Religião pré-histórica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

A religião pré-histórica é um termo geral para as crenças e práticas religiosas da pré-história. Mais especificamente, abrange as práticas religiosas do período Paleolítico, Mesolítico, Neolítico e Idade do Bronze.

Paleolítico[editar | editar código-fonte]

Enterro

O enterro dos mortos, particularmente com espólio pode ser uma das primeiras formas detectáveis de prática religiosa, pois, como Philip Lieberman sugere, ele pode significar uma "preocupação com os mortos, que transcende a vida diária."

Os primeiros indiscutível Homo sapiens enterrados remontam cerca de 60.000 anos atrás.

Adoração animal

Um número de arqueólogos propoem que as sociedades do Paleolítico Médio, tais como sociedades neandertais pode ter praticado a mais antiga forma de totemismo ou a adoração de animais.

Neolítico[editar | editar código-fonte]

Não há fontes textuais existentes a partir do período Neolítico, as fontes disponíveis datam da Idade do Bronze e, portanto, todas as declarações sobre qualquer sistema de crenças das sociedades neolíticas pode ter possuído são vislumbradas a partir da arqueologia.

Diversos autores apresentam uma pré-história "centrada na figura feminina" e na adoração à Deusa mãe ao longo de toda a pré-história. Os achados arqueológicos das estatutetas de Vênus e de arte rupestre são provas dessa religiosidade.

Ela descreve uma "Velha Europa" matriarcal com um conjunto de sociedades dominadas pela adoração à uma deusa, em especial, postulando uma deusa de aves e uma deusa urso.