Margarida de Parma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Margarida de Parma
Duquesa Consorte de Florença
Reinado 18 de janeiro de 15366 de janeiro de 1537
Sucessor Eleonora de Toledo
Duquesa Consorte de Parma
Reinado 10 de setembro de 154718 de janeiro de 1586
Predecessor Gerolama Orsini
Sucessor Margarida Aldobrandini
Duquesa Consorte de Piacenza
Reinado 155618 de janeiro de 1586
Cônjuge Alessandro, Duque de Florença
Otávio, Duque de Parma
Descendência
Carlos Farnese
Alexandre, Duque de Parma e Placência
Casa Casa de Habsburgo
Casa de Médici
Casa de Farnese
Pai Carlos V, Imperador do Sacro Império Romano-Germânico
Mãe Joana Maria de Gheynst
Nascimento 28 de Dezembro de 1522
Oudenaarde, Flandres Oriental, Bélgica
Morte 18 de janeiro de 1586 (63 anos)
Ortona, Abruzos, Itália

Margarida de Parma (Oudenaarde, 28 de Dezembro de 1522 - Ortona, 18 de janeiro de 1586 ) foi filha ilegítima de Carlos V, Imperador do Sacro Império Romano-Germânico. Foi Duquesa Consorte de Parma e regente dos Países Baixos de 1559 a 1567.[1]

Margarida nasceu de uma relação entre Carlos V e uma mulher flamenga de Oudenarde, Margarida ou Joana (von Ghent, van der Gheyst, van den Gheynst?), antes do seu casamento com a princesa Isabel de Portugal. Apesar da origem ilegítima, Margarida recebeu uma educação real no Palácio em Bruxelas, tutelada pela tias Margarida de Habsburgo e Maria de Habsburgo.

Com apenas sete anos, foi acordado o seu casamento com Alexandre de Médici, Duque de Florença. A união nunca foi consumada devido ao assassinato do noivo em 1537. Em 1538, casou com Octávio Farnésio, Duque de Parma, neto do Papa Paulo III. O casamento resultou em dois filhos gémeos: um morreu novo, o outro foi Alexandre Farnésio, Duque de Parma (1545-1592).

Em 1559, o meio-irmão Filipe II de Espanha nomeou-a regente dos Países Baixos, com sede em Bruxelas. Margarida foi uma governante competente, mas as suas políticas, nomeadamente a instituição da Inquisição na zona, tornaram-na muito impopular. O descontentamento virou rebelião, financiada por Guilherme I, Príncipe de Orange, e a situação piorou bastante nos últimos anos do governo de Margarida.

Em 1567, Filipe II substituiu Margarida por Fernando Álvarez de Toledo y Pimentel, Duque de Alba, um general mais capacitado para lidar com os rebeldes. Em vez de melhorar, a chegada de Alba só piorou as relações de Espanha com os locais e a guerra dos oitenta anos estalou no ano seguinte.

Após o período de regência, Margarida retirou para Itália, onde morreu em 1586.

Referências

  1. Margaretha van Parma (1522-1586) Historici.nl. Visitado em 17 de novembro de 2013.
Precedido por
Emanuel Felisberto de Saboia
Duque de Saboia
Flag of the Low Countries.svg
Governador dos Países Baixos

1559 - 1567
Sucedido por
Fernando Álvarez de Toledo y Pimentel
Duque de Alba
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Margarida de Parma
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.