Pilaf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oshi palov tajik.jpg

Pilaf é um arroz preparado com especiarias, popular no Oriente Médio. Consiste em fritar o arroz num refogado de cebola e gordura de forma a torná-lo transparente, após o que lhe é adicionado um líquido, geralmente água.[1] [2]

Serve de acompanhamento para frango ou cordeiro assado, ou cozido de legumes, guisado ou marisco. Também pode ser servido puro. Para o preparo, utiliza-se óleo de girassol ou manteiga clarificada[nota 1] [3] , cebola, vagens de cardamomo verde; canela em pau, cravo-da-índia, cominho, pimenta do reino, mas apenas as sementes de cominho são comidas.[4]

Referências

  1. Universidade de Chicago
  2. Harper, Douglas. Online Etymology Dictionary Online Etymology Dictionary.. Página visitada em 5 June 2012.
  3. STOBART, Tom — Ervas, temperos e condimentos de A a Z, pg. 245. Editora Jorge Zahar. Rio de Janeiro (2009)]
  4. NORMAN, Jill. Ervas & especiarias. "Pilaf de Malabar, pg. 322. São Paulo. Publifolha (2012)

Notas

  1. Ghee indiano, manteiga clarificada geralmente feita de leite de búfala.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.