Oferta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Portal
A Wikipédia possui o
Portal da economia.


Curva da Oferta (S) e Curva da Procura (D1 e D2)

Em um sentido amplo, oferta é uma denominação genérica para indicar o que é disponibilizado ao mercado, independente da sua natureza, sendo utilizada para substituir a expressão "produto" ou "serviço" e também englobar os outros elementos que são objeto das ações de marketing.

Define-se também como a quantidade de bens que os vendedores estão dispostos a comercializar em variados níveis de preço. De acordo com esta lei, toda a vez que o preço aumenta, a quantidade ofertada aumenta; e toda a vez que o preço diminui, a quantidade ofertada também diminui.

Como parâmetro para o estabelecimento dos preços dos produtos pelo mercado, a oferta possui um peso inversamente proporcional (quanto maior a oferta, menor o preço). A oferta é influenciada diretamente pela demanda do produto.

Num sentido popular, oferta indica uma condição de venda especial (promoção de vendas) na qual o valor percebido pelo cliente é maximizado.


Curva da oferta[editar | editar código-fonte]

É a relação entre o preço de um bem e a quantidade desse bem que os produtores estão dispostos a produzir e a vender, mantendo todo o resto constante.

A curva da oferta quando representada em gráfico tem inclinação positiva, já que quanto maior for o preço do bem mais quantidade desse bem as empresas estão dispostas a produzir.

Função oferta[editar | editar código-fonte]

A função oferta é a relação existente entre a oferta de um bem ou serviço e os vários factores determinantes da oferta desse mesmo bem ou serviço, em equação:

Q = a1PX -a2PS +a3PC -a4W -a5PI +a6TEC +a7FE


Sendo que:

Q é a quantidade oferecida..


Ponderadores

a1, a2, a3, a4, a5, a6, a7, são as ponderações dos diversos determinantes da oferta, chama-se à atenção para o facto dos sinais (+/-) dos ponderadores, que indicam o efeito positivo (+), ou negativo (-), na oferta.

Determinantes:

PX é o preço do bem (+). PS é o preço de bens substitutos na produção (-). PC é o preço de bens complementares na produção (+). W é o preço do factor de produção trabalho, os salários (-). PI é o preço do factor de produção matérias-primas (-). TEC corresponde a alterações de tecnologia (+). FE são os factores específicos de cada bem, que afectem a sua produção.


Referências[editar | editar código-fonte]

Função oferta

Economia aplicada para gestores, cadernos IESF, de Álvaro Almeida


Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.