P. D. James

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
P. D. James
Nacionalidade Reino Unido britânico
Data de nascimento 03 de Agosto de 1920 (93 anos)
Local de nascimento Oxford, Oxfordshire
Gênero(s) Romance policial
Thriller
Distopia
Ocupação Romancista
Cônjuge Dr. Ernest Connor Bantry White, um médico do Exército (m. 1941–1964, até sua morte)
Filhos 2
Influências Jane Austen, Graham Greene, Ngaio Marsh, Margery Allingham, Dorothy L. Sayers, Evelyn Waugh
Influenciados Morag Joss
Prêmios A Muito Honorável
Oficial da Mais Excelente Ordem do Império Britânico

Phyllis Dorothy James, Baronesa James de Holland Park, OBE, FRSL (Oxford, 3 de agosto de 1920) é uma escritora britânica de ficção policial que usa o nome P. D. James ao assinar as suas obras. É membro da Câmara dos Lordes sob o título de Baronesa James de Holland Park.

É reconhecida como uma das escritoras que mais influenciaram o género literário do romance de mistério, sendo especialmente notável a forma como caracteriza as suas personagens e a sua habilidade em construir atmosferas plenas de detalhes.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Phyllis Dorothy James nasceu a 3 de agosto de 1920 em Oxford, Inglaterra, filha de Sidney James, um um fiscal. Deixou a escola, a Cambridge Girls' High School, aos 16 anos.[1] Durante a guerra, casou com Ernest Connor Bantry White, médico, de quem teve duas filhas. James deu à segunda filha o nome da sua autora preferida: Jane Austen. Em 1948, diagnosticou-se uma esquizofrenia a Ernest, que passou longos períodos hospitalizado, até ficar definitivamente internado até à sua morte em 1964.

James trabalhou na direcção do North West Regional Hospital em Londres de 1949 a 1968[2] e depois no Ministério do Interior, no departamento da Polícia Criminal. James tem dois protagonistas principais: a jovem detective privada Cordelia Gray e Adam Dalgliesh, inspector-chefe da Scotland Yard, de meia-idade, que surge pela primeira vez em 1962 no romance Cover Her Face (O Enigma de Sally Jump).

James ganhou vários prémios: Silver Dagger 1971 para Shroud for a Nightingale (Mortalha para Uma Enfermeira), Silver Dagger 1975 para The Black Tower, Silver Dagger 1986 e International Macavity Award em 1987 para A Taste for Death (O Gosto da Morte), Diamond Dagger 1987 pela carreira literária e Grand Master Award 1999.

Em 1983 foi distinguida com a Ordem do Império Britânico. Foi igualmente nomeada Par do Reino na Câmara dos Lordes, recebendo o título Baronesa James de Holland Park. Em 1992 foi distinguida com o doutoramento em literatura pela Universidade de Buckingham e em 1993 pela Universidade de Londres. É membro da Royal Society of Literature.

Alguns dos seus romances foram adaptados à televisão em 1985 e 1986.

Obras[editar | editar código-fonte]

Ficção[editar | editar código-fonte]

Mistérios de Adam Dalgliesh

  1. A Chantagista / O Enigma de Sally (Cover Her Face), 1962
  2. Mente Assassina (A Mind to Murder), 1963
  3. Um Cadaver Mutilado / Causas Nada Naturais (Unnatural Causes), 1967
  4. Mortalha para uma Enfermeira (Shroud for a Nightingale), 1971
  5. A Torre Negra (The Black Tower), 1975
  6. Morte de Um Perito (Death of an Expert Witness), 1977
  7. Um Gosto Por Morte (A Taste for Death), 1985
  8. Devices and Desires, 1990
  9. Pecado Original (Original Sin), 1994
  10. Uma Certa Justiça (A Certain Justice), 1997
  11. Morte no Seminário (Death in Holy Orders), 2001
  12. Sala De Homicídios (The Murder Room), 2003
  13. O Farol (The Lighthouse), 2005
  14. Paciente Particular (The Private Patient), 2008

Mistérios de Cordelia Gray

  1. Trabalho Impróprio Para Uma Mulher (An Unsuitable Job for a Woman), 1972
  2. O Crânio Sob a Pele (The Skull Beneath the Skin), 1982

Outros

  1. Sangue Inocente (Innocent Blood), 1980
  2. The Children of Men, 1992
  3. Morte Em Pemberley (Death Comes to Pemberley), 2011

Não Ficção[editar | editar código-fonte]

  • The Maul and the Pear Tree: The Ratcliffe Highway Murders, 1811, 1971, com Thomas A. Critchley
  • Time to Be in Earnest: A Fragment of Autobiography, 1999
  • Segredos do Romance Policial (Talking About Detective Fiction), 2009

[Os titulos em português foram produzidos pelas respectivas editoras que publicaram a obra da autora no país]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 1971 Best Novel Award, Mystery Writers of America (por Shroud for a Nightingale)
  • 1971 Crime Writers' Association (CRA) Macallan Silver Dagger for Fiction (por Shroud for a Nightingale)
  • 1973 Best Novel Award, Mystery Writers of America (por An Unsuitable Job for a Woman)
  • 1975 CRA Macallan Silver Dagger for Fiction (por The Black Tower)
  • 1986 CRA Macallan Silver Dagger for Fiction (por A Taste for Death)
  • 1986 Mystery Writers of America Best Novel Award (por A Taste for Death)
  • 1987 CRA Cartier Diamond Dagger (prémio de carreira literária)
  • 1992 Deo Gloria Award (por The Children of Men)
  • 1999 Grandmaster Award, Mystery Writers of America)
  • 2002 WH Smith Literary Award (por Death in Holy Orders)
  • 2005 British Book Awards Crime Thriller of the Year (por The Murder Room)

Referências

  1. Faber & Faber : P. D. James (em inglês). Faber.co.uk (22 de setembro de 2008). Página visitada em 03 de agosto de 2013.
  2. Emma Brockes, The Guardian profile: P D James - "Murder She Wrote", 3 de março de 2001. (em inglês) Página visitada em 03 de agosto de 2013.