Rickettsiose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rickettsiose
O carrapato amarelo de cachorros é o principal vetor no Brasil.
Classificação e recursos externos
CID-10 A75-A79
CID-9 080-083
eMedicine ped/2015
MeSH D012288
Star of life caution.svg Aviso médico

Rickettsiose ou riquetsiose refere-se a qualquer doença infecciosa causada por bactérias gram-negativas da família Rickettsiaceae e que são transmitidas por carrapatos, ácaros ou piolhos.[1]

Classificação[editar | editar código-fonte]

A rickettsia conorii causa a febre escaronodular

Dentre as doenças causadas por rickettsiacaes incluem[1] :

Classificação por agente infeccioso[editar | editar código-fonte]

Em cada lugar do mundo tem nomes e espécies diferentes[2] [3] :

  • Rickettsiose africana: Rickettsia aeschlimannii
  • Febre do carrapato africana: R. africae
  • Varicela por rickettsia: R. akari
  • Tifo de carrapato de Queensland: R. australis
  • Febre maculosa mediterrânea/indiana/do Oriente Médio/do Cáspio: R. conorii (4 subespécies)
  • Rickettsiose da pulga do gato: R. felis
  • Febre maculosa do extremo oriente: R. heilong-jiangensis
  • Febre aneruptiva: R. helvetica
  • Tifo de carrapato tailandês: R. honei
  • Febre maculosa japonesa: R. japonica
  • Febre maculosa australiana: Rickettsia marmionii
  • Febre maculosa mediterrânea símile: R. monacensis
  • Infecção maculosa: R. parkeri
  • Linfadenopatia por carrapato: R. raoultii
  • Febre maculosa das montanhas rochosas, fiebre machada, febre maculosa brasileira: Rickettsia rickettsii
  • Tifo de carrapato siberiano: R. sibirica
  • Linfangite por Rickettsia: R. sibiricamongolotimonae
  • Linfadenopatia tipo TIBOLA ou DEBONEL: R. slovaca
  • Tifo epidêmico: Rickettsia prowazekii
  • Tifo murino: Rickettsia typhi

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Os sintomas mais comuns em rickettsioses são:

Epidemiologia[editar | editar código-fonte]

No Brasil, a febre maculosa brasileira (FMB) é a riquetsiose mais problemática. Causada pelo Rickettsia rickettsii, um parasita intracelular obrigatório, preferencialmente de células do endotélio e transmitido pelo carrapato Amblyomma cajennense.[1] Surtos em ambientes rurais ou de mata nativa onde os carrapatos e piolhos vetores vivem ocorrem de vez em quando na América Latina e África.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Pode ser tratado com doxiciclina, cloranfenicol, azitromicina, fluoroquinolonas ou rifampicina dependendo da espécie. É essencial repor líquidos perdidos por diarreia e vômito bebendo muita água ou soro fisiológico. Não possui vacina. Medidas preventivas envolvem eliminar carrapatos e pulgas da região, usar repelentes e roupas que cubram o corpo.[4]

Referências