Modelo de Cournot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal
A Wikipédia possui o
Portal da economia.

O Modelo de Cournot ou Competição de Cournot é um modelo econômico utilizado para descrever uma estrutura de indústria em que as empresas competem de acordo com a quantidade produzida pelos seus concorrentes, existindo uma grande interdependência nas decisões dos agentes. O modelo foi desenvolvido por Antoine Augustin Cournot (1801-1877) ao observar da concorrência em um mercado em duopólio.1

o modelo tem as seguintes características:

  • Há mais de uma empresa e todas as empresas produzem produtos homogêneos, ou seja, não há uma diferenciação do produto;
  • As empresas não cooperam, ou seja, não há conluio;
  • As empresas têm poder de mercado , ou seja, a decisão de cada empresa afeta o preço de saída do produto;
  • O número de empresas é fixo;
  • As empresas competem em suas quantidades e escolhem quantidades simultaneamente;
  • As empresas são economicamente racionais e agem estrategicamente, procurando maximizar seu lucro dado decisões dos seus concorrentes.

Um pressuposto essencial deste modelo é o "não conjectura", e cada empresa tem como objetivo maximizar os seus lucros, com base na expectativa de que a sua decisão própria não terá nenhum efeito sobre as decisões de seus rivais. Todas as empresas sabem, o número total de concorrentes no mercado, e tomam os preços e quantidades destas concorrentes como dado. Cada empresa tem uma função de custo e as funções de custo são tratadas como conhecimento comum a todas as concorrentes. As funções de custo podem ser as mesmas ou bem diferentes entre as empresas. O preço de mercado é fixado em um nível tal que a demanda se iguala à quantidade total produzida por todas as empresas. Cada empresa tem a quantidade definida pelos seus concorrentes como algo dado, e avaliam a sua demanda residual se comportando como se estivessem em um monopólio.2

O modelo graficamente[editar | editar código-fonte]

Economics cournot diag1 svg.svg

Análise gráfica de um modelo com duas empresas com custo marginal constante:

p_1 = preço da empresa 1, p_2 = preço da empresa 2
q_1 = quantidade da empresa 1, q_2 = quantidade da empresa 2
c = Custo marginal, idêntico para as duas empresas

O equilibrio dos preços será:

p_1 = p_2 = P(q_1+q_2)

Isto implica que o lucro de uma empresa é dado por \Pi_1 = q_1(P(q_1+q_2)-c)

Referências

  1. Varian, Hal R. (2006) (7 ed.), W. W. Norton & Company, p. 490, ISBN 0-393-92702-4 
  2. ETRO, Federico. Simple models of competition, página 6, Dept. of Political Economics -- Università di Milano-Bicocca, Novembro de 2006

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.