Oscar Pereira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar Pereira da Silva
Nascimento 29 de agosto de 1865
São Fidélis
Morte 17 de janeiro de 1939 (73 anos)
São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Ocupação pintor; professor

Oscar Pereira da Silva (São Fidélis, 29 de agosto de 1865 ou 1867São Paulo, 17 de janeiro de 1939) foi um pintor, desenhista, decorador e professor brasileiro da passagem do século XIX para o século XX.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Desde menino revelou gosto pelo desenho e pelo pintura. Assim, em 1882 matriculou-se na Academia Imperial de Belas Artes onde teve como contemporâneos Eliseu Visconti, Eduardo Sá e João Batista da Costa.

Foram seus professores Zeferino da Costa, Vitor Meireles, Chaves Pinheiro e José Maria de Medeiros. Em relação ao primeiro, auxiliou-o, juntamente com Castagneto, na decoração da Igreja da Candelária.

Aclamação de Amador Bueno, 1909.

Em 1887, terminados os estudos na Academia, obteve o cobiçado prêmio de viagem à Europa, o último concedido na época do Império.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

  • 1896 - Executa a decoração do Teatro Municipal com três murais: O Teatro na Grécia Antiga, A Dança e, A Música, além de painéis para as Igrejas de Santa Cecília e da Consolação.
  • s.d. - Professor no Liceu de Artes e Ofícios em São Paulo.
  • 1887 - Recebe prêmio viagem ao exterior e vai estudar na Europa. Fixa-se em Paris.
  • 1897 - Funda o Núcleo Artístico, que da origem à Escola de Belas Artes de São Paulo, onde vem a lecionar.
  • 1925 - Como pensionista do Governo do Estado viaja para a Europa.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Oscar Pereira da Silva

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.