesar de todos os esforços médicos empreendidos, o quadro evoluiu para falência múltipla dos órgãos. O hospital se solidariza com familiares e amigos da Sra Benedicta Finazzi.»[1]

O corpo da vidente foi enterrado no dia 3 de maio de 2014 no cemitério da Paz no Morumbi, São Paulo.[1] [2] [4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. A grafia gramaticalmente correta seria «Diná», cuja variante «Dinah» é bastante empregada na numerologia. Entretanto, na página de internet da vidente seu nome grafa-se «Dináh».

Referências

  1. a b c d e f g h i j Da redação (03/05/2014). Mãe Dináh morre em São Paulo G1 – São Paulo. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  2. a b c d e f g h i Da redação (3 de maio de 2014). Morre Mãe Dináh em São Paulo R7 – Famosos e tv. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  3. a b Benedicta Finazza.
  4. a b c d Da redação (3 de maio de 2014). Vidente Mãe Dináh morre em São Paulo Ilustrada, Folha de S. Paulo. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  5. a b c d e f Da redação (3 de maio de 2014). Mãe Dinah morre aos 83 anos em São Paulo Veja São Paulo. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  6. a b c d Da redação (3 de maio de 2014). Mãe Dináh morre aos 83 anos em São Paulo Último Segundo, iG. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  7. a b Mariana Scalzo (15 de setembro de 1996). Eleição carioca separa Dedé de Didi TV Folha, Folha de S.Paulo. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  8. Da redação (29 de setembro de 1996). Rainha do Apocalipse Brasil, Folha de S.Paulo. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  9. Da redação (3 de maio de 2014). Vidente de Collor, Mãe Dináh morre aos 83 anos em SP Revista Criativa. Página visitada em 3 de maio de 2014.
  10. Da redação (27 de julho de 1996). Clipe Ilustrada, Folha de S.Paulo. Página visitada em 3 de maio de 2014.

11. GAZETA DO POVO. Vidente mãe Dináh morre em São Paulo. Gazeta do Povo. 2014. Disponível em: <http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?id=1466209&tit=&tit=Vidente-Mae-Dinah-morre-em-Sao-Paulo>. Acesso em: 03 mai. 2014.