Masterização de áudio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Masterização é uma forma de pós-produção de áudio, sendo o processo de preparar e transferir o áudio gravado de uma fonte contendo a mistura final para um dispositivo de armazenamento chamado master, a fonte a partir da qual todas as cópias serão produzidas, através de métodos como prensagem, duplicação e replicação. O formato de escolha atualmente é o digital, embora masters analógicos, como fitas, ainda sejam usados na indústria e haja alguns engenheiros que se especializam em masterização analógica.

O estúdio[editar | editar código-fonte]

Um estúdio de masterização de áudio difere completamente de um estúdio de gravação. O equipamento de masterização consiste de grandes consoles e dispositivos de monitoramento, ao contrário do estúdio de gravação que se preocupa mais com as propriedades acústicas da sala. A arrumação do equipamento dentro do estúdio é importante, uma vez que o engenheiro de masterização terá que ouvir cada detalhe de cada faixa.

É prática comum se trabalhar com um engenheiro de masterização em separado do processo de mixagem, o que dá ao artista a possibilidade de mais uma opinião criativa. A masterização permite a reprodução da gravação em todos os tipos de mídias possíveis. A masterização testa o produto final em vários equipamentos como CD players, DVD players, som automotivo, equipamento com ênfase nos graves, e se avalia também a performance das frequências de médios, graves e agudos. Caso ocorra a identificação de algum problema ou perda de qualidade nas frequências, o trabalho volta à mixagem para as devidas correções.

Ícone de esboço Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.