Norberto Fontana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Norberto Fontana
Nome completo Norberto Egdardo Fontana
Nacionalidade    Argentina Argentino
Data de nascimento 20 de Janeiro de 1975 (39 anos)
Registros na Fórmula 1
Anos 1997
Times Sauber
Campeonatos 0 (23º em 1997)
Pontos 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP França GP da França, 1997
Último GP GP da Europa, 1997
GPs Poles Pódios Vitórias
4 0 0 0
Registros na CART/Champ Car
Anos 2000
Times 1 (Della Penna)
Voltas mais rápidas 0
Primeira corrida GP de Miami, 2000
Última corrida GP de Toronto, 2000
GPs Poles Pódios Vitórias
10 (9 largadas) 0 0 0
Outros campeonatos
1996, 1999, 2001
1993
1995
2002
2006
2010
Fórmula 3000
F-Ford Suíça
F-3 Alemã
TC-2000
Turismo Carretera
TC-2000

Norberto Edgardo Fontana (Arrecifes, 20 de janeiro de 1975) é um automobilista argentino.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira de Fontana iniciou, como de costume, no kart, ganhando seu primeiro título aos 8 anos. Migrou aos monopostos em 1993, quando guiou na Fórmula Ford suíça. Ainda pilotou na Fórmula 3 alemã, no TC-2000 e na Turismo Carretera.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Fontana disputou quatro provas da Fórmula 1 pela equipe Sauber, todas em 1997. Mas aquele não foi o primeiro contato dele com um carro da categoria; em 1994, aos 19 anos, testou um carro da mesma Sauber, e chegou a ser sondado para substituir o austríaco Karl Wendlinger - fora da temporada após grava acidente em Mônaco - , mas acabou não sendo lembrado em nenhum momento, em virtude desua pouca experiência em monopostos - estreara apenas em 1993.

Sua carreira na F-1 foi conturbada, pois não completou nenhuma corrida na zona de pontos. Ainda foi alvo de uma polêmica no GP da Europa, realizado no circuito de Jerez de la Frontera. Segundo entrevista ao jornal argentino "Olé", Fontana recebeu ordens do diretor da Ferrari, Jean Todt, de bloquear a passagem do rival canadense Jacques Villeneuve[1] [2] [3] [4] [5] . Sua equipe competia com motores Ferrari naquela época. O argentino abriu passagem para Schumacher e acabou bloqueando Villeneuve. Fontana, entre outras coisas, disse:

Tocou-me a mim. Tapei-o durante três ou quatro curvas, prejudicando-me. Nem Schumacher, nem Todt, me agradeceram. [1]

Depois da fugaz participação em 1997, Fontana nunca mais foi lembrado por nenhuma equipe para disputar outras provas da F-1.

CART[editar | editar código-fonte]

Três anos depois de sua curta carreira na F-1, Fontana foi contratado pela equipe Della Penna para suceder o norte-americano Richie Hearn para disputar a temporada 2000 da Fórmula CART. Não foi bem-sucedido em sua aventura na categoria, tendo disputado dez provas (falhou a classificação para o GP de Motegi), e marcando apenas dois pontos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]