Muqaddimah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Muqaddimah (árabe: مقدّمة ابن خلدون, berbere: Tazwarit n Ibn Xeldun, que significa "Introdução à história universal"), também conhecido como o Muqaddimah de Ibn Khaldun ou Prolegomena (grego: Προλεγόμενα), é um livro escrito pelo historiador norte-africano Ibn khaldun em 1377, registando uma visão da época da história universal. Alguns pensadores modernos consideram-na como sendo a primeira obra a tratar da filosofia da história 1 , das ciências sociais 2 , de Sociologia 1 3 4 5 , demografia3 , historiografia 4 6 , história cultural7 8 e economia.9 10 O Muqaddimah também trata sobre teologia islâmica, teoria política e das ciências naturais da biologia e da química. Ibn Khaldun escreveu a obra em 1377 como o prefácio ou primeiro livro de sua planeada história do mundo, kitab al-ibar (lit. Livro de conselhos), mas já durante a sua vida tornoufoi considerado como um trabalho independente.

Referências

  1. a b Dr. S. W. Akhtar (1997). "The Islamic Concept of Knowledge", Al-Tawhid: A Quarterly Journal of Islamic Thought & Culture 12 (3).
  2. Akbar Ahmed (2002). "Ibn Khaldun’s Understanding of Civilizations and the Dilemmas of Islam and the West Today", Middle East Journal 56 (1), p. 25.
  3. a b H. Mowlana (2001). "Information in the Arab World", Cooperation South Journal 1.
  4. a b Warren E. Gates (July–September 1967), "The Spread of Ibn Khaldun's Ideas on Climate and Culture", Journal of the History of Ideas (University of Pennsylvania Press) 28 (3): 415–422 [415], doi:10.2307/2708627, http://www.jstor.org/stable/2708627, visitado em 25/03/2010 
  5. Alatas, S. H. (2006), "The Autonomous, the Universal and the Future of Sociology", Current Sociology 54: 7–23 [15], doi:10.1177/0011392106058831 
  6. Salahuddin Ahmed (1999). A Dictionary of Muslim Names. C. Hurst & Co. Publishers. ISBN 1850653569.
  7. Mohamad Abdalla (Summer 2007. "Ibn Khaldun on the Fate of Islamic Science after the 11th Century", Islam & Science 5 (1), p. 61-70.
  8. Warren E. Gates (July–September 1967), "The Spread of Ibn Khaldun's Ideas on Climate and Culture", Journal of the History of Ideas (University of Pennsylvania Press) 28 (3): 415–422 [416], doi:10.2307/2708627, http://www.jstor.org/stable/2708627, visitado em 25/03/2010 
  9. I. M. Oweiss (1988), "Ibn Khaldun, the Father of Economics", Arab Civilization: Challenges and Responses, New York University Press, ISBN 0887066984.
  10. Jean David C. Boulakia (1971), "Ibn Khaldun: A Fourteenth-Century Economist", The Journal of Political Economy 79 (5): 1105–1118.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.