Piracaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Piracaia
"Cidade do peixe assado"
Bandeira de Piracaia
Brasão de Piracaia
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 16 de junho
Fundação 9 de novembro de 1817 (194 anos)
Gentílico piracaiense
Lema "Piracaia, a cidade do Peixe Assado"
Prefeito(a) Teresinha das Graças da Silveira Peçanha (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Piracaia
Localização de Piracaia em São Paulo
Piracaia está localizado em: Brasil
Piracaia
Localização de Piracaia no Brasil
23° 03' 14" S 46° 21' 28" O23° 03' 14" S 46° 21' 28" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Macro Metropolitana Paulista Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008 [1]
Microrregião Bragança Paulista Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008 [1]
Municípios limítrofes Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Igaratá, Joanópolis, Nazaré Paulista
Distância até a capital 82 km
Características geográficas
Área 384,729 km² [2]
População 25 139 hab. Censo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2010[3]
Densidade 65,34 hab./km²
Altitude 792 m
Clima tropical de altitude Cwb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,792 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 218 587,086 mil Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[5]
PIB per capita R$ 9 580,85 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[5]
Página oficial

Piracaia é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 23º03'14" sul e a uma longitude 46º21'29" oeste, estando a uma altitude de 792 metros. Sua população estimada em 2007 era de 22 335 habitantes. Seu nome é de origem tupi e significa "peixe assado", através da junção de pirá ("peixe") e kaîa ("assado")[6] .

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de Piracaia foi fundada em 9 de Novembro de 1817, com o nome de Santo Antonio da Cachoeira, como um bairro de Nazaré Paulista, por dona Leonor de Oliveira Franco e seus filhos, que doaram um terreno para construção de uma capela em louvor a Santo Antônio. O local exato da fundação é a atual Praça Júlio Mesquita, onde foi erguida e inaugurada, em 16 de Junho de 1891, a atual Igreja Matriz de Santo Antônio da Cachoeira.

O bairro de Santo Antônio da Cachoeira foi elevado a condição de freguesia em 5 de março de 1836, através da Lei Provincial Número 44 do município de Atibaia.

A Lei Provincial Número 404, de 10 de junho de 1850, transferiu o distrito de Piracaia do município de Atibaia para o de Nazaré Paulista. Em 24 de março de 1859, através da Lei Provincial Número Doze, a freguesia foi elevada à categoria de vila, com o nome de Santo Antônio da Cachoeira, desmembrada de Nazaré Paulista. Sua instalação ocorreu em 31 de julho de 1859.

Elevada a categoria de cidade através da Lei Provincial Número 62, de 21 de março de 1885. Em 9 de Novembro de 1892, elevada a categoria de município. A denominação atual foi adotada em 20 de agosto de 1906, através da Lei Estadual Número 997.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizada na Serra da Mantiqueira, possui muitas cachoeiras, todas ainda desconhecidas, e aplainadas montanhas. O ponto turístico mais famoso é a Igreja Matriz de Santo Antônio da Cachoeira, cujo teto possui a pintura de todos os papas. É a segunda igreja do mundo a possuir tal acervo, sendo a primeira, a Basílica de São Paulo, em Roma, na Itália. Outro ponto turístico famoso é o Santo Cruzeiro, que é o maior do mundo[7] .

  • Clima: tropical de altitude com temperatura média de 24 °C.
  • Relevo: Montanhoso e fortemente ondulado
  • Hidrografia: Banhada pelos rios Cachoeira e Atibainha.

Possui três barragens: barragem do Jaguari-Jacareí, barragem do Cachoeira e barragem do Atibainha.

Política[editar | editar código-fonte]

Para os anos de 2013 à 2017, possui como:

  • Prefeita: Teresinha Das Graças da Silveira Peçanha
  • Vice-prefeito: Silvino Cintra

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: 25139

  • Urbana: 23 347
  • Rural: 1792
  • Homens: 12300
  • Mulheres: 12839

Densidade demográfica (hab./km²): 65,34

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 8,41

Expectativa de vida (anos): 80,20

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,23

Taxa de alfabetização: 94,35%*

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,792

  • IDH-M Renda: 0,722
  • IDH-M Longevidade: 0,801
  • IDH-M Educação: 0.854
  • Ranking no estado: 111º
  • Ranking no País: 742º

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p. 261
  7. http://www.piracaia.com/index.php?option=com_content&view=article&id=160&Itemid=56

Ligações externas[editar | editar código-fonte]