Prémio LeYa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Prémio LeYa ou Prémio LeYa de Romance foi criado em 2008 e visa galardoar uma obra inédita de ficção literária, na área do romance, que não tenha sido premiada em nenhum outro concurso. A distinção é atribuída anualmente pelo Grupo editorial LeYa e tem o valor monetário de 100 000 euros, o que o torna um dos mais valiosos na literatura em português.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

As obras concorrentes ao Prémio LeYa devem ser inéditas e assinadas com o pseudónimo do autor. Uma comissão formada por editores do Grupo lê todas as obras admitidas a concurso e seleciona as que considerar melhores. As obras selecionadas são então apresentados a um Júri, constituído por, pelo menos, sete destacadas personalidades do mundo literário e cultural de língua portuguesa, que sobre elas decide.

O autor vencedor recebe 100 000 euros e a obra premiada é editada pela LeYa, diretamente ou através de uma das editoras do Grupo, e distribuída em todos os países de língua portuguesa. Em contra partida, o autor da obra premiada cede à LeYa o direito exclusivo de a explorar comercialmente sob todas as formas e em todas as modalidades, em todo o mundo.[2]

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Ano Obra Autor País Ref
2008 O Rastro do Jaguar Murilo Carvalho  Brasil [3]
2009 O Olho de Hertzog João Paulo Borges Coelho  Moçambique [4]
2010 Não foi atribuído [5]
2011 O Teu Rosto Será o Último João Ricardo Pedro  Portugal [6]
2012 Debaixo de Algum Céu Nuno Camarneiro  Portugal [7]
2013 Uma Outra Voz Gabriela Ruivo Trindade  Portugal [8]

Referências

  1. João Ricardo Pedro recebe hoje o Prémio Leya. Diário de Notícias (7 de maio de 2012). Página visitada em 23 de março de 2014.
  2. Prémio LeYa 2014 - Regulamento. LeYa. Página visitada em 23 de março de 2014.
  3. Das estradas do Brasil veio o vencedor do Prémio Leya. Diário de Notícias (5 de abril de 2009). Página visitada em 22 de março de 2014.
  4. Prémio LeYa para moçambicano João Paulo Borges Coelho. Público (13 de outubro de 2009). Página visitada em 22 de março de 2014.
  5. Prémio LeYa 2010. LeYa. Página visitada em 22 de março de 2014.
  6. João Ricardo Pedro vence Prémio LeYa 2011. Público (18 de outubro de 2011). Página visitada em 22 de março de 2014.
  7. Prémio Leya atribuído a Nuno Camarneiro. Expresso (17 de dezembro de 2012). Página visitada em 22 de março de 2014.
  8. Gabriela Ruivo Trindade vence Prémio LeYa com um romance que junta ficção e fotografia. Público (15 de outubro de 2013). Página visitada em 22 de março de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]