Orquestra Sinfônica de Barcelona e Nacional da Catalunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Orquestra Sinfônica de Barcelona e Nacional da Catalunha (em catalão: Orquestra Simfònica de Barcelona i Nacional de Catalunya), também muito conhecida pelo seu acrônimo OBC, é a orquestra sinfônica mais importante da Catalunha e uma das mais importantes da Península Ibérica. A Orquestra tem o compromisso de divulgar a música clássica e contemporânea de todas as culturas e tendências, dando prioridade para os compositores catalães.

Fachada do Auditori, sede da OBC

História[editar | editar código-fonte]

A Orquestra foi fundada no ano de 1944, sobre a direção do maestro Eduard Toldrà, como "Orquestra Municipal de Barcelona". Em 1967 a Orquestra passa a se denominar "Orquestra Cidade de Barcelona", nome que permaneceu até 1994, quando se integrou ao Consórcio do Auditório e a Orquestra formada pelo Ajuntament e Generalitat, e passou a se chamar "Orquestra Sinfônica de Barcelona e Nacional da Catalunha". Desde 1999, tem como sede o Auditório de Barcelona, obra do arquiteto Rafael Moneo.

A partir da temporada 2006-2007 o novo diretor titular é Eiji Oue, sendo os mestres Franz-Paul Decker e Ernest Martínez Izquierdo os principais diretores convidados e Christian Zacharias o diretor do Festival Mozart.

Trajetória[editar | editar código-fonte]

Nos mais de 60 anos de existência, a Orquestra já programou numerosas estréias, e realizou diversos registros discográficos com a EMI, Auvidis, Koch, Claves, Naxos, Telarc e BIS, entre outras, com obras de Montsalvatge, Gerhard, Falla, D’Albert, Albéniz, Donhány, Bartók, Bizet e com intérpretes destacados do panorama internacional.

Diretores titulares[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]