Predicado (gramática)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Na gramática, o predicado é um dos termos essenciais da oração; é tudo aquilo que se diz ou o que se declara sobre o sujeito.

É tudo aquilo que se informa sobre o sujeito e é estruturado em torno de um verbo. Ele sempre concorda em número e pessoa com o sujeito.

Quando é um caso de oração sem sujeito, o verbo do predicado fica na forma impessoal, 3ª pessoa do singular. O núcleo do predicado pode ser um verbo significativo, um nome ou ambos. Por exemplo:

  • Seu trabalho tem uma ligação muito forte com a psicanálise.

Há verbos que expressam ação (chamados de significativos). São eles:

Há verbos que expressam estado e que são chamados de verbos de ligação, que possuem as mesmas características para um predicado nominal.

Tipos de predicado[editar | editar código-fonte]

O predicado pode ser subdividido em Predicado nominal, verbal ou verbo-nominal (também escrito verbonominal).

Predicado verbal[editar | editar código-fonte]

Predicativo é o direto ou do objeto indireto "pode" aparecer precedido de preposição; Quando não houver possibilidade de se encontrar um predicativo em orações onde aparecem verbos de ligação, estes verbos passam a ter um conteúdo significativo e constituirão predicados verbais; O predicado é o termo da oração que atribui uma característica, uma propriedade, um estado ao sujeito; indica uma qualidade ou um estado do sujeito ou do objeto direto ou objeto indireto; Só existe predicativo do objeto direto e no verbo falar. O objeto é indireto quando antes do predicativo vem uma preposição.Quando for outra coisa (ex.Adverbio), o objeto é indireto pessoal.

Predicado nominal[editar | editar código-fonte]

Tem como núcleo um nome que desempenha função de predicativo do sujeito .O predicativo do sujeito é um termo que caracteriza o sujeito tendo como intermediário o verbo de ligação . O predicado verbal é formado também por verbos de ligação -Ser Estar Ficar Continuar Parecer Permanecer Andar virar e Transformar-se

Predicado verbonominal[editar | editar código-fonte]

Os alunos saíram da aula alegres.

O predicado é verbo-nominal porque seus núcleos são um verbo (saíram - verbo intransitivo), que indica uma ação praticada pelo sujeito, e um predicativo do sujeito (alegres), que indica o estado do sujeito no momento em que se desenvolve o processo verbal. É importante observar que o predicado dessa oração poderia ser desdobrado em dois outros, um verbal e um nominal. Veja:

Os alunos saíram da aula. Estavam alegres como sempre.

Estrutura do Predicado Verbo-Nominal

O predicado verbo-nominal pode ser formado de:

- Verbo Intransitivo(não transita entre substantivos) + Predicativo do Sujeito Por Exemplo: Joana partiu contente. Sujeito Verbo Intransitivo Predicativo do Sujeito - Verbo Transitivo + Objeto + Predicativo do Objeto Por Exemplo: A despedida deixou a mãe aflita. Sujeito Verbo Transitivo Objeto Direto Predicativo do Objeto - Verbo Transitivo + Predicativo do Sujeito + Objeto

Por Exemplo: Os alunos cantaram emocionados aquela canção. Sujeito Verbo Transitivo Predicativo do Sujeito Objeto Direto

Saiba que:

Para perceber como os verbos participam da relação entre o objeto direto e seu predicativo, basta passar a oração para voz passiva. Veja:

Voz Ativa: As mulheres julgam os homens insensíveis. Sujeito Verbo Significativo Objeto Direto Predicativo do Objeto

Voz Passiva: Os homens são julgados insensíveis pelas mulheres. Sujeito Verbo Significativo Predicativo do Objeto

O verbo julgar relaciona o complemento (os homens) com o predicativo (insensíveis). Essa relação se evidencia quando passamos a oração para a voz passiva.

Observação: o predicativo do objeto normalmente se refere ao objeto direto. Ocorre predicativo do objeto indireto com o verbo chamar. Assim, vem precedido de preposição. Por exemplo:

Todos o chamam de irresponsável. Chamou-lhe ingrato. (Chamou a ele ingrato.)

Papel do predicado[editar | editar código-fonte]

Assim como o sujeito, o predicado é um segmento extraído da estrutura interna das orações sendo, por isso, fruto de uma análise sintática. Isso implica dizer que a noção de predicado só se mostra importante para a caracterização das palavras em termos sintáticos.

Nesse sentido, o predicado revela-se, sintaticamente, o segmento linguístico onde se estabelece a concordância verbal com outro termo essencial da oração – o sujeito. Não se trata, portanto, de definir o predicado como "aquilo que se diz do sujeito" como o faz gramática tradicional, mas, sim, estabelecer a importância do fenômeno da concordância entre esses dois termos oracionais.

Imperioso frisar: ainda que, na realidade, somente o predicado seja, verdadeiramente, um termo essencial da oração, uma vez que não há oração que não o possua, o mesmo não se pode afirmar quanto ao sujeito que, embora seja classificado pela NGB (Nomenclatura Gramatical Brasileira) como termo essencial, de fato não o é; prova disso é a existência da Oração sem Sujeito (OSS) constituída apenas de predicado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikilivros
O wikilivro Português tem uma página sobre Predicado