Mamadou Sakho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mamadou Sakho
Sakho.JPG
Informações pessoais
Nome completo Mamadou Sakho
Data de nasc. 13 de Fevereiro de 1990 (24 anos)
Local de nasc. Paris,  França
Altura 1,87 m[1]
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Liverpool
Número 17
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
1996–2002
2002–2007
França Paris
França Paris Saint-Germain
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2007–2013
2013–
França Paris Saint-Germain
Inglaterra Liverpool
0201 0000(7)
0019 0000(1)
Seleção nacional3
2006
2006–2007
2007–2008
2008
2008–2010
2010–
Bandeira da França França Sub-16
Bandeira da França França Sub-17
Bandeira da França França Sub-18
Bandeira da França França Sub-19
Bandeira da França França Sub-21
Bandeira da França França
0007 0000(1)
0005 0000(0)
0003 0000(0)
0004 0000(0)
0015 0000(1)
0023 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de maio de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 4 de julho de 2014.

Mamadou Sakho (Paris, 13 de fevereiro de 1990) é um futebolista francês que atua como zagueiro. Atualmente, joga pelo Liverpool. Sakho frequentou todas as seleções de base francesa e foi capitão de todas as equipes de base do Paris Saint-Germain. Ele foi o jogador mais jovem a atuar em uma partida pela Ligue 1 como capitão. É apontado por muitos na França como sucessor de Lilian Thuram.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sua Infância e sua estréia[editar | editar código-fonte]

Nascido no 18° distrito de Paris, descendente de senegaleses, foi criado na capital francesa com seus sete irmãos e irmãs.

Aos 8 anos, Mamadou entrou para o seu primeiro clube: Paris. Logo se tornou alvo dos dirigentes do Paris Saint-Germain, ingressando no clube em 2002, aos 12 anos.

Apesar de seu talento notável, a adaptação no Paris Saint-Germain foi complicada. Sabendo de sua qualidade, seu treinador (Christian Mas) fez de tudo para mantê-lo no clube. Essa aposta que o treinador fez foi muito bem sucedida, pois, no final daquele ano, Sakho torna-se uma figura importante no clube, sendo considerado um líder do grupo, servindo de exemplo dentro e fora do campo para seus companheiros, tornando-se capitão e jogador de confiança de seu treinador.

No total, Sakho passou quase seis anos no centro de treinamento do Paris Saint-Germain (Camp des Loges). Ao completar 16 anos, teve suas primeiras convocações para o time profissional, estando no banco durante alguns jogos durante o campeonato francês, no entanto, nunca tinha entrado em campo. No dia 14 de fevereiro, em Atenas,um dia após ter completado 17 anos, o então treinador do Paris Saint-Germain, Paul Le Guen, deu a primeira oportunidade de Sakho jogar profissionalmente. Sua estréia foi contra o AEK Atenas, pela fase dezesseis-avos de final da Taça UEFA, sendo sua unica aparição no time profissional na temporada 2006/07.

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de junho de 2007, ele assinou um contrato como profissional para três anos com o Paris Saint-Germain. Na época com 17 anos, recebeu a camisa 3 do clube francês. Sua primeira partida na temporada 2007/08 foi na vitória do Paris Saint-Germain por 3-0 sobre o Lorient, pela Copa da Liga Francesa, no dia 26 de setembro de 2007. Sua primeira partida pela Ligue 1 ocorreu no dia 26 de outubro de 2007, em um empate sem gols contra o Valenciennes. Nesse jogo, ele recebeu a braçadeira de capitão do técnico Paul Le Guen, tornando-se o capitão mais novo do clube e da Ligue 1 na história, com 17 anos e 8 meses[2] . Essa decisão não foi muito aceita pela mídia. Na partida seguinte, ele foi novamente capitão, na derrota do seu clube por 3-2 para o Lyon. Durante um jogo contra o Nancy, ele sofre uma contusão, retirando-o dos gramados por dois meses. Ele retorna ao time no empate contra o AS Monaco (1-1), no dia 23 de fevereiro de 2008. Em 28 de março de 2008, Sakho ganha seu primeiro troféu como profissional, a Copa da Liga Francesa, em uma final disputada contra o RC Lens[3] , tendo uma vitória pelo placar de 2-1. No total, na temporada 2007/2008, Sakho esteve presente em 16 partidas.

Durante a temporada seguinte (2008/09), Sakho esteve presente em 34 partidas, contribuindo assim para que o Paris Saint-Germain alcançasse a semi-final na Taça da Liga e as quartas-de-final da Taça UEFA. No dia 30 de janeiro de 2009, o Paris Saint-Germain oferece a Sakho uma extensão no seu contrato, prolongando ele até junho de 2012, pondo fim a rumores de que ele sairia do clube. Duas semanas depois, no dia 14 de fevereiro, Mamadou marcou seu primeiro gol pela equipe profissional em um jogo pelo campeonato contra o AS Saint-Étienne. Apesar do esforço de Sakho, o clube de Paris acabou o campeonato na 6ª posição, depois de muito tempo disputando a ponta do campeonato.

A temporada 2009/10 é a temporada de consagração para Sakho, formando uma defesa segura e regular (ao lado de Zoumana Camara ou Sammy Traoré), participando de 32 jogos. No meio dessa temporada, Sakho se envolveu em uma polêmica, agredindo (com um tapa) um jornalista do jornal "Le Parisien". Uma reposta ao jornalista, que havia feito um artigo contando que Sakho havia ido a uma boate na noite anterior a um jogo contra o Lorient. Algumas semanas depois, Sakho pediu desculpas ao jornalista por telefone. Ao fim da temporada, mais uma vez o desempenho do Paris Saint-Germain foi decepcionante, terminando em 13° lugar no campeonato. O clube acabou salvando a temporada, mesmo com a péssima atuação no Campeonato Francês, com a conquista da Copa da França sobre o Monaco, graças ao gol de Guillaume Hoarau aos 105 minutos de partida. Sakho ganhou, assim, o segundo troféu importante pelo Paris Saint-Germain em sua carreira.

Liverpool[editar | editar código-fonte]

Sakho com a camisa do Liverpool em 2014.

Acertou com o Liverpool, por 18 milhões de libras (R$ 66,8 milhões).[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Paris Saint-Germain

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de FrançaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas franceses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.