Ferenc Szálasi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ferenc Szálasi 1944.jpg

Ferenc Szálasi (Szálasi Ferenc em húngaro, AFI[sa:laʃi fɛrɛnts]) (6 de janeiro de 1897, Kassa - 12 de março de 1946, Budapeste) foi um destacado político e militar húngaro, especialmente entre os âmbitos filo-nazista e de extrema direita; foi o líder nacional socialista do Partido da Cruz Flechada, o "Líder da Nação" (Nemzetvezető), sendo ao mesmo tempo Chefe de Estado e o primeiro-ministro do "Governo de Unidade Nacional" do Reino da Hungria (Nemzeti Összefogás Kormánya) durante os últimos três meses de participação da Hungria na Segunda Guerra Mundial. Durante seu breve governo, os homens de Szálasi assassinaram de 10 a 15 000 judeus.[1] Depois da guerra, ele foi executado pelos soviéticos por crimes contra a humanidade.

Referências

  1. Patai, Raphael. The Jews of Hungary:History, Culture, Psychology. 590: Wayne State University Press, 1996. 730 pp. ISBN 0814325610.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.