Pál Schmitt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pál Schmitt
16º Presidente da Hungria Hungria
Mandato 6 de agosto de 2010
a 2 de abril de 2012
Antecessor(a) László Sólyom
Sucessor(a) László Kövér (interino)
Vida
Nascimento 13 de Maio de 1942 (72 anos)
Budapeste
Dados pessoais
Primeira-dama Katalin Makray
Partido Fidesz
Profissão Esgrimista

Pál Schmitt (13 de maio de 1942) é um ex-esgrimista e político húngaro. Foi presidente da Hungria de 6 de agosto de 2010 a 2 de abril de 2012.[1] Foi presidente do Comitê Olímpico Nacional húngaro e vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional de 1995 a 1999.[2]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Foi eleito presidente da Hungria por 263 votos a 59 em votação realizada no parlamento húngaro e assume o poder em 6 de agosto de 2010 sucedendo László Sólyom.[3]

Em 2009, Schmitt, ligado à Fidesz — União Húngara Cívica, foi eleito membro do Parlamento Europeu, em cargo no Partido Popular Europeu, e assumiu a vice-presidência do Comitê de Cultura e Educação do Parlamento Europeu.

Em 14 de julho de 2009, Schmitt também foi eleito um dos 14 vice-presidentes do Parlamento Europeu, sucedido por László Tőkés.

Carreira esportiva[editar | editar código-fonte]

Pál Schmitt
medalhista olímpica
Esgrima
Representante  Hungria
Nascimento 13 de maio de 1942 (72 anos)
Budapeste
Nacionalidade Hungria húngara
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro México 1968 Espada por equipes
Ouro Munique 1972 Espada por equipes

Schmitt foi um esgrimista bem-sucedido antes de entrar para a política. Conquistou duas medalha de ouro na prova de espada por equipes nos Jogos Olímpicos de 1968, na Cidade do México, e nos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique.[4] Mais tarde tornou-se Chefe de Protocolo do Comitê Olímpico Internacional (IOC) e presidiu a Associação Mundial de Olímpicos entre 1999 e 2007.[5]

Carreira académica[editar | editar código-fonte]

Doutorou-se em 1992 pela Universidade de Educação Física, integrada entretanto na de Medicina.

Em 2012, o Conselho de Doutores da Universidade de Medicina "Semmelweis", de Budapeste, retirou o título de doutor a Pál Schmitt, por plágio. Uma grande maioria dos membros do conselho docente da universidade, 33 votos, manifestou-se a favor da retirada do título de doutor a Schmitt, com apenas quatro académicos a recusarem a medida[6] .

No dia 2 de abril, Pál Schmitt apresentou ao Parlamento húngaro a sua renúncia, devido ao caso dividir a opinião do país, mas irá contestar os dados da universidade.[7]

Referências

  1. Da Hungria ao Brejal do Millôr (em português) Estadao.com. Visitado em 18 de abril de 2012.
  2. Gulyas, Veronika. (25 de junho de 2010). Hungarian Premier Picks Loyal Colleague for Country’s New President. The Wall Street Journal, acesso em 30 de junho de 2010
  3. Agence France-Presse. (29 de junho de 2010). Hongrie: le conservateur Pal Schmitt élu président de la République, acesso em 30 de junho de 2010
  4. Santos, Luiz Ribeiro dos. (29 de junho de 2010). Hungria terá esgrimista como presidente, acesso em 30 de julho de 2010
  5. Mr Pál SCHMITT Comitê Olímpico Internacional. Visitado em 4 de julho de 2010.
  6. Presidente da Hungria acusado de plágio.
  7. Presidente da Hungria renuncia devido a escândalo de plágio dw.de.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
László Sólyom
Presidente da Hungria
20102012
Sucedido por
László Kövér (interino)
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.