Osório (Rio Grande do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Osório
"Osório, terra dos bons ventos / Capital das lagoas"
Vista aérea da cidade

Vista aérea da cidade
Bandeira de Osório
Brasão de Osório
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 16 de dezembro
Fundação 1857 (157 anos)
Gentílico osoriense
Lema Glória e prosperidade
Prefeito(a) Eduardo Abrahão (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Osório
Localização de Osório no Rio Grande do Sul
Osório está localizado em: Brasil
Osório
Localização de Osório no Brasil
29° 53' 13" S 50° 16' 12" O29° 53' 13" S 50° 16' 12" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre IBGE/2008 [1]
Microrregião Osório IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Imbé, Tramandaí, Cidreira, Capivari do Sul, Santo Antônio da Patrulha, Caraá, Maquiné, Xangri-lá
Distância até a capital 95 km
Características geográficas
Área 663,267 km² [2]
População 40 941 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 61,73 hab./km²
Altitude 16 m
Clima subtropical úmido Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,839 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 612,183,006 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 14,701,21 IBGE/2009[5]
Página oficial

Osório (antiga Conceição do Arroio) é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

Osório localiza-se em região de extrema importância histórica, considerando-se os primeiros tempos de proteção e colonização das terras extremas do território. No final do século XVII, a faixa litorânea tornou-se conhecida pelos paulistas e lagunenses que vinham em busca de gado. Também era o modo de chegar ao ponto das invasões castelhanas. O caminho ficou conhecido como Estrada da Laguna.

Em 16 de dezembro de 1857, o município de Osório emancipou-se de Santo Antônio da Patrulha, levando consigo uma vasta área, de Palmares do Sul a Torres. O colonizador e o imigrante alemão ou italiano foram se instalando nas redondezas de Conceição do Arroio.

Em 1934, sem consulta popular, Conceição do Arroio passa a chamar-se Osório, por ordem do interventor federal José Antônio Flores da Cunha, como forma de homenagear o marechal Manuel Luís Osório, patrono da Cavalaria nacional, ali nascido.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º53'12" sul e a uma longitude 50º16'11" oeste, estando a uma altitude de 16 metros. Possui uma área de 671,25 km².

Sua população era de 36.131 habitantes em 2000, segundo o IBGE. É o município mais importante do litoral norte do Rio Grande do Sul, sendo um grande pólo para a planície costeira gaúcha em diversas categorias.

É conhecido como "Cidade das Lagoas", por ter uma rede de 29 lagoas, muitas delas interligadas, e "Cidade dos Bons Ventos", devido aos grandes ventos desta região.

Economia[editar | editar código-fonte]

Historicamente, no período de 1921 a 1960, a exploração das vias navegáveis de Osório a Torres transformou-se em um meio de comunicação e transporte de Osório-Torres, e foi importante para o desenvolvimento econômico, cultural e educacional, não só para o município de Osório como para todo o litoral norte.

Em razão dos ventos, em Osório foi construída em 2007 a segunda maior usina eólica do mundo, o Parque Eólico de Osório, atrás apenas dos Estados Unidos, e a maior da América Latina. No Brasil hoje é produzido pouco mais de 28 MW de energia eólica, em Osório são mais de 150 MW. Em complemento a isso, como destaque turístico, a sede do Aeroclube de Planadores Albatroz.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Praias

Com seus dois balneários, Atlântida Sul e Mariápolis, é passagem para quem se dirige às demais cidades do litoral gaúcho.

Lagoas

Osório possui uma rede de lagoas interligadas, navegável até Torres. É um dos maiores complexos lagunares do Brasil com 29 lagoas no municipio.Possibilita a navegação a prática de esportes aquáticos e náuticos. Os ventos garantem o divertimento.

Mirante

No dia 16 de dezembro de 2009 foi inaugurado um mirante com visão de 360º no Morro da Borússia. O mirante é uma plataforma de 50 metros quadrados, garantindo uma visão privilegiada da faixa litorânea, do parque eólico e do complexo das lagoas, além da parte posterior do morro.

Eventos

Baile Municipal de Carnaval, em fevereiro/março; Rodeio Crioulo Internacional, Tafona da Canção Nativa, em março/abril; Micro Osório, Feira Agropecuária, em março/ abril; Festa do Divino Espírito Santo, em junho; Fórum Internacional de Educação e Feira do Livro, em agosto; Sesmaria da Poesia Gaúcha e Sesmaria da Poesia Estudantil, em setembro; Semana Farroupilha, em setembro; Festa de Nossa Senhora do Rosário – Maçambiques - em outubro; Festigula, durante o segundo semestre; Encontro Interestadual de Corais, em outubro; Festival Gaúcjo de Teatro Amador e Mostra Osoriense de Teatro Estudantil, em outubro; Semana da Consciência Negra, em novembro; Festa de Nossa Senhora da Conceição, em dezembro; Semana de Osório, em dezembro; e Festival de Terno de Reis e Natal Luz, também em dezembro.

Reveillon

No Reveillon de Osório: muitas pessoas vão até o Mirante. Na virada de 2009 - 2010, tinham mais ou menos 150 pessoas no mirante para ver os fogos de artificío das praias de Tramandaí, Capão da Canoa e Imbé. O mirante oferece uma vista panorâmica dessas praias. Todos os anos isso ocorre.

Monumentos e prédios históricos[editar | editar código-fonte]

Catedral Nossa Senhora da Conceição
É a segunda igreja do município, erguida no local onde foi construída a primeira, situada junto a Praça Nossa Senhora da Conceição.
Igreja Matriz Nossa Senhora do Caravaggio
Em 1987, foi construído o Salão Paroquial para atender a comunidade do bairro Caravágio. Sete anos depois, 1994, é criada a Igreja Nossa Senhora do Caravaggio, em homenagem à santa do mesmo nome. Em 2001, torna-se Igreja Matriz.
Biblioteca Pública Municipal Fernandes Bastos
A Biblioteca Pública Municipal funciona desde 1985 no prédio antigo da Prefeitura, que foi construído em meados do século XIX. Ela conta com um grande acervo literário e um bom espaço para estudos, pesquisas e lazer. Apresenta a Sala Verde cujo acervo é voltado ao meio ambiente e a Sala de Leitura Infantil, voltada ao público mirim.
Casas das Antenas
As paredes externas de cinco casas, que abrigam antenas no Morro da Borússia, receberam pinturas em estilo grafite. Essas pinturas expressam, artisticamente, as etnias do município que o colonizaram, como os moçambiques e aspectos atuais do cotidiano, tais como os visitantes e praticantes do voo livre. É a arte retratando o passado, a história da cidade e, ao mesmo tempo, contemplando o presente, o mundo contemporâneo.
Largo dos Estudantes Sônia Chemale
Ao lado da Biblioteca Municipal está situado o Largo dos Estudantes, que foi inaugurado em 1996. Possui uma bela área de lazer com um palco para a realização de espetáculos, espaço para as crianças brincarem e adolescentes e adultos passearem.
Mirante do Morro da Borússia
Acesso asfaltado pela estrada Romildo Bolzan. Na estrurura é possível apreciar a serra, as lagoas, o mar, a sede da cidade, as praias vizinhas e o Parque Eólico. A lindíssima vista também compensa a subida através de uma trilha ecológica que vai da base até o topo do morro.
Monumento do Sesquicentenário
O Monumento foi inaugurado em 15 de dezembro de 2007 em comemoração aos 150 anos do município e representa em sua arte, a evolução das antigas carretas de boi até as modernas instalações do Parque Eólico. O Município de Osório (antiga Conceição do Arroio) emancipou-se de Santo Antônio da Patrulha em 16 de dezembro de 1857. Está localizado na RS 030, entrada da Rua Marechal Floriano Peixoto.
Muro “As Sete Maravilhas de Osório"
A pintura do muro retrata as maravilhas de Osório, expressando as belezas do município e resgatando a sua história guardada na memória, nas fotografias, nos livros e nos jornais. Foi uma homenagem das Escolas Municipais aos 150 anos da cidade, realizando uma reeleitura de monumentos antigos, pontos e prédios históricos, espaços de lazer esquecidos, que renascem no retrato do muro através da arte. O Muro está localizado na Rua Santos Dumont em frente a praça do Bairro Albatroz, no muro da garagem de máquinas da Prefeitura.
Museu Antropológico de Osório Leonel Montovani
O museu osoriense foi inaugurado em 1982, e hoje, está locado no segundo piso do prédio da Biblioteca Municipal. É a sede do Pólo Cultural do Litoral Norte do RS. Dispõe de um acervo com cerca de 200 objetos, resgatando a cultura dos antepassados da região, a açoriana e a afro-brasileira (Maçambiques); bem como, sua evolução e o conhecimento da história de outras regiões, através de amostras, exposições permanentes e itinerantes.
Museu da Via Férrea
O Museu foi inaugurado em 19 de maio de 2008 e é uma cópia fiel da estação que existia no mesmo local. Apresenta um pouco da história do transporte ferroviário na região, com réplicas de locomotivas, fotos históricas, maquetes e objetos ligados ao transporte ferroviário. Também mostra a história da navegação lacustre com fotos do antigo porto.
Parque Municipal de Rodeios Jorge Dariva
O Parque de Rodeio ocupa uma área de 20 hectares arborizado com mata nativa. Foi fundado em 1975, no antigo Jóquei Clube do município. É um espaço destinado à realização de grandes eventos culturais ligados às tradições gaúchas; entre elas, o Rodeio Crioulo Internacional com provas campeiras e apresentações artísticas. Possui uma boa infraestrutura para atender os visitantes e o campista; um anfiteatro, parcialmente coberto; sanitários e churrasqueiras.
Praça das Carretas
Praça de excelente infraestrutura para o lazer e recreação. Possui um amplo calçadão; pracinha para as crianças; quadras de esportes; cancha de bocha; aparelhos de ginástica ao ar livre; bancos para descanso e sanitários. Com área arborizada, agradável para o convívio familiar e poder tomar o chimarrão. Os Carreteiros, viajantes provindos das estâncias, no final do século XIX ali paravam para o descanso ou pernoite, o que explica o nome da praça.
Praça Nossa Senhora da Conceição
Praça situada no centro da cidade, em frente à Catedral, possui o monumento em homenagem ao General Osório - filho ilustre na história do município -. Preserva várias espécies vegetais, com calçadão que propicia a sua travessia e oferece descanso à sombra de suas árvores centenárias.

Maior Prédio[editar | editar código-fonte]

O Maior Predio de Osório é o Hamúrabi Center,tem 9 andares.

Canais de TV[editar | editar código-fonte]

Os números dos Canais são:

Rede Bandeirantes - Canal 03

RBSTV - Canal 06 (Digital)

TVE - Canal 09

TV Pampa - Canal 11

Rede Record - Canal 13

SBT - Canal 20

Canção Nova - Canal 26

Ulbra TV - Canal 41

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Os esportes mais praticados em Osório são: Skate, Futebol, Futsal, Handebol, Volei, Basquete, Atletismo, natação, Boxe, Kitesurfe, Windsurfe, Montain bike, Asa delta e Volovelismo (voo a vela - planador).


Clubes

Grêmio Esportivo Sul Brasileiro (GESB)

Grêmio Atlético Osoriense (GAO)

Grêmio Esportivo Polivalente (Gepol)

Futebol Clube União

Brasil da Borússia

Imagens do município[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]