Ricardo, 1.º Conde da Cornualha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ricardo da Cornualha)
Ir para: navegação, pesquisa
Ricardo da Cornualha
Rei dos Romanos
Conde de Poitou e 1.º Conde da Cornualha
Rei dos Romanos
Reinado 13 de janeiro de 1257
a 2 de abril de 1272
Coroação 27 de maio de 1257
Predecessor Guilherme II, Conde da Holanda
Sucessor Rodolfo I da Germânia
Esposas Isabel Marechal
Sancha da Provença
Beatriz de Falkenburgo
Descendência
João da Cornualha
Isabel da Cornualha
Henrique de Almain
Nicolau da Cornualha
Edmundo, 2.º Conde da Cornualha
Filipe da Cornualha
Sir Ricardo da Cornualha
Sir Valter da Cornualha
Joana da Cornualha
Casa Plantageneta
Pai João de Inglaterra
Mãe Isabel de Angoulême
Nascimento 5 de janeiro de 1209
Castelo de Winchester, Winchester, Hampshire, Inglaterra
Morte 2 de abril de 1272 (63 anos)
Castelo de Berkhamsted, Berkhamsted, Hertfordshire, Inglaterra
Enterro Abadia de Hailes, Winchcombe, Gloucestershire, Inglaterra

Ricardo da Cornualha (Winchester, 5 de janeiro de 1209 – Berkhamsted, 2 de abril de 1272) foi Rei dos Romanos de 1257 até sua morte, e também Conde de Poitou e 1.º Conde da Cornualha. Foi um dos homens mais ricos da Europa em seu tempo, também sendo cruzado, alcançado sucesso como negociador na libertação de prisioneiros, e ajudando na construção da cidadela de Ascalão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi feito conde da Cornualha em 1227, tendo ficado conhecido por este título, apesar de em Janeiro de 1257 ter sido eleito Rei dos Romanos fora dos muros de Frankfurt pelos bispos de Colónia e de Mogúncia, o Eleitorado do Palatinato, o rei da Boémia Otacar II da Boêmia. Foi coroado como rei pelo arcebispo de Colónia e Aachen em Maio desse ano.

Ricardo ostentou o título de Rei dos Romanos até à sua morte, nunca tendo no entanto e um poder total sobre a Alemanha. Foi dono do Castelo de Wallingford, onde gastou uma fortuna nos arranjos que mandou fazer.

Tendo ficado novamente viuvo, em 1261, voltou a casar-se na cidade alemã de Kaiserslautern, no dia 16 de Junho de 1269, com Beatriz de Falkenburg. Não tendo descendência deste matrimónio.

Ricardo veio a morrer no Castelo de Berkhamstead, Herfordshire, em 2 de Abril de 1272. Foi sepultado na Abadía de Hayles, que tinha sido por si fundada.

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Casou em Fawley, no dia 13 de Março de 1231 com Isabel Marechal, filha de Guilherme Marechal, 1.º Conde de Pembroke, de quem teve:

  1. João (1232 -1233).
  2. Isabel (1233 - 1234).
  3. Henrrique (2 de novembro de 123513 de março de 1271), foi casado com Constança de Moncada, condessa de Bigorre (? - 1310).
  4. Nicolau (15 de janeiro de 1240).

Depois da morte da sua 1º esposa esposa em consequência de problemas relacionados com o parto do último filho, volta a casar-se, desta feita na Abadia de Westminster, no dia 23 de Novembro de 1243, com Sancha de Provença, que era cunhada do seu irmão, o rei Henrique III de Inglaterra. Deste casamento nasceram:

  1. Ricardo (1246).
  2. Edmundo (26 de dezembro de 1249 - 1 de outubro de 1300). Foi sucessor de seu pai como conde da Curnualha em 1272. Casou com Margarida de Clare (1249 - 1313). Este matrimónio foi no entanto anulado em 1294.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]