Phoenix Wright: Ace Attorney

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Phoenix Wright: Ace Attorney
Produtora Capcom
Editora(s) Capcom
Designer Game Boy Advance
Atsushi Inaba (produtor)
Shinji Mikami (produtor executivo)
Nintendo DS
Minae Matsukawa (produtor)
Tatsuya Minami (produtor executivo)
Shu Takumi (planejamento/script/diretor)
Plataforma(s) Game Boy Advance
Nintendo DS
Microsoft Windows
Celulares
Série Série Ace Attorney
Data(s) de lançamento Game Boy Advance
  • JP 11 de Outubro, 2001
Nintendo DS
  • JP 15 de Setembro, 2005
  • AN 11 de Outubro, 2005
  • EU 31 de Março, 2006
Microsoft Windows
  • JP 23 de Dezembro, 2005
Celular
  • AN Janeiro 2007 Episódio 1
Gênero(s) Aventura
Modos de jogo Singleplayer
Classificação Inadequado para menores de 12 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Orientação dos pais recomendada i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 7 anos i PEGI (Europa)
Média 64 MB + 64KB EEPROM

Phoenix Wright: Ace Attorney é o primeiro jogo da série Ace Attorney. Foi lançado no Japão em 11 de Outubro de 2001 para Game Boy Advance com o nome de Gyakuten Saiban.

O remake para Nintendo DS (Gyakuten Saiban Yomigaeru Gyakuten (逆転裁判 蘇る逆転? literalmente: "Turnabout Trial: Revived Turnabout")), foi lançado em 15 de setembro de 2005 com um caso extra. O remake foi lançado nos Estados Unidos e em outros países com o nome de Phoenix Wright: Ace Attorney.

O remake conta com a possibilidade de usar o microfone e a tela sensível do DS para substituir os simples controles que a versão de Game Boy Advance tinha. Por exemplo, o jogador pode tanto tocar um botão na tela, como pode também gritar (segurando o botão Y do DS): "Objection!", "Hold it!" e "Take that!". A versão japonesa possui opções para japonês e inglês. As versões européias possuem versões em inglês, espanhol, italiano, alemão e francês. A versão lançada para Gameboy Advance foi relançada para PC pela companhia japonesa SourceNext, logo após o lançamento para o DS. Uma versão para celulares foi lançada em 2007 no formato de episódios. Entretanto, essa versão só teve uma parte lançada até agora.

Phoenix Wright: Ace Attorney tem como protagonista o advogado de defesa Phoenix Wright, que trabalha na "Fey and Co. Law Offices", que pertence a outra advogada de defesa Mia Fey. Há também outros personagens, como Maya Fey, irmã mais nova de Mia; Miles Edgeworth, um promotor rival; Dick Gumshoe, um detetive atrapalhado; Larry Butz, um velho amigo de Phoenix; e muitos outros personagens. A maioria dos julgamentos são separados em episódios individuais, que são cinco neste jogo. No tribunal, Phoenix deve apresentar o seu caso ao juiz, examinar os testemunhos e mostrar argumentos decentes. Na maioria das vezes, o criminoso é uma das testemunhas, e Phoenix tem que provar a falsidade do álibi da testemunha para que seu cliente seja considerado inocente. Fora do tribunal, Phoenix deve coletar evidências e conseguir o máximo possível de informação das pessoas envolvidas no caso. A perspectiva de visão no tribunal é em terceira pessoa, enquanto que fora do tribunal é em primeira pessoa.

Mesmo em sua primeira versão, Phoenix Wright: Ace Attorney têm tido sucesso comercialmente. A versão para Nintendo DS sofreu falta do produto nas lojas, devido a alta procura.

Desde o lançamento da versão para GameBoy Advance, a série gerou várias sequências e spin-offs. Duas sequências diretas foram produzidas, Phoenix Wright: Ace Attorney Justice for All e Phoenix Wright: Ace Attorney Trials and Tribulations, que contém os mesmos personagens e Phoenix avançando em sua carreira. Esses jogos também foram refeitos para o Nintendo DS, entretanto, não ganharam conteúdo adicional. Trials and Tribulations encerra um mistério que não resolvido no primeiro jogo da série, e não houve mais jogos estrelando Phoenix Wright desde então. Entretanto, um novo título foi lançado para Nintendo DS, que tem como protagonista o advogado novato Apollo Justice, no jogo Apollo Justice: Ace Attorney. Um spin-off foi lançado com o título de Ace Attorney Investigations: Miles Edgeworth, estrelando o promotor Miles Edgeworth e o detetive Dick Gumshoe.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

Tradução[editar | editar código-fonte]

O time de tradução, liderado pelo tradutor Alexander O. Smith criou uma tradução para Phoenix Wright: Ace Attorney que faz várias referências a cultura pop e citações famosas de filmes. Os membros do time de tradução JP Kellams e Janet Hsu confirmara, que estes eram o treino deles em várias entrevistas, declarando que a versão original em japonês estava cheia de referências à cultura japonesa, principalmente programas de Tokusatsu e os fãs, o que era o pano de fundo cultural para um caso inteiro.[1] [2] O time de tradução traduziu esses termos para referências apropriadas a cultura ocidental.

Edição limitada[editar | editar código-fonte]

Disponível somente para clientes japoneses que fizeram a pré-ordem, uma edição limitada estava disponível[3] , embalada em uma caixa especial de cor preta com o logotipo aumentado do jogo na frente. A versão custava um pouco mais que a edição normal, mas era compensanda por ter umm disco bônus contendo a trilha sonora do jogo, uma alça para celular com a marca "Gyakuten Saiban", um chaveiro com uma exclamação da frase "Igiari!" ("Objeção!", em português) e uma stylus com a ponta sendo uma mão apontando na ponta em que se toca na tela. Quem comprou o pacote também recebeu um volume de mangá com histórias com os personagens do jogo.

Recepção[editar | editar código-fonte]

As várias versões de Phoenix Wright: Ace Attorney tem tido bastante sucesso. No Japão, a versão original para Game Boy Advance vendeu 58.877 unidades até a data atual, e a versão com preço diferente só para o Japão vendeu mais ainda, chegando a 129.630. A versão para Nintendo DS vendeu 128.842 unidades, enquanto a versão somente para o Japão de preço diferente vendeu 148.663 unidades.[4] Até o fim de 2007, a versão de preço diferente para o Japão vendeu 254.681 cópias, com 141.681 vendidas naquele ano [5] e 130.020 no anterior.[6]

Phoenix Wright: Ace Attorney foi difícil de se obter nas lojas logo após o lançamento na América do Norte, devido uma alta demanda inesperada.[7] A Capcom enviou mais unidades em março de 2006 .[8] Enviaram novamente mais cópias em Junho de 2006, que acabou em uma semana. Até Fevereiro de 2007, a Capcom enviou 100.000 cópias de Phoenix Wright.[9]

O jogo recebeu críticas favoráveis, conseguindo uma pontuação agregada de 81/100 e 82% dos sites Metacritic[10] e Game Rankings[11] respectivamente. Craig Harris, da IGN comentou que o jogo era "duramente linear" mas "interessante e bem-escrito"[12] Ele acredita que o script foi "facilitado" em contraste do sistema jurídico atual.[12] , apesar de que o jogo lembre vagamente o sistema de lei no Japão. Shane Bettenhausen do site 1UP achou que o jogo tem uma "história interessante e bem-traduzida" e "'cenas de batalha' num tribunal"[13] Carrie Gouskos do GameSpot achou que a apresentação do jogo é "única e surpreendente", mas criticou a linearidade, dizendo que "todas escolhas inevitavelmente levam ao mesmo resultado".[14]

Referências

  1. Scarlett - Detalhes do artigo: Entrevista - Janet Hsu da Capcom Japão, Time de tradução.
  2. Scarlett - Detalhes do artigo: Entrevista - JP Kellams da Capcom Japão, Time de tradução.
  3. 「逆転裁判 蘇る逆転」の限定版発売決定 気になる中身は...... (em japanese).
  4. Novo Phoenix Wright Vende Bastante IGN (2007-04-17). Visitado em 2009-02-23.
  5. Famitsu Top 500 of 2007 Gemaga (2008-06-16). Visitado em 2009-02-23.
  6. Top 500 for 2006 Geimin (2007-08-27). Visitado em 2009-02-23.
  7. Ransom-Wiley, James. "Phoenix Wright still hot, still rare". Joystiq. June 21, 2006.
  8. Surette, Tim. "Phoenix Wright ordered back in stores", GameSpot. March 13, 2006. Retrieved on December 14, 2007.
  9. Kietzmann, Ludwig. "Former Clover members now working on Resident Evil 5, new Wii game". Joystiq. February 20, 2007. Retrieved on December 14, 2007.
  10. Phoenix Wright: Ace Attorney Metacritic. Visitado em 2009-02-15.
  11. Phoenix Wright: Ace Attorney Reviews Game Rankings. Visitado em 2009-02-17.
  12. a b Harris, Craig (2005-10-15). Phoenix Wright: Ace Attorney Review IGN. Visitado em 2009-02-15.
  13. Bettenhausen, Shane (2005-10-25). Phoenix Wright: Ace Attorney Review 1UP. Visitado em 2009-02-15.
  14. Gouskos, Carrie (2005-10-10). Phoenix Wright: Ace Attorney Review GameSpot. Visitado em 2009-02-15.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]