Prémio LeYa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Prémio LeYa ou Prémio LeYa de Romance, criado em 2008 por iniciativa do grupo editorial LeYa, é um concurso que tem como objetivo estimular a produção de obras inéditas de autores de língua portuguesa e galardoa, todos os anos, uma obra original de ficção literária na área do romance que não tenha sido anteriormente premiada. É importante dizer que é um dos mais valiosos prémios da literatura lusófona, com o valor de cem mil euros para o autor da obra vencedora.[1]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

As obras enviadas devem ser inéditas e assinadas com o pseudónimo do autor e enviadas em suporte digital e físico - papel formato A4 - junto com outras informações acerca do escritor, clarificadas no regulamento do referido concurso. Após o prazo máximo estabelecido para o envio de originais, um júri escolhido pelo grupo editorial LeYa, constituído por, pelo menos, sete destacadas figuras do mundo literário e cultural da língua portuguesa, analisará todas as obras e escolherá aquela que considerar melhor, fundamentando sempre a escolha feita. Caso, eventualmente, o júri considere que nenhuma obra tem qualidade, poderá escolher não atribuir o prémio, como aconteceu em 2010.[2] [3]

O vencedor receberá a quantia de cem mil euros (100 000 €) e a publicação do seu original, seja diretamente pelo grupo editorial LeYa ou através de uma das suas editoras, sendo posteriormente distribuído em todos os países de língua portuguesa. Em contra partida, o autor da obra premiada cede à LeYa o direito exclusivo de o explorar comercialmente sob todas as formas e em todas as modalidades pelo mundo inteiro.[2]

Vencedores[editar | editar código-fonte]

As obras premiadas, desde 2008, pelo Prémio LeYa foram as seguintes indicadas:

Ano Obra Autor País Referências
2008 O Rastro do Jaguar Murilo Carvalho  Brasil [4]
2009 O Olho de Hertzog João Paulo Borges Coelho  Moçambique [5]
2010 Não foi atribuído [3]
2011 O Teu Rosto Será o Último João Ricardo Pedro  Portugal [6]
2012 Debaixo de Algum Céu Nuno Camarneiro  Portugal [7]
2013 Uma Outra Voz Gabriela Ruivo Trindade  Portugal [8]
2014 O Meu Irmão Afonso Reis Cabral  Portugal [9]

Referências

  1. Prémio Leya. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  2. a b Regulamento prémio LeYa. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  3. a b Manuel Alegre, Carlos Heitor Cony, Rita Chaves, Lourenço do Rosário, Nuno Júdice, Artur Pestana (Pepetela), José Carlos Seabra Pereira (29 de novembro de 2010). Comunicado do Júri do Prémio LeYa 2010. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  4. Maria João Caetano (5 de abril de 2009). Das estradas do Brasil veio o vencedor do Prémio Leya Diário de Notícias. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  5. Prémio Leya para moçambicano João Paulo Borges Coelho LUSA (13 de outubro de 2009). Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  6. Cláudia Carvalho (18 de outubro de 2011). João Ricardo Pedro vence Prémio LeYa 2011 Público. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  7. Prémio Leya atribuído a Nuno Camarneiro LUSA (17 de dezembro de 2012). Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  8. Luís Miguel Queirós (15 de outubro de 2013). Gabriela Ruivo Trindade vence Prémio Leya com um romance que junta ficção e fotografia Público. Visitado em 26 de dezembro de 2014.
  9. Luís Miguel Queirós (17 de outubro de 2014). Afonso Reis Cabral vence Prémio Leya com O Meu Irmão Público. Visitado em 26 de dezembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]